Um Grêmio surpreendente

Grêmio 3 x 0 Vitória. Está aí um resultado que não reflete o que foi o jogo. O Vitória chegou inúmeras vezes na área tricolor, mas na maioria delas faltou acabamento nas jogadas, no último passe, ou nas conclusões. Em outras, apareceu o goleiro Victor e a zaga, que soube abafar muitos chutes que poderiam resultar em gol do time baiano.

Gostei muito do Saimon como típico cabeça de área, mas com qualidade de passe. Gostei da estrutura inicial do time no meio de campo, completado por Fernando, Maylson e Lúcio, três jogadores que marcam e saem pro jogo com facilidade, em especial Maylson.

Pois Maylson mais uma vez compareceu no placar. Na posição de centroavante, ele concluiu com precisão uma jogada em que o zagueiro falhou e que teve a participação fundamental do Roberson. O guri fez uma partida muito boa técnica e taticamente.

O Vitória foi superior, teve mais posse de bola, criou mais jogadas. Mas o Grêmio soube resistir com calma, e quando teve a bola saiu jogando em velocidade. Marcar e sair para o ataque rapidamente, esta a marca registrada do time armado pelo Renato.

Agora, a ousadia do Renato me assusta. A entrada do Magrão no lugar do Fernando, tudo bem, perfeito. Mas sacar Maylson que fechava bem pelo lado direito e colocar Diego Clementino aos 20 do segundo tempo me deixou preocupado.

A alteração não resultou em maior prejuízo à marcação, ao contrário do que eu esperava que ocorresse. E por que? Diego continuou fechando os espaços pela direita, marcando o adversário como fazia Maylson. E, a exemplo de Maylson, no finalzinho estava lá, como centroavante, para fazer 2 a 0, após uma belíssima jogada do Lúcio com Jonas. Mais uma vez Diego pegou a sobra do goleiro e marcou.

Para concluir, um golaço de Edilson, após jogada entre Gabriel e Diego. Os 3 a 0 foram um castigo para o Vitória e um prêmio para esse Grêmio do Renato, que me surpreende e, por vezes, me assusta, mas está aí somando pontos, muito mais que eu podia imaginar.

Se gostou, compartilhe!

  • Pois é Ilgo!

    Um time de garotos, mas um time bem armado! Realmente me surpreende positivamente o aporte da parte técnica e tática do time do Grêmio. O Portaluppi me surpreende. Ainda bem!

    Muito desfalcado, mas bem armado o Grêmio não teve posse de bola, mas soube concluí as poucas chances que teve.

    Muito bom para nós. Continuando as vitórias em casa será uma reação maravilhosa.

    Abraço.

  • Ilgo; concordo. Assustador e não recomendado para cardíaco. Parece que falta o que nunca teve muito o Renato que é juízo. Mas vamos somando pontos e subindo na tabela. Preocupam-me treinadores que saibam ler o jogo e possam explorar este ímpeto do Renato.
    Estava olhando o site da CBF e atualmente há 177 atletas inscritos.
    http://www.cbf.com.br/php/acumulado.php?s=M&c=00008RS

    Grêmio B vence o Porto Alegre pela Copa Enio Costamilan por 2 a 1.
    Busatto; Wander (Almir); Gérson, Brock, Dener; Mateus Magro, Emerson, Leandro, Pessalli (Kappel), Weverson; Wesley (Romário).
    Técnico: Cristian de Souza
    Quem marcou? Pessalli e Gerson…

  • Amigo Ilgo, quando for a Lajeado de novo vou te visitar para provar a 1983.
    Lembro quando ia ao cinema em Lajeado (nos anos 60 e 70) e passava futebol (feito por uma empresa do Rio) antes do filme e me impressionava que so apareciam jogos do Flamengo ou Vasco. Por isso esses times tem tanta torcida em lugares onde nao tem times que podem ganhar titulos nacionais.
    Agora acontece o mesmo a nivel mundial. Aqui em Miami so passa jogo do Brasileiro se for Flamengo ou Corinthians como se só existissem esses dois times no Brasil. Claro que se a CBF ou Clube dos 13 não administrar a venda de direitos com justiça, daqui a uns anos só vão conhecer Flamengo e Corinthians fora do Brasil. O mesmo tenho visto em outros paises onde ando. Se passa jogo, tem que ter um desses dois. Talvez eles deveriam falar com a NFL que coloca todos os times nos Prime Times para dar oportunidades iguais a todos de serem conhecidos e vistos na TV.

    Abraços,
    Gunther Meyer, Miami

  • Mario Westphalen

    Grande Ilgo,
    Terá que enviar uma grade da 1983 para Lisboa para ver se é boa mesmo hehehe
    Grande abraço.

  • Leandro M

    Ilgo,

    eu ainda acho que quando o Maylson joga ela não joga como volante. Já escrevi em um texto anterior teu que o Maylson joga como um meia de ligação pela direita. Ele fecha sobre o lateral esquerdo do time adversário. Não por acaso ele estava na posição de centro-avante no momento do gol. Devido a isso, a entrada do Clementino não fez grande diferença.

    Ainda acho que o terceiro homem de meio campo do Grêmio deve se posicionar mais na frente da área. Acho que o Mayson poderia fazer isso, mas desde a “era” Silas ele está com esse posicionamento estranho.

  • Gunter, esse negocio de privilegiar o Corintians e o Flamengo acontece aqui também. praticamente só dá jogos deles na TV aberta.
    sobre a 1983, digo que está boa, mas que vai melhorar ainda mais. hoje, fiz mais um fornada.

    O lote inicial está praticamente todo vendido para gremistas e até colorados, acredite. O importante é o bom humor.

    Mário, aguardo tua chegada por aqui, como o pedro alvares, para ‘descobrir’ o sabor campeão da 1983.

    Leandro M: Maylson é volante de origem. Então, se colocado na meia, ele, pelas suas características, marca como um volante. Ele é um meia que parte de trás na atual formação. Diferente de ter um meia que parte da frente para marcar, como um Souza, um Leandro ou um Hugo. Prefiro um volante jogando como meia, entendido?
    O Lúcio fechando pelo lado esquerdo marca, sai de trás e chega na frente. Por mim, o Grêmio jogaria sempre com 3 ‘volantes’.

    Deni, o Renato com o jeito dele está acertando o time.

    Francisco, ele nos mata de susto, mas é um susto bom porque o time segue vencendo.

    Pelo resultado das eleiçoes, não pretendo mais falar sobre política. larguei.
    abraço, Ilgo

  • Anonymous

    Como faço para comprar a cerveja? Tem que encomendar?
    Cláudio

  • Agora que é bom Ilgo; eles vão ser vidraça no RS. Já no geral é segundo tempo. Perderam a pose. Em SP já contavam com a loira e o cantor e deu zebra para “eles”. Kkkk. Em SC a Ideli dançou feio.

  • Warsaw store offers wine tours without the travel