Três atacantes e o fim da 'bolinha no pé'


Roth gostaria de jogar com um atacante. Talvez em seus devaneios retranquistas até já tenha sonhado com um esquema sem atacantes. Se é que até já não testou um esquema só com zagueiros, laterais, volantes e meias.

O máximo que Roth aceita é jogar com dois atacantes, mas só depois de muita pressão da imprensa, torcida e diretoria.

Do outro lado do campo, Tite acena com três atacantes: Nilmar, Taison e Alecsandro. Não vejo problema, principalmente contra times mais modestos.
Ouso dizer que até contra equipes grandes o esquema seria viável. Com os três volantes que o Inter tem, todos marcam e sabem jogar, considero possível jogar com três atacantes, ainda mais com as características dos três citados.

Basta que eles tenham aplicação tática para recuar e marcar, ou ao menos cercar, até a intermediária do campo de defesa.

O Taison pode fazer isso sem problema, e até faz eventualmente. Os três podem se revezar nesse trabalho, cada uma numa faixa de campo. Depois, intercalando para confundir a marcação.
Se desse certo, seria uma novidade agradável, quase uma revolução nesses tempos de medos, cuidados exagerados.

O Manchester United tem um esquema que está meio que na contramão, é quase um 4-2-4. São quatro na defesa, que só saem na muito boa; dois volantes que marcam e sobem com qualidade; e quatro atacantes que se movimentam muito e recuam para pegar junto com os volantes, mas sempre se revezando. É comum ver astros como Cristiano Ronaldo e Rooney marcando, esfolando os joelhos, especialmente o inglês.

A ideia é simples: em vez de meias que chegam, atacantes que voltam. É uma questão cultural, essencialmente, porque atacante brasileiro gosta mais de ficar lá na frente. Mas isso está mudando, pelo que tenho visto.

Bolinha no pé, nunca mais.

QUESTÃO DE ORDEM

Como seria o Grêmio no esquema com três atacantes, impensável com Roth?
Júlio César, Adilson e William Magrão (Tcheco)
Herrera, Jonas e Reinaldo

Se gostou, compartilhe!

  • Rafael M.

    Não poderia deixar de opinar. Não vejo como o inter jogar com três atacantes. Não contra times grandes. O Taison não sabe fazer armação de jogada e o Nilmar, embora tenha qualidade inquestionável, nunca fez isso. Ainda, três volantes e três atacantes implicariam na saída do meia, e o inter tem três meias no elenco, D’Alessandro (segundo dizem, deveria ser titular na seleção Argentina), Andrezinho (melhor meia do RS, segundo alguns) e Giuliano (novo Carpegiani, segundo esses mesmos alguns). Com relação ao Grêmio com três atacantes, acho viável num futuro, mas numa armação diferente, com o alex mineiro se juntando ao meio, numa eventualidade do souza não poder jogar, ou em um esquema 3-4-3, nesse caso Adilson, Tcheco, Souza e um volante.

  • Bem Ilgo; dependeria do jogo. Como sou caseiro gostaria de tentar umas cinco (5) partidas com Júlio, Adilson e William, Mithyuê (Souza), Roberson (Jonas) e Douglas. Parece ser incoerência mas depende da colocação e função a escalação. Para mim Mithyuê e Douglas são atacantes. Adilson pode e William já faz apoio e arremate além de cabeceio num revezamento ao ataque. Esta opção deve-se ao fato de Souza e Reinaldo estarem com prazo para partir e Tcheco é ½ tempo. Sim, temos Alex (má fase), Herrera muito (cobrado e nervoso), Maxi (sem embocadura), Perea (no estaleiro). Neste momento seria 5 Julio, 8 Adilson e 10 Souza; 7 Herrera , 9 Reinaldo e 11 Jonas (Alex). Também temos Diego Salini, Bruno Renan, Pessalli, Dener, Ricardo, Dhiego, Nedilson e Luiz Fernando dentre outros juniores para o meio e Lucas Winck. Sobram nomes mas falta técnico.

  • Lucas Winck é bom avante e tem tudo para estourar com 1,87 basta se dedicar, marcar gols e ter sorte. Outro que gosto é Alex Junior. Só para provocar: depois de meio dia em sal e ervas costelas e paleta de cabrito assada ao forno de lenha é uma boa pedida? Pena que o acompanhamento seja suco de bergamota. Laranja segundo o médico diminui o efeito do Atenol… Tenho de vencer a batalha contra as taxas…

  • Gostei da idéia do Inter jogar com três atacantes. Como o time tem tido excelentes resultados no certame regional, poderia fazer laboratório em uma ou outra partida e ver o que acontece. Claro que não é possível jogar faceiro contra times grandes – aí incluído o rival da Azenha, onde todo o cuidado é pouco -, a não ser que, como sugere o blogueiro, a cultura futebolística seja alterada. Abraço!

  • Lucas Winck, mesmo com o C no meio deve ser craque com este nome.

  • Já imaginava que haveria insinuações de parentesco, mas é que me falaram que o guri é bom mesmo. O Lucas Welter Winck é de19/06/1990 e natural de Portão-RS. Outros guris bons são Guilherme Morano e Romário Marques Rodrigues. Estive vendo a ESPN e a outra. Mancini a meu ver acertou na escalação, pois tinha de encarar. Se escala o garoto Neymar criticam e se não escala criticam. Foi a mesma ladainha quando Zetti creio escalou o Zezinho no Ju da Mariana que foi convocado para a sub 17. Os Almeida já vem chegando. Robert Souza Almeida é irmão do Yuri Mamute. Outro garoto que tem pinta é Pedro Yuri. Vamos ver se Paulo Roberto Deitos é do ramo mesmo. Poderias fazer uma exclusiva com ele para o blog não é Ilgo?

  • Rafael M.

    Alguém assiste futebol paulista? ouvi em um programa de lá rasgados elogios ao zé carlos atacante do paulista e a um tal de luan não se de onde, não sai mais barato investir para a reserva em um jogador do paulista do que em medalhões? PS: só eu gostei da participação do Maxxi Lopez no último jogo???

  • Rafael M. xinelito ; deve ser o JOSE CARLOS FERREIRA FILHO 26anos que ja rodou por Corinthians (AL), CRB (AL), FC Vizela (POR), Ponte Preta (SP), Jeonbuk Hyundai (COR), América (RN) e Paulista o jogador que te referes. Se for a inscrição dele na CBF é 148961. O outro deve ser Luan Michel de Louzã do São Caetano cujo registro é 183381.

  • Anonymous

    Pô, de prima o novo blog, hein? Parabéns.HEHEHE, Chicão/Coelho/André/Rafael/Etc.., não resiste e SEMPRE ou compara o Inter ao Onze Caldas, ou escreve Inter com i minúsculo, hehehe bobinho esse menino.

  • Rafael M.

    Francisco, acho que são esses sim. Só deixo claro que não vi eles jogarem, mas vi o pessoal da globo (redação sportv) elogiarem muito esses dois. Por falar em redação, no mesmo programa, de ontem, o apresentador se referiu à Ulbra como Ulbra/Canoas. Acho que foi por conta própria, mas vale o registro. Ao Anônimo: te identifica rapaz!

  • Pô, o Francisco sabe tudo das categorias de base do Grêmio e também de jogadores que andam espalhados por aí, é um enciclopédia. Vamos ver se consigo ouvir o Deitos, Chico.Por falar em desconhecidos, dia desses vi uns gols de um garoto, Edgar, do Maranhão foi 4 a 0 sobre o Moto Clube, todos do Edgar, um guri parecido com o Robinho. A bola cola no pé dele.

  • Ilgo, sabes qual é a situação do Souza, no Grêmio, e a do Alexsandro, no Ínter?

  • Anonymous

    PedroConheço o Lucas Winck, ja vi jogar. tem um baita potencial. tem que dar oportunidade pra ele jogar e pegar confiança. Tem também o irmão dele o Claudio Winck de 15 anos , e ja foi convicado para a seleção brasileira. Os dois prometem.

  • Really clear internet site, thanks for this post.