Renato não escalaria Renato

Estou convencido que Renato-treinador não escalaria o Renato-jogador.

O Renato era um atacante que raramente combatia o adversário, como fazem Barcos e Kleber, por exemplo.

Renato jogava praticamente da linha do meio de campo para o ataque. Era assim o futebol naquele tempo. Os atacantes atacavam.

Kleber e Barcos teriam mais dificuldade para jogar na época de Renato, porque deles se exigiria basicamente que atacassem, que fizessem gols. A marcação vinha num segundo plano.

Kleber e Barcos hoje só conseguem se manter porque marcam, não gols, mas o adversário, esteja ele onde estiver.

É bom que os atacantes marquem, mas é melhor ainda se eles fazem gols. Com gols, eles não precisariam marcar tanto. Mas é mais fácil marcar do que fazer gols. Pelo menos para eles.

Já para Maxi Rodriguez, é mais fácil fazer gols que marcar.

Renato deixou bem claro na véspera do jogo que ele quer que o uruguaio marque, seja mais combativo. Afinal, o futebol de hoje exige que todos marquem. E Renato leva isso ao pé da letra.

Renato-jogador, portanto, seria reserva do Renato-treinador. Entraria nos minutos finais. Faria duas ou três grandes jogadas, levantaria a torcida, e até marcaria gol. Mas no jogo seguinte seria de novo reserva.

Tem sido assim com Maxi Rodriguez. Hoje, ele jogou um pouco mais, uns 30 minutos.

Em 30 minutos ele fez mais gols que Kleber e Barcos em vários jogos.

Maxi Rodriguez realmente tem dificuldade para marcar, parece sem força e vitalidade para cumprir essa função que Renato-treinador tanto valoriza e que o Renato-jogador negligenciava. Felizmente.

Maxi Rodriguez mostrou como é fácil fazer gols quando se possui talento para fazer gols.

Constrangeu Kleber e Barcos, e deixou embaraçado o Renato-treinador.

Já o Renato-jogador o aplaudiria e o chamaria para desfrutar os prazeres da noite. Maxi Rodriguez entraria na panelinha de Renato-jogador, que tinha, entre outros, De León e Osvaldo.

Maxi Rodriguez marcou dois golaços. Um mais bonito que o outro. O segundo foi uma obra-prima. Maxi Rodriguez parecia estar numa pelada tal a naturalidade com que marcou o gol. Lembrei de Zico na hora.

O fato é que Renato-treinador precisa escalar o seu Renato-jogador: Maxi Rodriguez.

Foi ele quem, em dois lances, colocou o Grêmio na vice-liderança do Brasileiro e, de quebra, salvou a pele de Renato nesta noite de domingo na Arena.

Renato precisa urgentemente rever os seus conceitos.

Se Maxi Rodriguez não consegue marcar, então que o escale como segundo atacante.

Se gostou, compartilhe!

  • JCBaldi

    Douglas não precisava marcar em 2010. Maxi precisa…
    Uma paciência incrível com Barcos e Kleber, e uma intolerância com o uruguaio.
    Maxi não está pronto. Barcos e Kleber estão?

  • Jocelito

    O GREMIO,precisa urgentemente de um idolo e o Maxi tem tudo para suprir essa lacuna.

  • Everton

    Ilgo:
    Tens razão na análise do Renato-jogador e do Renato-treinador.
    Mas, às contra-razões:
    a) estamos em segundo, atrás somente do campeão Cruzeiro, que manteve treinador durante a temporada e montou um grupo de jogadores que resultou no que se viu;
    b) temos sintonia entre direção e comissão técnica somente após as férias da copa das confederações;
    c) entendo a revolta quanto ao fato de centroavantes marcarem a saída de bola, mas o futebol na época do Renato-jogador é diferente da atual: mais preparação física, mais preparação técnica,
    treinamento para os garotos definirem a jogada sob pressão;
    d) Maxi, pelo que joga, deveria ser titularíssimo da Celeste, mas, para nossa sorte, não o chamaram para as eliminatórias de 2014 e permitiram que o Grêmio trabalhasse o Maxi;
    e) outro fato: o Grêmio levou gol do Flamengo enquanto estava sem dois atacantes para marcar a saída do adversário;
    f) Renato enxerga isso e transcrevo trecho de entrevista dela ao Clicrbs: “A gente vem preparando ele, ganhou três quilos. Precisa se adaptar ao futebol brasileiro, ser mais competitivo. Tem qualidade técnica grande, e falei com ele que ele era estrangeiro e que nós tínhamos pouquíssimos jogadores no Brasil com a qualidade dele. Mas a gente não podia queimá-lo, preparamos ele principalmente na parte física. Está faltando ele ser mais competitivo
    f) no momento em que Mamute foi a jogo, voltou a pressão dos dois atacantes sobre a saída da zaga adversária e sobrou espaço para o Maxi fazer aquela linda jogada. Por óbvio, sem desmerecer alguém, mas a pressão de dois atacantes no futebol de hoje é fundamental. Felipão desmascarou a Espanha com essa filosofia. Até Fred deu carrinho para fazer gol;
    g) por fim, saudações tricolores a todos.

  • O título ficou perfeito. Parabéns Ilgo!

  • MAZEMBIANO

    O Maxi tem um problema, ele é BOM!
    Meu medo é que a comissão técnica do Grêmio estrague e desanime o rapaz…
    Qual o jogador consegue fazer 2 gols em uma situação como o jogo de hoje, sem ser aquele matador nato?
    É complicado, mas é assim que funciona, quando aparece algo bom, eles dizem que “falta” outra coisa…o que falta pro Barcos, Kleber, Pará, Bressan? É dose…
    Futebol em sua origem sempre foi gol, vitória, hoje é convivência em grupo, adaptação, marcação e bla…bla..bla…o Renato tem a faca e o queijo na mão para ajeitar esse time, mas prefere ignorar a possibilidade deixando o rapaz no banco…

  • Ilgo

    em lembrado Baldo, o Douglas não precisava marcar.

  • Rogério

    Renato precisa escalá-lo como titular nestas últimas três partidas. Não há mais o risco de lesões musculares ou de fadiga, jogos com uma semana de intervalo, essa é a hora. A briga pelo G4 tá de foice, só tem 3 vagas e, como é só o que nos resta, temos que brigar por isso. E Maxi é o único diferenciado nesta turma, como bem lembraste.

  • Roque Fernando

    Enfim, o velho problemas que o celso roth apresentou com o ronaldinho se não me falhe a memória. Bem lembrado sobre o douglas, é, cada vez mais o homem se afasta de ser o técnico para 2014. Eu aceito que o guri não tenha preparo, ainda esteja se adaptando, não aceito são desculpas esfarrapadas, se o guri não tem características de marcação que se aprimore o que ele tem de melhor que é a verticalidade e o drible. É uma bobagem atrás da outra. O guri simplesmente desequilibrou, tem tudo pra ser um dalessandro 1000 vezes melhor. Mas não, o negócio é manter o óbvio e tentar provar a qualquer custo que a teoria dele é a certa.

  • marcio

    Q vitoria… Maxi salvou mesmo a pele de Renato…. Se ele não faz aquele 2º golaço era certeza de ficar fora da liberta e Renato queimado…. Prefiro o Elano pela direita (Barcos e Kleber são os maiores recebedores de falta… Elano ainda vai guardar) e o maxi pela esquerda. Zé no lugar do Alextelles (esse alex nao acerta um cruzamento)

  • Rodrigo

    Mesmo com esta importante vitória a nossa situação é feia, pois jogando desta maneira dificilmente venceremos a touca do Goiás, a Portuguesa está mordida com a gente e a Ponte está desesperada, se empatássemos ontem já teríamos dado adeus a Libertadores. O negócio é torcer desesperadamente para o Furacão ( embora eu duvide que eles ganhem do Fla no Maraca), o Atletico já tem 3 pontos garantidos na próxima rodada (pega o Náutico) e nós é pedreira na próxima. Só resta orar. Renato tem que ir embora, sua situação está insuportável, a torcida quer a sua cabeça e com razão, se Maxi não aguenta um jogo inteiro então que coloque ele pelo menos no intervalo.

  • Jocelito
  • Roque Fernando

    Jocelito, uma hora esta pergunta vai cair de para-quedas no no fim de algum jogo: Pq o Máxi tem que marcar e o Douglas não precisava marcar em 2010. Incoerências da vida. Quanto ao cara do blog que apoia, eu conheço mais gremista revendo conceito quanto ao Renato do que gente que apóia. O que não dá pra fazer é o que a midia esta fazendo de querer impor a escalação do Guri na marra. Que ele tem coisas pra aprimorar, claro, posicionamento para quando a bola sair do volante e ele ser o cara que encaminha o contra-ataque para favorecer os atacantes. Eu não debito toda a culpa no barcos ou no kleber, a bola não chega e eles tem que receber de costa na frente da área e não fazer parede no meio de campo e a área adversária. O Grêmio se encontra embolado. Quando alguém tenta a vitória pessoal, como o Maxi é pq tem espaços pois os atacantes e laterais se encontram marcados no lado de campo, por abre espaço no meio pra quem vem de trás e não pq o cara pega o outro time cansado. Pode até ser, mas não é a única e exclusiva resposta para isso.

  • Francisco Coelho

    Ídolos como jogador que fracassam como treinador não estudaram ou fizeram cursos e longos aprendizados com bons treinadores e trabalho em base. Faça o que digo, mas não faça o que fiz. Assim caminha a humanidade… Em terra de cego quem tem 1 olho é rei Maxi.

    Não se vê no Grêmio sinal de treinamento e jogadas elaboradas com posicionamento adequado dos jogadores em campo. É um bumba meu boi e a bola queima sem que tenha algumas saídas estruturadas. Se alguma foi treinada não foi executada. É um tal de marca e marca onde ninguém joga (cria) e vive levando sufoco se encolhendo até para um bando de guri.

    Mesmo tendo sido derrotado pelo Cruzeiro o Vitória do Ney Franco sufocou o mesmo na primeira etapa taticamente, mas a qualidade individual pesou. Enderson Moreira mostra que com Walter ou sem Walter o Goiás faz um bom campeonato, mas com ele é mais fácil. Vágner Mancini continua mostrando serviço assim como Oswaldo de Oliveira.

    Segundo revelam o Koff estaria pensando na troca do comando de futebol e treinador tendo telefonado para alguns consultando sobre treinadores onde encontrou no Ney Franco o preferido…

    Cidade do Panamá poderia ser a Cidade do Trago. Bebidas, roupas e eletrônicos com melhores preços que no Uruguai. Recife x Porto Alegre ida e volta = 1.035,00 + taxas; Recife x Panamá ida e volta = U$ 612,00 + taxas.

  • Francisco Coelho

    O próximo treinador gremista terá de efetuar uma lavagem cerebral com muito treinamento nos jogadores ou trocar a defesa e a volancia, pois só sabem correr e defender. Terão de aprender a jogar com e sem bola e sair jogando. É impressionante o numero de passes errados.
    O ataque terá de ser substituído, pois não deu liga nem gols. Kleber, Barcos e Vargas só deram custo e desgosto.
    A pré-temporada deveria ser com jogo treino a cada 2 dias para ver se aprendem a se posicionar e fazer a bola rolar para a frente e não lateralmente.

  • Incrível!!! A IVI publicou uma notícia negativa dos vermelhos: Briga no vestiário! Parece que não foi somente verbal! Além disso e com receio na volta, estavam planejando como seria a chegada a POA para despistar da torcida… quem te viu, quem te vê!!!
    Lembro do empresário do Bolívar, no episódio dos vaselinas… e nenhum membro da IVI quis esclarecer o assunto…

  • 1. Espero que não cometam com o Maxi o mesmo erro reiterado de vender os craques por preço vil para depois contratar perebas a preço de ouro ou pagar salário abaixo dos demais.
    2. Na hipótese remota de o SCI ser rebaixado, ele terá de devolver os valores adiantados a título de cota de TV?

  • Gabriel

    Uma situação ainda não levantada, foi a COVARDIA frente aos RESERVAS do Flamengo, quase pagamos caro quando o Renato decidiu novamente abdicar do ataque, tirar o Kléber e colocar o Elano e chamar o Fla para dentro até sofrer o gol.

    Criticávamos o Luxemburgo exatamente por isto e não conseguir sustentar nenhuma vitória. Contra o Vasco e Flamengo vimos o retorno no esquema CHAMA DERROTA!!!

  • Guilherme P

    É, daí o Renato põe o Maxi pra começar o jogo, ele não aguenta e não consegue acompanhar o ritmo de marcação e tu é o primeiro a criticar. E essa história de que o Renato não marcava é totalmente sem fundamento. Na própria final de 83 contra o Hamburgo tu pode ver que ele volta diversas vezes pra marcar o lateral esquerdo.

  • MAZEMBIANO

    Sugiro a campanha, EU ACREDITO!!! INTER SÉRIE B!!! He,he,he,he…

  • MAZEMBIANO

    Na rádio grenal agora a noite, a notícia era de que o “quebra pau” no vestiário foi com Dalessandro, Jackson e R.Moura…e foi feio a briga, e pra variar a marreca pequena do Dalessandro “apanhou”…Alguém mais noticiou isso, tipo Band e Guaíba? A RBS nem imagino, pois esta na folha do RH como disse aquele ex diretor…

  • Gabriel

    MAZEMBIANO descobri que 17/11/2002, foi o dia do jogo da mala preta contra o Paysandu, portanto perderam para o Goiás e brigaram num dia “FESTIVO”…

  • Francisco Coelho

    Senhores (as); a maioria dos clubes estão com vários jogadores acertados e continuam negociando com mais alguns. Até o momento o Grêmio “aparentemente” não negociou com ninguém. Pelo visto novamente quando for ao mercado terá de pagar mais ou levar menos qualidade.
    Mesmo tendo sido um dos destaques face ao “esquema” montado pelo Renato não sei até onde o Rhodolfo pode ser solução. Não sei se o valor cobrado pelo SP vale o investimento em termos de custo x benefício. O Thyere nem foi testado. Em tempos de vacas magras e Grêmio e SP estão alguma troca seria mais benéfica. O SP espera contar com o Breno em março e aparentemente o Zé vai para o mesmo assim que encerrar o contrato. Koff e JJ tem bom relacionamento.

  • Rafael M.

    A rb$ insiste que a briga foi entre o moura e o fabrício. Curiosamente eles mostram com espanto a diálogo entre o dale e o mouro no treino de hoje, em separados. É dose.

  • claudio

    Grande Ilgo, você foi o Max do comentário, o Renato tem que ler a tua coluna urgentemente

  • Mauro Antônio Pandolfi

    Renato e o balão mágico para César. Renato entorta Jacobs em Tóquio. Renato e a barriga goleadora. Renato e dribles. Renato e os gols. Este é o Renato que todos lembram. Um abusado driblador com corpo de beque. Um atacante moderno para o seu tempo. Não foi o que poderia ter sido. Mas, vou contestar você e o Everton na análise do Portaluppi. Lembro de vários jogos, ele marcando feito volante. Aqui, em Florianópolis, num amistoso contra o Figueirense, antes da Libertadores, além de acompanhar o lateral, marcava o ponteiro Abel melhor que Paulo Roberto. Jogando duro. VI jogos do Grêmio, no início de 83, ele parecia um defensor. Não era jogador, de mão na cintura, esperando a bola. Na final do brasileiro de 82, contra o Júnior, Renato o driblou a tarde inteira e marcou a saída de bola. Júnior não fez um lance ofensivo no jogo. Renato era mais moderno do que supõe a nossa vã memória.
    Em algum momento o Grêmio se perdeu. Perdeu a compactação, a saída rápida, as triangulações, as movimentações e a solidez defensiva. O ataque sempre foi o “detalhe tão pequeno” – é uma ironia, viu Rodrigo! – que impediu o título. Somos um time tão bom como o Cruzeiro. Foi no jogo contra o Criciúma que isto aconteceu. Renato ouviu todo mundo. Torcedores, blogueiros, cozinheiro, colunista, palpiteiros. Todos! Entrou com o Zé Roberto e Elano. Deu no que deu. Derrota, desestruturação tática. O Grêmio perdeu o pique, o encanto, a química dos volantes-meia e desandou. Não encontrou-se mais. Perdeu-se. Agora, apoia-se na individualidade. Ainda bem, que Maxi surgiu.
    O tempo é cruel com todos. De uma hora para outra, a juventude vira lembrança. A força torna-se uma miragem. Há jogadores com data de validade vencida. Zé Roberto (que fazia um jogo razoável contra o Vasco, não merecia a substituição) é o caso como articulador, volante ou lateral. Quem sabe, atacante perto da área, cavando falta, no lugar do inútil Kléber, sobreviva ao tempo. E, Elano, infelizmente, terminou. Domingo foi o melhor armador do Flamengo. Dois contra-ataques armados pela falta de vigor.
    Todos por todos. Multiplicidade é a nova teoria do futebol. Renato percebeu que não há mais lugar para os Douglas. Todos dever correr, lutar, marcar. Aliás, há uma confusão entre marcação e combate. Combate é uma tarefa do setor defensivo. Marcar é para todos. Marcar é ocupar espaços, impedir a movimentação do adversário, cercar a saída de bola, provocar o erro não forçado. O Barcelona do Guardiola era assim. Um time tão defensivo que todos marcavam no campo adversário que parecia altamente ofensivo. Porém, numa equipe, os atacantes não devem abandonar a sua função primária do jogo: a busca do gol.
    Queria ver o time que ganhou do Bahia no primeiro turno, mais uma vez. Lembro da bola rápida, da insinuação, dos dribles, da intensidade. Gostaria de ver outra vez aqueles meninos que deixaram a minha tarde tão feliz. Mais uma chance para eles. Ou, será que 2014, teremos Kléber, Zé Roberto, Elano, Pará? O Barcos tem contrato longo e vai continuar. Será um time mais jovem ou contrataremos outros medalhões?
    Renato faz um bom trabalho. Tem conceito, ideia de jogo. Nem sempre concordo com ele. Às vezes, falta ousadia, jogadas ofensivas bem treinadas. Maxi é o que foi Mário Fernandez. Era um jogador em formação. Mário tinha tanto talento que superava a má condição de base. Máxi, também é assim. Renato tem razão. É um processo de adaptação. Só que Máxi é o que o Grêmio tem de melhor neste momento.
    Mas, estou preocupado com o treinador para 2014. Tenho dúvidas se o Renato quer continuar. Outro nome, quem seria? Não sei, gostaria de um novo, com gana. Pode ser o Roger, o Gilmar Dal Pozzo ou o Sidney Moraes, do Icasa. Precisa ser um treinador da confiança do presidente. Aí, não há sabotagem, há apoio. Pois no Grêmio, nos últimos anos, o presidente engoliu o treinador. Foi assim com o Duda, Odone e Koff. Espero que o Koff seja sábio na escolha. E, boa sorte para ele – e nós!
    Responder, Responder a todos ou Encaminhar | Mais

  • JC Baldi

    Se tem que baixar folha em 2014, e parece que tem mesmo, vende, empresta ou DÁ o Barcos, Kléber, Pará e Adriano. Moreno, Elano e Zé também…Vende o Alex Telles enquanto dá, se existe mesmo proposta como dizem. Olha o exemplo do Damião…

    2014 podia ser assim: Dida, Moisés (ou um poste), Rodholfo, Bressan, Wendell, Souza, Riveros, G.Biteco (Jean Deretti), Maxi, Vargas e Lucas Coelho.

    Precisaria um reserva para o Vargas, que vive na seleção. Atacante de velocidade. Não tipo Kleber. Talve o Mamute possa ser. Leandro, se voltar. Melhor seria um 3º. Quem tem 2, tem 1.

    Técnico: Gilmar Dal Pozzo, que eu já cansei do Renato. Obrigado por classificar para a LA, mas tchau, ídolo.

    Ah, mas os Bitecos não jogam nada, o Mamute, o Lucas Coelho… aposta que pode dar certo. Deram 53 partidas ao Barcos nesse ano e a melhor jogada dele foi ter ido a Santa Maria levar o kit para aquela menina Gabrieli…haha

    Neymar não estaria nunca pronto para o Renato ou para uma parcela da torcida que é intolerante com os garotos.

  • Gabriel

    Só para lembra o Pandolfi, quando o Grêmio levou o gol do Criciúma nem o Zé, nem o Elano ESTAVAM EM CAMPO!!!!

  • Gabriel

    A dupla explosiva é incrível!!! Dizem que o Leandro Caramulhão vale 25 milhões e quando surge um negócio para o Grêmio(Alex Telles) tratam de desmerecer o jogador e dizer que por não ter passaporte comunitário NENHUM EUROPEU vai contratá-lo, É DOSE!!!

  • Rodrigo para Pandolfi

    Sr Pandolfi: Não te entendi, tu tá me tirando pra otário ou pra guri de recado, me explique a tua referência a minha pessoa, tu só pq é jornalista e escreve uma bíblia te acha no direito de me tirar pra louco, eu não entendi, ai em Florianópolis é fácil tirar alguém pra bobo. Me deixa quieto não quero brigar com ninguém, só não vem me tiara pra louco, só pq pela Internet não posso me defender.

  • Rodrigo para Pandolfi

    Eu não sei o que te fiz mauro pandolfi, eu não estou a fim de discutir com ninguém pois isto não leva a nada, perdi tempo brigando com um senhor de Recife só pq eu achava que ele seca o time, mas no fundo ele está certo, por ter mais idade conhece mais a coisa do que eu e espero acabar com discussões desnecessárias mas esta tua eu não entendi, é o típico cara que quer arrumar confusão por nada, não fica se referindo a outros Gremistas como tu e posando de superior, pois não é o teu caso, é apenas pitaqueiro como todos aqui. Agora se tu te achas no direito de cutucar os outros aguenta a volta, pois se tu quer confusão tu vai ter.

  • Rodrigo para Pandolfi

    Desculpa a quem não tem que ler a porcaria que escrevi, aqui é um lugar teoricamente de amigos, mas o sangue está fervendo por ser tirado pra louco, estava quieto na minha e vem o cara de sacanagem, acabou com o meu dia, e o pior é estar longe sem poder me defender como deveria.

  • Gabriel

    Ilgo depois que o Renato falou que era melhor que o CR7, o gajo não parou mais de marcar; hoje foram mais 3, existe a estimativa que ele acabe o ano com mais de 70 gols. Dos clubes brasileiros da série A o Cruzeiro é o ÚNICO clube que fez MAIS gols que o português!!!

    Bem que o Renato poderia, em rede nacional, dizer que é melhor que o Barcos!!!

  • Francisco Coelho

    A Portuguesa aceitou nesta terça-feira a última proposta do São Paulo e chegou a um acordo pela venda de 60% dos direitos econômicos do lateral direito Luis Ricardo, de 29 anos. O negócio fechou em R$ 2 milhões, que serão pagos em três parcelas pelo clube do Morumbi, de janeiro a setembro de 2014. O jogador firmará contrato de três anos com o São Paulo, até o fim de 2016.
    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2013/11/19/portuguesa-aceita-proposta-e-sao-paulo-fecha-com-luis-ricardo.htm

  • Rafael M.

    Fecho com o Pandolfi.
    Acho que não falei isso, mas foi hilário o pós-jogo dos vermelhos com o wianey e o s. benfica reclamando da arbitragem. Justo esses dois que sempre batem no Grêmio quando há reclamação por parte do tricolor.

  • Walter Borba

    Assim como gritei fica Luxa em razão da continuidade do Trabalho.
    Meu coro é para que Renato permaneça para 2014, desde que, esteja comprometido e com a cabeça em Porto Alegre, e não no RJ. Tudo, em nome da continuidade e de um planejamento de verdade, e não com loucuras.
    Não sendo assim, Koff tem que agradecer Renato e contratar outro treinador. Nei franco ou Gilson Kleina
    Até porque, Renato ficou 02 (dois) anos parado, e já ouvi entrevista dele dizendo que tem que tirar férias?!!
    Renato tem é que ficar em Porto Alegre e planejar a libertadores 2014.
    Sem essa de Koff ir para Nova York….
    Sem essa de Rui Costa ir a Punta del Este….

  • Gabriel

    Walter Borba gostaria de acrescentar, se me permite, que o Koff contratasse o Renato de 2010, aquele que alterava o time antes dos 30 minutos do 1º tempo; por falar nisso meu treinador preferido na atualidade, o Jorge Sampaoli, estava tomando um baile do Brasil e trocou antes dos 30 do 1º tempo, colocando seu time mais a frente, com 2 armadores, marcou a saída de bola e equilibrou o jogo.

    Como queria mais coragem no meu time…

  • Francisco Coelho

    Cobiçado por Atlético-MG, Corinthians, Santos e pelo próprio Vasco, o meia Marlone já é dado como certo para defender o Cruzeiro em 2014.
    http://esportes.terra.com.br/cruzeiro/cruzeiro-vence-cinco-concorrentes-e-define-primeiro-reforco-marlone,3f486bd3a1272410VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html

    De acordo com informações do jornal Lance, o Fluminense deve ter o retorno do argentino Darío Conca para a próxima temporada. Interessado no jogador, o Corinthians já teria abortado abrir negociações ao tomar conhecimento das conversas avançadas nas Laranjeiras.
    http://esportes.terra.com.br/corinthians/flu-chega-a-acerto-preliminar-por-conca-e-corinthians-desiste-diz-jornal,cf41ef0022c11410VgnVCM3000009acceb0aRCRD.html

    Jorge Wagner acerta salário e pré-contrato e é 1º reforço do Bota para 201439.
    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2013/11/19/jorge-wagner-acerta-salario-e-pre-contrato-e-e-1-reforco-do-bota-para-2014.htm

  • Rafael M.

    Pessoal, o Kleina não! nem o palmeiras quer ele. A torcida tinha bronca, isso não é de graça.
    J.Wagner é ex.

  • Rafael Souza
  • Francisco Coelho

    Rafael M.; tu sabes como vem jogando o Jorge Wagner? Pode até não vingar, mas perto de uns que não resistem 15 minutos de jogo na bola parada faz a diferença. No time atual do Grêmio quantos mortos têm…
    O importante é que os adversários como Cruzeiro, Botafogo, Fluminense, SP, Santos, Palmeiras e mais alguns já estão com alguns jogadores que consideram fundamentais para seus times “contratados”. Se eles contrataram é sinal que acreditam. Não sou eu que direi se estão certos ou errados e sim o TEMPO. Gostar de A ou B ai já é outra conversa.
    E o Grêmio que até o momento só fala em venda… Segue é o comentário do RETORNO do RG. Já tem até enquete com 75% de aprovação para o traíra.

  • Mauro Antônio Pandolfi

    Poxa! Não entendi a tua fúria, Rodrigo! Não sou jornalista – abandonei a profissão em 1997 – e não sou superior a ninguém. Gosto de conversar sobre futebol e o Grêmio. Revelo as minhas opiniões e não sou dono da verdade. Alguém disse que o futebol é coisa mais importante das coisas sem nenhuma importância. Também, penso assim. Não o ofendi, Rodrigo! No teu post de 05 de novembro, da coluna “Chegou a hora de rezar”, tu me chamas de MESTRE DA IRONIA – tudo em caixa alta. Dei gargalhada. Tu entendeste a minha intenção ao usar a frase “detalhes tão pequeno” – verso de uma música do Roberto Carlos – sobre o nosso problemático sistema ofensivo. Neste último post que escrevi, fiz uma referência a você, uma licença poética, uma singela homenagem a quem me leu corretamente. Repito, não te ofendi, não chamei ninguém de otário, não gozei de ninguém. Não gosto de discutir futebol, ou qualquer outro assunto, com o fígado. Quando isto ocorre, recolho-me ao silêncio. Não quer brigar com você, com ninguém. Lamento muito ter estragado o teu dia. Acho que chegou a hora de largar o Boteco. Vou procurar um outro lugar para dar os meu pitacos.

  • Francisco Coelho

    Se Koff vier com o RG o Ilgo vai se jogar da ponte do Guaíba provavelmente. Kkkk
    A minha primeira ação seria mudar todos os e-mails pessoais de da empresa, pois certamente ficariam lotados com piadinhas e fotos. São poucos os parentes vermelhos, mas em dia de vitória deles torram a paciência.
    Ai vou passar a torcer para o Porto de Caruaru enquanto a MALA estiver no Grêmio.

  • Francisco Coelho

    Mudando de mala para mala de garupa devem ter uns 10.000 presos em condições bem piores que o José Genoino e sem médicos e remédios, mas só os mensaleiros que botaram a mão no dinheiro dos brasileiros são louvados e assunto para a imprensa atual.

  • Some really choice content on this site, saved to my bookmarks.