Quem precisa de um Diretor-técnico no futebol?

Não consigo entender como tanta gente defende diretor-executivo como importante e até essencial no organograma de um clube de futebol.

Sei que hoje há um inchaço nessa estrutura. Tem de tudo. O custo é elevado e os resultados nem sempre são os esperados.

Para o meu gosto, o Grêmio está muito bem sem um diretor-executivo. Não vejo em que ele possa acrescentar, ainda mais considerando o que se paga esse profissional.

O Odorico Roman está fazendo um trabalho muito bom, dentro de suas prerrogativas e nos limites orçamentário do clube, que, como todos sabem, atravessa dificuldade financeira – no que em nada difere de outros – e se esforça para equilibrar as contas.

Nesse contexto, Roman, um grande gremista com ‘formação’ nas redes sociais, faz o que pode. E nenhum profissional faria melhor.

Rui Costa, por exemplo, teve quatro anos para trabalhar. Não ganhou nada. Fez coisas boas e outras ruins. Também ele trabalhou com limitações financeiras.

Ocorre que esses diretores remunerados – sempre muito bem remunerados – também dependem do presidente do clube, que tem a chave do cofre e é quem estabelece a política. No caso atual, é uma política de austeridade, o que eu saúdo com entusiasmo.

Chega de dirigente querendo se consagrar a qualquer custo!

Aliás, sobre dirigente gastador, tenho para mim – e hoje divido com os botequeiros – que um dos males do Grêmio é que todos os presidentes que sucederam Fábio Koff trabalharam tentando superá-lo. Um em especial. 

Não é o caso do Romildo Bolzan, que, primeiro paga as contas – ou as empurra com a barriga – e depois busca reforços dentro das possibilidades do clube.

Enfim, sou do tempo em que o Grêmio tinha o seu Verardi no departamento de futebol. Um legítimo diretor-executivo, mas com o salário de um funcionário um pouco mais graduado. 

Quem comanda era o vice de futebol. Foi assim que o Grêmio conquistou o mundo em 1983 e duas Libertadores.

O primeiro diretor-executivo do clube foi Mário Sérgio. 

Um dia escrevi uma coluna dizendo que o Grêmio – que vivia numa crise terrível – poderia contratar um jogador de bom nível em vez de gastar com um profissional para comandar o futebol.

Não era nada pessoal, mas MS não gostou e me atacou publicamente. Foi por mim processado por injúria e difamação. 

Não sou contra diretor-executivo, só acho que existe uma valorização absurda desses profissionais, que perambulam por aí ora vencendo, ora perdendo, como qualquer dirigente/conselheiro, ou treinador.

Sinceramente, as vezes me apavoro com os nomes dos profissionais que são sugeridos por torcedores e jornalistas para essa função.

Sem contar que com treinadores que abraçam tudo, como Felipão, Luxemburgo e Renato, eles são prescindíveis.

JAEL

Fiquei feliz com a contratação de Jael. É a garantia que Renato não irá mexer no modelo de atacantes de movimentação.

Fosse algum centroavante de carteirinha com grife, um Barcos por exemplo, o esquema estaria ameaçado.

Seria uma repetição do caso Bobô, que chegou precedido de alguma fama e acabou mexendo com a cabeça do técnico Roger. 

Jael é um ‘aipim’ que vai ficar na dele, sem qualquer ambição.

Assim, no final das contas talvez possa ser útil.

Se gostou, compartilhe!

  • Walter Luis Borba

    Até tú Ilgo “defendendo” um “Aipim”…(fica tranquilo que eu entendi a sua colocação).

    Eu não me arrisco a defender AIPIM, essa linhagem de jogador só atrapalhou o Grêmio nos últimos…

    Por uma razão simples:

    Amanhã terá Ex-Dirigente que vai para as rádios condicionar os técnicos do Grêmio a escalar AIPIM. Cacalo e Benhur Machiori são os primeiros a ter orgasmos quando vêem um “aipim” vestindo a tricolor.

    Quanto ao Romildo e ao Ico Romã.
    A vida deles estaria bem mais tranquila se Romildo não fosse para as rádios na época da eleição dizer que faria investimento forte no futebol.
    Se deixar a torcida quer o C. Ronaldo, o Suárez , o Messi.
    O que não pode é o presidente ir para as rádios e dizer que em 2017 vai “investir”….

    Outra coisa, se não tem dinheiro o porque não se tenta trocas!
    Eles que surpreendam…

    Ex1. Santos queria Lincon. Pois bem, que pedissem na troca Coppete.
    Ex2. Flamengo queria o Fernandinho. Porque não pediu o Jorge ou Alan Patrick.

    • gremiocampeaomundial

      Alan Patrick??? Tu tá louco???

      Jorge por Fernandinho seria um baita negócio mas o Flamengo não é suficientemente trouxa para aceitar.

      O que o tal Copete fez que o tão criticado Jael não possa fazer no mínimo parecido? Copete é outro tipo Chávez do SPFW, que agora eles tão tentando se livrar de qq jeito e não conseguem. Assim como Barrios dos porcos, PODEROSO jogador de Seleção bancado pela milionária Crefisa da chiliquenta Leila Pereira.

      Tchê, eu lembro BEM dessa declaração do Bolzan e quando foi. Foi em meio às “nuvens” pós-demissão do ESTUDIOSO. Na época eu pensei “tomara que seja mentira, tomara que seja mentira, tomara que seja mentira…”

      Ilgo, tu entende agora por que eu tomo cuidado com esse assunto? Não importa o quão boas possam ser as contratações do Grêmio, a torcida quer o ópio do MÔNEI. Pra saber se vai dar liga tem que esperar, mas a torcida não quer esperar. Quer a pseudo-certeza de “time forte” indexado pelo preço. É tão surreal que, depois, se afunda, os mesmos voltam pra criticar E demandar mais gastança.

      “Ah mas ele prometeu” – sim, prometeu (na verdade mais comentou do que prometeu mas vai…), talvez soe um pouco injusto, mas ele tem que pensar no que é melhor pro clube. Entendo que essa declaração foi feita, na época, talvez um pouco por causa da eleição sim, mas também pra amenizar o clima de velório que se aproximava. A torcida, convencida de que o elenco era “horrorível” e que o ano estava acabado, precisava de uma moral.

      Walter, se não me engano o Bolzan falou em “quatro nível Bolaños”. Isso não vai acontecer (ainda bem), é verdade. Porém, investimento está sendo feito sim. Ao menos eu espero que esteja, eu acho que está. Mas não é o tipo de investimento que você espera. É um trabalho mais analítico, de prospecção. E é muito melhor e dá muito mais certo, quando bem feito, do que sair gastando. Pode ter certeza disso.

      • Ilgo Wink

        Concordo.

      • Heraldo

        Tem um ditado que diz. Time que esta ganhando não se mexe.
        H.almeida- jael, negueba-da silva, w.Oliveira -Leo moura, kaio- Michel.
        Perfeito teu comentário.parabéns.

    • Ilgo Wink

      Renato, na entrevista para ZH, excelente por sinal, disse que está preparando o Lincoln
      prefiro ele aqui do que no Santos

      • COPIÃO DE TUDO

        Também acredito no Renato, pois entendo que ele fez Marcelo Oliveira, Ramiro, Douglas e Pedro Rocha jogarem bem mais do que vinham jogando com Roger Machado. Lincoln tem futuro e bem trabalhado, pode explodir pela pouca idade.

  • Nilton Oliveira

    Tem um velho ditado no futebol – que todos aqui devem conhecer – que diz que o problema em se ter jogador ruim no elenco é que, uma hora ou outra, ele vai acabar entrando. É o caso do Seu Jael “Cruel”.
    Mas o pior disso tudo é que estão querendo trazer o lateral Cortez.

    Cruel e Cortez, pra mim, só Kannemann e Geromel.

    • Ilgo Wink

      Jael pode até entrar em algum momento, mas não tem a menor condição de titularidade, e isso é bom porque não altera o esquema

  • gremiocampeaomundial

    Sobre esse assunto eu concordo em gênero, número e grau.

    Até digo que não tenho nada contra o Rui Costa e acho que, em parte, ele foi meio vítima das circunstâncias, mas não muda o fato dele não precisar estar ali.

    O filho do Koff já falou algo assim naquele episódio da polêmica que vazou as mensagens: “Não pode um … ser o protagonista”. Só não lembro o termo exato que ele usou mas era bem por aí.

    Sou a favor que o diretor remunerado tenha a função bem específica de conduzir os trâmites das negociações, respondendo imediatamente ao vice e ao presidente do clube – ponto final.

    Não tem que dar opinião nem achar nada sobre quem contratar ou qual esquema de jogo é mais bonito.

    Acho, também, que essa supervalorização dos diretores executivos faz mal à saúde do clube, refletindo no que já comentei há pouco, sobre o CD omitir-se constantemente em assuntos do futebol.

    É muito conselheiro filho de X e neto de Y que não pode efetivamente colaborar com o clube. Uma parte, obviamente, pode estar lá por direito, pois há mais de um meio de se contribuir com o clube. Mas é inadmissível que o CD tenha especialistas em todos os possíveis assuntos MENOS no futebol QUE É O MAIS IMPORTANTE.

    Mas “não tem problema”: Contrata um diretor remunerado, digita “Centerforward Aipim” no SAP e aplica o MÔNEI que estiver disponível! Entender de futebol pra quê?

    Mudando um pouco de assunto, gostaria de aproveitar a oportunidade pra falar dos nomes especulados nos últimos dias. Não se se já estão acertados. Bruno Cortês, lateral-esquerdo, e PRINCIPALMENTE o jovem Martín Chaves, do Peñarol.

    Se vão dar certo só o tempo dirá, mas me agradam muito. A segunda me agrada MUITO, em uppercase mesmo. Ponto pra direção – tanto na figura do Roman como do Bolzan e da direção como um todo. É assim que se faz futebol. Veja o que diz o possível novo reforço da base do Grêmio (fonte: IVI da Ipiranga):

    “- Não sei se sou um 10 clássico, me considero um jogador rápido, habilidoso. Eu jogo atrás dos atacantes. Minha posição é a mesma do Douglas, crio e sirvo. Juan Roman Riquelme é meu ídolo e minha referência. Para mim ele foi o último grande 10”.

    Mesmo que não vire outro Riquelme, espero que esteja sendo sincero ao dizer inspirar-se nele. Terá, a confirmar-se isto, a característica de tentar o drible criativo, algo que falta ao Douglas. Tanto melhor se tentar e acertar, é claro. O último que tivemos aqui com essa característica foi o Maxi Rodriguez, mas não vingou.

    Dizem que bão mêmo é o tal GUERRA que foi pro Chiqueiro da Crefisa. Só que esse eu já vi jogar e não vi nada de mais. Esse guri do Peñarol é jovem e vale a aposta, porque pode sair dali nada ou por que não um novo Riquelme? Impossível nao é. Questão de potencial, porque o Guerra é jogador “pronto” e dali dificilmente evolui mais. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHH mas ele saiu caro e tem grife né? Então tá…

    • Ilgo Wink

      é poder demais para um profissional que nem sempre é um sujeito sério

      • Rezende

        O grande problema Ilgo é que sendo o cara um PROFISSIONAL de mercado há a certeza que ele não é vinculado por nada a mais com o clube além do dinheiro que recebe de pequeno salário e sua ética pessoal, assim NINGUÉM pode ter 100% de certeza se ele está defendo o clube na negociação ou está “compondo” o negócio com outro companheiro profissional de mercado/empresário para ser politicamente correto.
        É assim que clubes contratam jogadores e depois descobrem que o cara tem defeitos, não é do perfil necessário ou estava bichado mesmo, porque afinal o diretor que trabalha de pá ou o tal CEO profissional executivo defende o seu e não o clube.

  • Fabio Scheffer

    Pra mim diretor executivo é uma função importante sim.
    Com cada vez mais atletas ligados a empresários e a grupo de investidores não tem como a função de negociar com essas pontas seja feito por abnegados amadores.
    Um executivo qualificado tem muito mais chance de fazer um negócio, ou uma renovação, sair por criar esse elo entre clube e empresários sem tanto apelo sentimental.
    Por isso eu sempre defendi que o Grêmio investisse em um profissional de fora do clube, sem vínculos e ranços com o clube e torcedores, para que pudesse com uma mente mais ampla e aberta fechar os negócios que a direção gremista indicar.
    Vive de futebol para o vestiário e microfones, e diretor executivo para trato com o mercado e renovações pra mim é o ideal !!!

  • COPIÃO DE TUDO

    DIRETOR EXECUTIVO !!!!!

    Amigo Ilgo, parece que os clubes precisam desse profissional para ”lidar” com empresários e agentes de jogadores que estão constantemente ”antenados e ligados” no meio de tanta tecnologia digital nos dias de hoje e não existe mais por parte dos jogadores e seus agentes uma confiança em lidar diretamente com dirigentes que na maioria das vezes são mesmo amadores de tudo (vejam onde está o Binter hoje).

    Eu não gostava do Rui Costa, porém, temos que reconhecer que entre vários erros de avaliação devido a ”austeridade financeira” que não lhe permitia de jeito nenhum em cravar uma contratação de lotar aeroporto, ele acertou muito também, pois trouxe Alex Telles e Wendell que foram rapidamente pro exterior, Pedro Geromel, Maicon, Giuliano e Bolaños, por isso, aprovo um Executivo.

    Existe uma figura no Grêmio que ninguém está dando importância desde que chegou no final de 2015 que é o GUSTAVO ZANCHI – CEO que vem montando todas as estrategias de ação administrativa e financeira ao Clube, permitindo ao Romildo os acertos nas decisões e ele foi decisivo nos trâmites da ótima negociação em que esteve envolvido que fizemos com a Globo de 2019 à 2024 na conquista daquele excelente contrato de imagem.

    Também é o principal condutor junto ao Presidente das tratativas na questão Arena do Grêmio com a OAS conquistando muitos avanços desmembrando vários impasses que estavam bloqueando ”o caminho” para continuar nessa transação de adquirir os 30% da parceira antes do prazo de 20 anos, dos quais faltam ainda 16, e liberar definitivamente o Estádio Olímpico.

    Apoio o Romildo porque não via desde Fábio Koff em 1993 uma gestão de tantos acertos diante de um quadro financeiro que estava terrível no final de 2014 e que hoje é modelo junto ao Flamengo em qualquer comentário de gestão moderna de clubes por ter reconduzido o Grêmio com credibilidade ao equilíbrio pagando contas e renegociando contratos antigos valorizando e muito os seus ativos. Estamos no caminho certo e os resultados começaram a aparecer.

  • Pedro de Lara

    Eu não conheço muito bem como funciona o Conselho Deliberativo do Clube, Fala-se que dentre os conselheiros alguns deveriam conhecer profundamente sobre futebol para ajudar nas questões ligadas no clube e daí surgirem nomes que comandem o departamento.
    Bueno. A primeira vista, os conselheiros tem suas atividades particulares. Mesmo aqueles mais próximos ao dia-a-dia do clube, dedicam somente parte do seu tempo. Pelo menos antes de serem nomeados a qualquer cargo, seja administrativo, seja executivo.
    Então, em se tratando de uma “empresa” que movimenta 300 milhões por ano, não me parece nada ilógico ou absurdo pretender que um cargo de necessária e profunda imersão seja realizado por um executivo remunerado.
    Mesmo porque, estará sujeito às cobranças que nem sempre acontecem no caso dos apadrinhados do conselho.
    Isso não diminui a responsabilidade do vice-presidente em fazer a melhor escolha dentre os possíveis, com critérios claros sobre transparencia, competencia, informação e resultados.

  • Marcio Luiz

    Se o nível das últimas contratações (Jael, Bressan, Bruno Cortês, etc) não se faz necessário um Diretor Executivo então não sei mais o que precisa acontecer. Perder Geromel e trazer Werley de volta? VERGONHA

    Se juntar os fatos verás que Ico Romam fica apenas na frente do computador recebendo ofertas de empresários. Não sai do ar condicionado, igual ao que acontecia com o tão criticado Rui Costa.

    Quase 2 meses do título da CB e nenhum reforço pra titularidade. Os reforços que chegaram não são melhores que os da base.

    Comparativo – Bruno Cortês:
    3º reserva do SP, atrás até do Júnior, ex-Grêmio,contratado por um salário de 150mil.
    Marcelo Hermes queria 100mil, era um jovem promissor alá Alex Telles, seu passe era do Grêmio e já se mostrava superior ao Marcelo Oliveira.

    Será que não precisa de um Diretor Executivo???

    Do jeito q a coisa anda, teremos Bressan e Werley na Libertadores e vai ter qm defenda alegando falta de dinheiro, mesmo campeão da CB, com quadro social bombando e com 100milhoes do novo contrato com a Globo.

  • Fábio Rübenich

    Jael, o cruel.

  • Fábio Rübenich

    Batista é o fazedor de gols para entrar no desespero. Se estiver empatando ou perdendo.

  • gremiocampeaomundial

    7 x 0 no Sindicato dos Atletas. É só um jogo-treino mas sabem como é. Certos clubes fazem jogo-treino e empatam a zero. Mas não sei se conta, pois são clubes de menor expressão e que vão jogar a Série B.

    Golaço do Miller.

    Maxi Rodríguez de volta. Tinha muita esperança nesse atleta. Tem seus problemas e já não é mais guri também mas se quiser ficar não vou achar ruim.

    Gostei das entrevistas de Roman e Bolzan sobre o Geromel:
    GE (Roman): http://globoesporte.globo.com/rs/futebol/times/gremio/noticia/2017/01/gremio-rebate-empresario-e-nega-propostas-por-zagueiro-pedro-geromel.html
    IVI da Ipiranga (Bolzan): http://zh.clicrbs.com.br/rs/esportes/gremio/noticia/2017/01/romildo-diz-que-gremio-recusou-duas-propostas-por-geromel-9543829.html

    Não sei em que pé está o caso de Vangioni, mas me darei por satisfeito fechando com Bruno Cortês e o guri do Peñarol.

    Pra mim confirmando isso o grupo está fechado. Talvez um zagueiro fosse bem-vindo, mas seria pra compor grupo (Jaílson foi improvisado no segundo tempo do jogo treino). Pode vir da base.

    • Nilton Oliveira

      Maxi é de lua. Uma pena, porque tem qualidade.

  • juca

    Eu considero somente as contratações do Beto da Silva e do lateral Leonardo como boas. Jael, Leo Moura e Cortês são péssimos, jogadores que sequer negociavam com clubes da série A vieram pra ser reforços em uma Libertadores. Titi e Edson Silva são pra confirmar o fim das esperanças.

    Pouco importa, pra mim, ter executivo ou não. O MAIS IMPORTANTE é ter gente que entenda de futebol. Rui Costa mostrou ser incompetente. A Chape não dá carta branca pra ele. O Odorico pode ser um baita economista, mas vê-se que entende pouco de futebol.

    O tal software alemão deve estar na versão trial, também.

    Enfim, se vier algum título neste ano, será nas mesmas condições que o tão esperado da Copa do Brasil: na sorte.

    • juca

      Complementando, as melhores contratações do último mandato do Koff vieram através do Omar Selaimen. Este, pra mim, poderia muito bem voltar à direção, pois, se não me engano, saiu por divergências com o Rui Costa.

  • gremiocampeaomundial

    http://globoesporte.globo.com/rs/futebol/brasileirao-serie-a/noticia/2017/01/caso-victor-ramos-inter-ingressa-com-acao-em-tribunal-arbitral-na-suica.html

    INTERATIVA:
    Qual Série do Campeonato Brasileiro será disputada pelo cocô-irmão PIFA em 2017?
    a) A
    b) B
    c) C
    d) D
    e) Nenhuma e levar um gancho de 720 dias pra aprender a não bancar o malandro