Palmeiras é favorito, mas só até a bola rolar

O Palmeiras é favorito na disputa com o Grêmio. Vale o mesmo para Atlético Mineiro, Santos e Corinthians em seus confrontos.

O futebol, no entanto, é uma ‘caixinha de surpresas’, como dizia o ‘filósofo’ Dino Sani.

Assim como a lógica aponta para a classificação desses quatro, a lei das probabilidades indica que é muito difícil não ocorrer ao menos um resultado ‘inesperado’, que contrarie a tendência do momento.

Outra tendência do momento: o Inter bater o Figueirense em seu estádio, jogo que desperta suspeição aqui e no centro do país em função da escalação de um árbitro que nunca apitou série A e que tem um histórico de desempenho, digamos, insuficiente. Ninguém esqueceu o que houve com o Santos em situação semelhante algumas rodadas atrás.

Independente de qualquer coisa, no futebol tudo pode acontecer.

Então, gremistas, juventudistas, colorados e cruzeirenses vão para esses jogos confiantes de que a lógica pode ser rompida. Não fosse assim, não seriam torcedores.

A essência do torcedor é acreditar sempre, mesmo que seja um acreditar escondido lá no fundinho do peito. 

Em relação ao Grêmio, quero enfatizar que acredito na vítória e na classificação à próxima fase da Copa do Brasil. Confesso que é mais desejo mesmo, mas é também consequência do que penso sobre as duas equipes.

O Palmeiras, tudo bem, pode ser campeão brasileiro, mas não vejo no time de Cuca tanta qualidade assim. Podem me chamar de preconceituoso, mas como aceitar que um time que tem o pequeno Dudu como destaque e capitão seja assim tão superior?

A maior vantagem do Palmeiras é o grupo grande, com alternativas interessantes para o treinador. Além disso, é um time com jogadores de bom nível, nenhum craque, mas sem jogadores que comprometam. 

Além do mais, vejamos o caso do Grêmio, que até determinado momento disputava o título com o Palmeiras de igual para igual.

Como se previa, o tempo foi esfarelando o time, com Roger tendo que apelar para reservas ainda por afirmar-se ou realmente insuficientes.

Nos últimos jogos, então, ficou evidente a falta que faz Giuliano e até o jovem Éverton, que vinha subindo de rendimento.

Bem, apesar de tudo acredito o Grêmio tem todas as condições de vencer o Palmeiras e alcançar a vaga.

Acredito no potencial de Pedro Rocha e também levo fé em Guilherme. Os dois ainda têm a instabilidade dos jovens que buscam espaço e afirmação.

Se Renato conseguir passar confiança a esses dois guris não tenho dúvida de que o ataque voltará a funcionar.

No mais, resta a mística do Renato, a tradição gremista na CB e a força da torcida.

Mas uma torcida que ajude o time, ficando em silêncio se for o caso, mas nunca com murmúrios e vaias com a bola rolando.

Nesse caso, é melhor ficar em casa. Quem não ajuda, que ao menos não atrapalhe.  

Se gostou, compartilhe!

  • Ricardo de Cruzeiro

    Nos “últimos “jogos,então,ficou evidente a falta que faz Giuliano.Gott in himmel!Mudaste de opinião tão rapidamente?Por outro lado também levo fé,embora com muito medo da bola aérea do Palestra.É que o nosso goleiro está proibido(suspensão) de usar as mãos.Muito complicado…

    • Ilgo Wink

      Ricardo, tu entendeu. Não se faz de salame.
      Giuliano faz falta porque não tem substituto de nível semelhante no grupo. Sem ele, levamos duas goleadas, coisa que não acontecia.
      Hoje, todos nós estaríamos saudando a volta de Giuliano, ou não?

    • Ilgo Wink

      tu sabe o por que dessa expressão ‘não se faz de salame’?
      Se alguém souber nos informe, por favor.

      • Ricardo de Cruzeiro

        Não te faz de salame,para viver dependurado…está é muito,muito velha.Abraços e Ramiro jogou mais hoje que o Giuliano em toda vida….rsrsrs.

  • Nelson Zambrano

    Jogo muito difícil pelo momento do Grêmio, como foi o último, na Arena, há poucos dias. Mas desta vez acho que vamos ganhar por 1 a 0.

    • Ilgo Wink

      Nelson, to confiante numa vitória.

  • Fábio Viana

    Melhor resultado seria um 0x0, pra tentar fazer com que o SINPOF não acompanhe o time em SP e ser encaixotado pelo Palmeiras, tomando pressão os 90 minutos.

  • Fábio

    Que falta faz o Cebolinha!!
    Mas, mesmo assim Vamôôôôô!!!

    Enquanto isso, a IVI babando o ovo do adversário no Twitter: “Mina é o melhor zagueiro da América do Sul”.

    • Alexandre B. Galiazzi

      Por falar em Cebola, ontem vi o jogo do Independiente contra a Chapecoense. O Cristian “Cebola” Rodrigues estava em campo. Não senti saudades dele. Como jogou mal! Aliás, o time do Independiente como um todo, não lembra em nada os bons tempos deles. A única coisa que continua igual é a sua torcida, que continua baderneira e ontem levou “um pau” da polícia catarinense.

  • Walter Luis Borba

    Se tudo der certo hoje.
    Vai ser zero a zero.
    Mas, vamos torcer.

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Deu errado, ganhamos de 2×1, amigo Walter.

      • Ilgo Wink

        eheheheheh

  • Arthur J

    Grêmio fez um bom jogo. O pênalti foi um vacilo… Mas ainda dá

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Achei o pênalti necessário, pois seria gol certo. Grande jogo.

      • Arthur J

        Sim sim. Não tinha o que fazer.

        O vacilo que eu quis dizer foi da defesa, pois o Grêmio tinha o controle do jogo. Dava até pra fazer mais.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Verdade, Arthur, o vacilo foi do Geromel numa única bobeira e o o Grêmio dominou as ações envolvendo o bom Palmeiras desde o início e só no 2º tempo que eles cresceram um pouco à partir do 20º minuto, mas ficou bem barato para eles mesmo assim.
          Grande jogo, gostei muito da aplicação tática e do envolvimento do time em todas as jogadas e o Kannemann anulou o Menino Jesus totalmente e jogou demais. Achamos finalmente o 4º zagueiro.

      • Eduardo

        Não consegui ver o lance na Tv ainda.. Mas ontem na Arena tive a impressão de no começo da joga estar em impedimento.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Não, amigo, foi legal.
          Véio, eu queria o Renato ”antes” do Roger Machado que para mim ainda está verde demais, porém, é mais um que como treinador de futebol terá grande futuro, e foi revelado ao Brasil pelo Grêmio igual ao bom Foguinho (Oswaldo Rolla), Ênio Andrade, Felipão, Tite e Mano Menezes. Abraço.

          • Ilgo Wink

            Grêmio é formador de técnicos de alto nível

  • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

    O Grêmio jogou, marcou, dominou e convenceu, pois foi contra o Líder do Brasileiro e apontado como o melhor time e elenco do Brasil, e jogamos sem 3 titulares, com o Kannemann anulando completamente o ótimo ”Menino Jesus”.

    A pontaria poderia ter sido melhor, porém, nas mãos do Renato o time está jogando diferente, mais compactado, marcando melhor e a defesa evoluiu bastante com o Renato até nas bolas aéreas e desarmes.

    Triste e ruim demais deve estar se sentindo a torcida dos moranguinhos que não sai dessa merda em que se meteram com tantas derrotas na bagagem e no lombo, pois eles já tem 15 em 20 jogos.

    QUE FASE ….. oremos, chega logo, Grenal 411, porque demoras tanto !!!!!

    • Fábio Viana

      Walace continua destoando dos demais.
      Espero que se recupere.

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Sim, Fábio, também acho que ele voltou abaixo do pode fazer e acho que tem tempo para se recuperar, é muito bom jogador.

  • Fabio Scheffer

    Bom jogo e placar interessante pro Grêmio não jogar acadelado em SP.
    Porque pra se classificar vai ter que fazer gol fora, já que é quase impossível que o Palmeiras não faça gol lá no campo deles.
    1×1 é meu palpite para o jogo da volta !!!

    Quanto ao time, muita intensidade e boa objetividade.
    Renato montou um meio/ataque com Walace (que ainda tá mal) e Jailson na marcação, Ramiro e P.Rocha fechando os lados, Douglas livre e Luan flutuando e provavelmente deve manter esse esquema pro futuro na competição.

    Com todos recuperados Maicon briga por vaga com Walace, Everton com P.Rocha, e Miller com Douglas.

    Só espero que poupem o time em jogos contra o Cruzeiro, Vitória, Figueirense, Sport e talvez até São Paulo… tudo pra dar um tempero ao campeonato que disputa o co-irmão !!! hehehe

  • FePoa

    TIme do Cuca é muito bom Ilgo, esta muito bem distribuido em campo. O fato de Dudu não ter jogado muito por aqui, não quer dizer que ele não tenha tido importância no Palmeiras. Acho que ele esta com a cabeça melhor também. Enfim, o técnico bom é aquele que consegue explorar as individualidades fazendo render no coletivo. Não é a toa a posição no brasileiro. Na real, eles preferem ganhar o brasileiro. Mas são jogos diferentes. Renato fez o simples, consolidou ramiro na cola do Dudu, e livre pra atacar. Grêmio jogou simples e poderia ter sido mais eficiente. Vimos evolução sem as frescuras do Roger. Jogador marcando homem a homem na área; nada de zona; e toques mais rápidos e objetivos. Foi uma jornada muito boa. Me deixou bastante otimista e esperançoso.