Grêmio, uma postura digna

Diferente do jogo contra o Flamengo, o Grêmio jogou como um postulante ao título contra o Atlético, no Independência. Foi altivo e digno. Se faltou mais qualidade, faltou também ao Atlético.

Poderia ter vencido, porque criou oportunidades para isso, assim como o time mineiro. A melhor chance de gol da partida foi do Grêmio, quando Marcelo Moreno chutou para fora com a goleira vazia, escancarada, esperando pela bola. A jogada foi de Pará, após uma saída de jogo errada de Victor com Richarlyson.

Foi um jogo equilibrado, com muita pancada, marcação forte e poucos lances de técnica, típico de uma decisão de campeonato.

O árbitro Héber Roberto Lopes me surpreendeu positivamente. É claro que deu uma puxadinha para o Atlético. RG merecia um cartão amarelo quando ergueu a chuteira no peito de Kleber.

Já o Kleber, porque é o Kleber, um jogador marcado, levou o amarelo porque o juiz viu simulação quando o jogador caiu ao ser informado que seria substituído.

Se Héber estivesse mesmo mal intencionado poderia ter marcado um pênalti muito reclamado pela torcida, nos minutos finais. Mas ele apitou certo e mandou o jogo seguir, porque realmente não houve falta na jogada.

Diante da qualidade do adversário e considerando o fator local, o Grêmio fez uma de suas melhores partidas na temporada. O técnico Luxemburgo também destacou isso, afirmando estar orgulhoso pela postura impositiva da equipe.

Agora, quando fez as substituições, Luxemburgo sinalizou que estava satisfeito com o empate. Lembrar de Léo Gago para o lugar de Elano é abdicar da expectativa dos três pontos, ou seis porque se tratava de um concorrente direto.

Marquinhos no lugar de Zé Roberto é aceitável. Mas entendo que ele poderia arriscar nos minutos finais colocando Leandro porque o Atlético foi pra cima e abriu espaço para contra-ataques.

Luxemburgo optou pela cautela, porque tem o outro lado da moeda: levar um gol deixaria o Grêmio ainda mais afastado dos dois líderes.

COTAÇÃO IW

Marcelo Grohe – Foi mais exigido que Victor e correspondeu com boas defesas e muita segurança. 10

Pará – Na direita é outro jogador. Marcou bem e ainda buscou a jogada ofensiva. 8

Werley – Diante da torcida que sempre o vaiou, deu uma resposta de alto nível. 8

Gilberto Silva – O comandante do sistema defensivo, posicionamento, firmeza. 9

Anderson Pico – Teve muito trabalho na marcação, mas, como Pará, também soltou-se mais. 7

Fernando – Ficou ligado em RG, o articulador do adversário. Cumpriu bem sua missão, mas pode mais. 7

Souza – Outro que ficou só na marcação. Foi esforçado, combativo. 7

Elano – Acertou uma bola no travessão. Foi bem, mas sem o talento de outros jogos. 8

Zé Roberto – É impressionante sua disposição. Só acho que ele poderia dar ao menos um chute a gol. 7

Kleber – Sofre muito com os zagueiros e com as arbitragens. Deu trabalho à marcação. 7

Marcelo Moreno – Correu e lutou, mas sem brilho. Perdeu um gol imperdível. 6

Os três que entraram tiveram pouco tempo para estragar o time.

INTER

O Inter jogou com muita vontade, conforme estava previsto. A pressão para que os jogadores dessem uma resposta de mais aplicação e disposição era grande. A torcida não iria perdoar quem se encolhesse no jogo.

O jovem Fred mais uma vez se destacou entre as estrelas. Abriu o placar com um belo gol. Forlan, num cruzamento de D’Alessandro ampliou e depois Damião fez o terceiro, com o Bahia descontando.

Resta ver agora como aqueles jogadores acusados de acomodação vão reagir nos próximos jogos.

A gurizada vai continuar correndo e se esforçando ao máximo, mas não acredito que os medalhões da equipe deixarão essa história por isso mesmo.

Se gostou, compartilhe!

  • walter

    Ilgo e colegas de blog….

    Não é marcação…Todavia, vocês não acharam que o Ronaldo de Assis Moreira, estava “deixando” muito o pé….?

    Deu uma chegada no Kleber ao estilo de um golpe de Anderson Silva.
    Depois, deu uma chegada em Elano….

    Ele, sem duvida, sente quando joga contra o Tricolor…seja por amor não correspondido…e/ou por odio da nação tricolor…

    Tivemos a bola do jogo…mas faz parte, temos que fazer duas vitorias nos proximos jogos. se possivel 3.

  • Ilgo

    O RG jogou muito bem, lamento ter que admitir isso.

    Acho que o Gremio jogou no seu limite.
    o problema são as alternativas no banco.
    qualquer um que entre só piora a qualidade, é impressionante.

    Wangler e Julio Cesar jogaram sábado.
    Wangler foi muito bem, pelo que soube.
    Pode ser uma opção para a reta final, ele e
    o J Cesar.

  • Francisco Coelho

    Ilgo; está com febre? Dando 10 para o Grohe. kkkkk

    O problema do Zé é que cisca + não chuta só joga com a canhota e sempre tem de dar toquinhos desnecessários a mais com a bola. Poderia ao menos efetuar alguns cruzamentos e passar de primeira.
    Com o Wangler e o Facundo o banco melhora em opções. Falta o Zagueiro canhoto e um centroavante de referência que saiba usar a cabeça.

    Fernando a meu ver não está na melhor forma física. Melhorou tecnicamente. Gostaria de ver o Misael com a 8.

  • MAZEMBIANO

    Realmente é notório a lerdesa de alguns quando entram pra substituir como Marquinhos e A.Lima por exemplo…porque o Leandro não entrou no lugar do Kleber?Quanto ao RG acho que queria arrumar uma confusão, deu uma de “galo”, mas somente lá…Enfim ainda estamos no páreo, mas temos que seguir ganhando, e força que agora vem a Sul Americana…eu vi o jogo deles contra o time do Chile, são fracos, mas tem velocidade e um centroavante que joga pelas ponta direita muito rápido e abilidoso, tem que ter atenção com ele…

  • Antonio

    Esse m…. do RG, nunca se machuca?

  • ilgowink

    esse negócio de dar nota pra goleiro é complicado. meu critério é simples: se o goleiro foi exigido, defendeu as bolas chutadas a gol, foi seguro nas intervenções (cruzamentos pra área) a nota tem que ser alta, pelo menos um 9.
    Agora, se ele não participou porque o adversário não chutou, que nota dar? Acho que o melhor é ficar sem nota em vez de dar um 7 ou um 8 por exemplo.
    Eu não tenho problema com o Grohe, caro Francisco corneteiro.
    Ele está mostrando que é um grande goleiro, quase do nível do Victor., ehehehehe
    Agora, que bolinha medonha que o Victor deu pro Richarlyson naquela entregada que o Moreno mandou pra fora.

    RG – se eu estivesse em campo teria operado um joelho dele, mas sem querer, claro, numa dividida.

  • Roque Fernando

    Se fosse do nivel do Victor teria tomado um frango em grenal…hehehhe, menos Ilgo, o Victor era um bom goleiro que tremia as vezes. O empate foi razoável…nos mantemos na busca e restam 13 rodadas. Não quer dizer que o Flu é imune a derrota. Todo mundo perde e ganha e vai até o final assim.

  • Francisco Coelho

    André; só para lembrar. O Grêmio, que ficou com o título após vitória emocionante sobre o Flamengo nos pênaltis, apresenta o principal exemplo: Yuri Mamute, um dos artilheiros tricolores no torneio com quatro gols. Atacante de muita força física e poder de finalização, o jovem chegou a ser promovido ao elenco profissional no início da temporada, sob o comando de Caio Júnior, numa aposta que desde o início se mostrava prejudicial ao desenvolvimento do jogador – excluindo-o inclusive da disputa da Copa São Paulo. De volta à base, parece ter reencontrado o futebol que o credencia como uma das maiores promessas da base gremista.

  • Francisco Coelho

    Valeu Ilgo. Kkkk Grohe matou o jogo ao catar a bola nos pés do Bernard. A escola gremista foi bem no fim de semana. Basta olhar as defesas dos ex Pratas goleiros formados pelo Grêmio. Hoje pela força da TV paulista o número 1 é o Cássio.

  • Francisco Coelho

    Nem só de Pato, Marreco ou Ganso vive o Grêmio. Mais um que chega. Paulo Roberto de Jesus Ribeiro meia canhoto 19 anos.

  • douglas

    Bom resultado. Antes de começar o jogo, sabendo do heber, qualquer uma fechava por empate. Mas pela primeira vez o cara foi bem. Só faltou um cartão pro verme. Aliás, quem acompanhou a transmissão pela tv deve ter estranhado o comentarista. Ele elogiou a entrada do verme no Kléber, porque é o Kléber?!!! Lamentável. O jogo para ganhar sempre foi o do Fluminense. Fernando fez a melhor partida dele em tempos, só falta o J. César voltar. O Pico da um medo na lateral, marcando ou com a bola, da medo.
    Nas próximas 3 rodadas a diferença cai pra 3 pontos.

  • MAZEMBIANO

    RG cada lugar que vai jogar, tem que ter um aparato policial por causa da “ma índole” nos negócios que ele pratica…tem que os estados pagarem essa conta? Faltando policiais pra outros cantos da cidade? Acho que as autoridades deveria rever isso, pois ele deveria pagar a sua própria segurança!

  • Francisco Coelho

    Ikgo; na Seleção Feminina sub-17 pelo que assisti ficou evidente. Escolheram as jogadoras por outros atributos que não é o futebol. Só tem bonecas. Tomaram um pau das pequenas Japas.

  • ANDRE BAHIA

    ATENÇÃO CONSELHEIROS, VAMOS DE KOFF HOJE NA ELEIÇÃO…

  • douglas

    Ouvi o dono do boteco abrir o voto para o presidente Koff. Também pensava assim, mas parece queo vice dele seria o Krieger, e o treinador o Felipão. Não corremos o risco de ver o Felipão se enganar e dar pulos de alegria se o Grêmio sofrer um gol, como com razão foi comentado aqui? Ou pior, caso o Felipão vá treinar o co-irmão (tomara que sim) como está se oferecendo, pode acontecer de esperarmos o Autuori mais 45 dias, e novamente em meio a libertadores. Também ouvi que vai ser candidato para o biênio 2015/16. Terás meu voto, desde que se comprometa a não tentar trazer o Victor.

  • I went over this web site and I believe you have a lot of great information, saved to favorites (:.