Grêmio segue desmoronando teses

O futebol é apaixonante também porque desmorona teses. Antes do jogo no Maracanã, li/ouvi muitas críticas ao Renato por escalar quatro volantes – e não importa que sejam jogadores que marcam, destroem, armam e até aparecem na frente para fazer gol.

Ooooh! Quatro volantes, meu Deus! No passado não muito distante, alguém diria que é o esquema chama-derrota. Ignoram, por desconhecimento ou apenas vontade de mostrar o quanto são ásperos e duros em suas avaliações e críticas, que o que importa é a mobilidade, o entrosamento, a fluidez do jogo.

Com três ou quatro volantes, não importa. Tudo depende da qualidade, da sincronia de movimentos, e de uma orientação firme e inteligente do treinador, no caso o treinador que anda colocando abaixo, a cada jogo, algumas teses forjadas por mentes confusas e incrédulas.

Gente que ainda acha que Renato é apenas um motivador, um profissional com estrela, com sorte – aliás, um pouco de sorte sempre ajuda, ainda mais se a pessoa for competente naquilo que faz.

Antes do jogo, cansei de ler/ouvir muita gente boa dizer que Renato só armava esse esquema para ajeitar o Maicon. E que se tiver que sair alguém nunca será Maicon, considerado ‘bruxo’, no sentido mais pejorativo possível, do treinador. Arthur será o sacrificado, previam, para Maicon seguir na equipe. Pode ser, mas nesse jogo contra o Fluminense quem saiu foi Maicon e Arthur (ooh, outra surpresa) ficou até o fim.

Outra tese que está desabando: Fernandinho não joga nada. Ora, Fernandinho teve alguns lampejos excelentes em sua carreira, e é por isso que custa caro. Nesta temporada, em especial nos dois últimos jogos, Fernandinho entrou muito bem. Então, também no futebol as pessoas não são totalmente competente ou incompetentes, boas ou más.

O fato é que Fernandinho cresceu, e nem vou me fixar em Ramiro. O PGV está demais. É um jogador impressionante. No esquema do Renato ele é muito mais que um volante, é um meia, um atacante, um lateral-direito e, facilita, até zagueiro, é múltiplo. Ramiro faz a diferença como atleta participativo e aguerrido, enquanto Luan brilha, ilumina e decide.

O que dizer da zaga? Uma muralha. Talvez a melhor dupla de área que vi no Grêmio desde os anos 70.

Os laterais também estiveram acima da média. Cortez provou, ao menos para mim, que merece continuar titular. Edilson, além do golaço, fechou o lado direito da defesa com tranca de ferro. Aliás, pelos dois lados, o Fluminense não encontrou muitas brechas, e apelou para a bola aérea, facilitando a vida de Grohe, sempre muito atento com seus chamados ”braços de motorista de kombi ou de jacaré’, uma maldade sem tamanho para um goleiro de tanta qualidade.

Enfim, o Grêmio tem algumas dificuldades. Mas os outros times têm mais, alguns muito mais.

E é desse jeito que o Grêmio se consolida como forte candidato ao título: atropelando teses e previsões negativas e pessimistas (eu também tenho meus momentos de pessimismo, mas ao contrário de muita gente respeito e reconheço a qualidade do trabalho que está sendo feito.

Um dia esse pessoal descrente vai acertar, o Grêmio vai perder, e aí eles encherão a boca para gritar: viram, eu não disse?

Mas, no final de tudo, somos todos gremistas. E o que importa agora é comemorar mais uma vitória fora de casa. Bateu o Fluminense por 2 a 0 no Maracanã não é pra qualquer time.

 

Se gostou, compartilhe!

  • Gilson Martins Davoglio

    Até o sorteio da Libertadores está a nosso favor… Renato tem o apreço e o respeito do vestiário, dos novos e dos cascudos. Os jogadores gostam dele, está mais maduro, tem estrela e é gremista. E pegava a Luma de Oliveira na melhor fase dela.

    • Andre Peixoto – Sarandi/RS

      Bah, nem lembrava dessa.
      Ahahahahaha…
      Boa lembrança!!

    • Fernando

      Então o cara pegava a mãe do Thor!

    • Ilgo Wink

      Pegou a Luma antes do Eike…

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Só a Luma ????? (kkkkk) …..

  • Rezende

    Meu Deus placar agregado de 7 x 1…
    Este uniforme do Grêmio-URU tem de ser usado sempre no Maracanã…
    Nem me lembro quando o Grêmio ganhou uma partida com dois gols de falta de um time grande…
    Se perde no passado…
    Passamos anos sem sequer termos batedores de falta…
    Muito bom foi o Renato ter corrigido o posicionamento de Arthur e Maicon invertendo-os em campo.
    E na entrada do Éverton ter optado desta vez pela saída do Maicon pois contra este time jovem e rapidíssimo do Fluminense repetir a troca do jogo contra o Bahia poderia ser mortal.
    O Fluminense de Abel fez de TUDO e apelou para não levar a terceira derrota consecutiva, lutou muito mas não teve jeito. Mais um 2 x 0 no Maraca e sem desculpa de expulsão.
    Este time do Grêmio esta decolando para voos ainda mais altos…

    • Fernando

      Depois do segundo gol o Fluminense começou a lutar MMA.

      • Ilgo Wink

        sob o olhar complacente do juiz e do Abel

  • diego amaral

    Como previsto, o Grêmio melhorou demais quando saiu Maicon e entrou Everton, como a grande maioria que tem opinião própria e não faz acessoria de Treinador previu. Se Renato fizer o simples, eu acredito no Tri. Vamos Tricolor.

    • Andre Peixoto – Sarandi/RS

      É isso aí Diegão! Se fizer o simples o Grêmio ganha tudo esse ano…

    • Robson Cembranel

      Verdade, com o Maicon, o Grêmio tinha posse de bola mas toques muito curtos, para os lados, sem objetividade.
      Quando o capitão saiu o Grêmio começou a alargar mais o campo nos passes e ter mais objetividade em direção do gol.

      • Fernando

        E vamos combinar que essa foi a partida em que Maicon mais errou passes, justamente ele, que normalmente passa com a precisão de quem dá uma taca de sinuca.

      • diego amaral

        Exato. Não concordei com a escalação de 4 volantes, mesmo que os 4 tenham qualidades, pois mostrou-se insuficiente contra o Bahia. Preferia a escalação que derreteu a Chape em Chapecó. E o time melhorou demais quando Maicon saiu. E Fernandinho não sendo mais a primeira opção a entrar, é um acerto do Renato.

        • Robson Cembranel

          Na minha opinião, já que a intensão seria povoar o meio de campo, que se colocasse o Gastón Fernandes.

    • Alexandre

      Também sou contra essa escalação, mas quando Everton entrou (e tb Fernandinho), o Flu estava completamente aberto, dando muito espaço pra velocidade dos dois. Maicon fez boa partida, errou, mas acertou bastante também. Vi evolução em relação à partida anterior. Temos mais uma ótima opção no grupo.

  • Juliano Flores

    começou o jogo com 4 volantes, achou um gol, e dali pra adiante a formação era melhor possivel, segurança no meio e toque de bola, luan matou o jogo

    tudo bem, tudo otimo

    fluminense dessa vez pediu cpf na nota, dada a freguesia

  • FePoa

    Bem, qualquer tese hoje que contrarie o que se viu hoje será taxada maluca. Mas creio que não se pode ignorar que o time teve duas bolas paradas e sucesso. No mais, foi um time que marcou sem criatividade na frente, não foi a vitória que me disse isso, foi a atuação nula de um ataque. Clube jogou como se tivesse 7 contra 11. Tanto é, que se tivéssemos tomado um gol, teríamos que correr atrás e fatalmente com um jogo de enfrentamento honesto, ganharíamos, talvez. Sobrenatural de Almeida não vai jogar sempre. O empenho está bonito, mas a teimosia também se vê. Você tem meia, tem volantes, tem atacantes é um grupo completo, porém a sequência de jogadores que tem 70 e 80 minutos pra jogar são sempre os mesmos.
    Agora, tal de fernandinho…te rendeu ? Pena que não tenho tuas colunas aqui…menos Ilgo, vou respirar forte e suspirar.

  • Fabiano SC

    Ilgo,
    Eu me rendo!
    Grande vitória com grande atuação, inteligente no primeiro tempo e soberano no segundo.

    • Ilgo Wink

      é uma rendição agradável

  • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

    Ilgo !!!!!

    Estava sentindo um cheirinho de derrota hoje quando soube que o Maicon iria jogar no Rio, e assim, iria com 4 volantes atrair o Fluminense pra cima do Grêmio e isso, não aconteceu, porém, no futebol duas bolas ”paradas” tão bem treinadas não é nenhum crime, ainda mais fora de casa.

    Mas o Renato PENTAluppi mais uma vez abafou o meu grito de crítica e ousou inverter Maicon e Arthur fazendo o capitão jogar mais à frente com uma bola nota 5 outra vez e o Maicon mesmo até admitiu depois do jogo que está destoando quanto ao equilíbrio do time que vinha jogando muito bem sem ele fora da melhor forma física como titular. Gostei dessa declaração dele que até aceita a reserva pelo grupo.

    Enquanto isso, nosso Treinador ”Joel” PENTAluppi vai bem, obrigado, pois ganhar 9 de 10 partidas seguidas não é pra qualquer um, sendo as 9 vitórias com o time titular com 4 deles fora de casa fazendo 12 gols, e agora ainda vai ter que quebrar a cabeça para achar lugar para 11 dos 17 titulares que ele tem no seu grupo de trabalho tão bem trabalhado e treinado logo ali na frente.

    Quem diria isso, né, nenhuma saudade do Pepe Roger que já está ”patinando” no vestiário do galo na ZR conforme foi previsto aqui por tantos fãs, pois ainda é muito cedo para ele abraçar dois times grandes em sequência num espaço de tempo tão curto sem estudar o futebol ”na europa”. Pois é.

    A qualidade e sincronia do nosso time está fazendo até o, PASMEM, Fernandinho entrar e jogar muito mais do que ele mesmo nos mostrou que pode, e a dupla de zaga do Grêmio também é realmente uma das melhores da américa desde que o Kannemann encaixou perfeitamente com Geromel, que dupla maravilhosa.

    Daqui a pouco teremos que ”poupar” alguns de nossos guerreiros devido ao calendário fortíssimo que nós temos pela frente até dezembro com boas chances de Taças, e vem ainda a janela de julho e agosto que pode desfalcar o grupo e o time titular. Que fase ….. que ano ….. !!!!!

  • Nilton Oliveira

    Eu espero que o Barrios volte logo para acabar com essa conversa do Desumano no time titular. Ele falou numa coletiva que não desaprendeu a jogar, e é bom que não tenha mesmo, pois nos será muito útil ainda entrando no decorrer das partidas. Assim como na segunda contra o Bahia, o time hoje perdeu bastante qualidade no meio de campo mesmo tendo-o ocupado mais e podia ter matado logo o jogo em contra-ataques que deixou de fazer (e outros que desperdiçou).

    Desumano é bom jogador, mas uma ameaça séria ao grande momento que Michel e Arthur vem passando. Titular apenas se começar a jogar mais que um dos dois. Se não, banco. Sem choro.
    Pelo menos isso é o certo a se fazer.

    • FePoa

      Nessa linha de teus pensamento entra os melhores. Significa que Maicon é reserva,Marcelo Oilveira é reserva e Pedro Rocha também. Descobri a verdadeira função do PR Atacante 0,5…a outra metade ele joga de lateral. Barrios, Luan, Bolanos não podem sair,fato. Gastao Fernandez… FErnandino nao pode

      • Nilton Oliveira

        M.Oliveira na reserva acho que é uma unanimidade. Bolaños vai acrescentar demais no lugar do Pedro Rocha (que é outro que vai ajudar muito também, mas na reserva).

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Olá, Nilton, ontem o desumano já admitiu a reserva e isso é sinal de ”encaminhamento” para o lugar certo para ele nesse bom momento do time.
      O que me preocupa é que o Ramiro deve sair nessa janela de agosto, aí, ele volta pro time, mas não devemos mexer nas posições de Michel e Arthur que estão encaixados 100% nesse meio campo.
      Na frente acho que está definido com Luan, Bolanos e o bom Lucas Barrios flutuando por todos os lados do ”último terço” como dizia o ”Pepe Roger”.

      • Nilton Oliveira

        Quais são as notícias em relação a uma possível venda do Ramiro?

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Nilton, a última notícia é que ele está na mira e no radar do Wolfsburg da Alemanha a um ano e meio e os valores giram em torno de R$ 30 milhões.
          O Grêmio tem 25%, pois já havia feito uma negociação grande de parte de seu passe com o Celso Rigo do Arroz Prato Fino quando trouxe o Bolaños, e o Juventude ainda possui uma fatia dessa Pizza por merecimento.

          • Nilton Oliveira

            Grato pela informação.

  • gremiocampeaomundial

    Novamente, sem palavras

    No sorteio da LA, penso que não demos sorte ou azar em particular. É a média dos que poderíamos pegar. Não vi se algum deles jogava na altitude, seria o maior diferencial e caso haja algum escapamos.

    Nas quartas podemos pegar pedreira. Respeito o Botafogo mas do outro lado está o Nacional. E aqui no Grêmio não tem os bandeirinhas do Assaltão 2006, não temos título com asterisco como o PIFA.

    • Nilton Oliveira

      Eu sei que retrospecto não entra em campo, mas eu preferiria pegar o Nacional. Temos um ótimo histórico contra nossos “irmãos uruguaios”. Antes tem que passar pelo Godoy, evidente.

  • Fernando

    Ilgo, e já que o Renato vem derrubando teses, espero eu que a tese de que o Cortez voltará ao banco também caia por terra.

  • Francisco Coelho

    Eu não defendo teses. Kkkkkkkk

    Meus olhos e o “tempo” mandam ter pés no chão tomar chá e repousar bem. Não gostei muito do primeiro tempo. O Grêmio melhorou no segundo e a saída do Maicon deu outra cara ao menos para mim.

    Ontem pela primeira vez vi o Renato falar sério sobre futebol. Desta vez gostei e não tem nada a ver com a vitória. Kkk

    É mais que visto e sabido por todos os treinadores que Grêmio e Corinthians estão um degrau a cima dos demais com as equipes quase num nível de grandes times. Faltam peças para chegar lá.

    Falo sobre a camisa 1 de um 10 e um atacante para acompanhar ou substituir o Barrios. O 10 no meu entendimento não pode faltar neste time mesmo tendo bons volantes.

    É comum meias virarem volantes e volantes evoluírem para meia todavia, cada um tem seus cacoetes. Michel era meia assim como Walace e tem a vantagem de ser canhoto com bom chute e passes.

    Arthur pode e provavelmente evolua muito com o passar do tempo e pelo que está apresentando não deve ficar muito tempo no Grêmio. É bom ir preparando a reposição…

    Claro que cada um vê o que quer ver e o que vejo é o que escrevo. Agora é com o Cruzeiro o próximo passo.

    Certamente teremos mais marcação e velocidade que em casa o Mano vai tentar de tudo para vencer.

    Que Renato mantenha a cabeça no rumo certo.

    Se procurarem bem as peças de reposição estão na BASE. Kkkkk

  • Deny Camargo

    O grupo do Grêmio tá fechado. Os jogadores parece que se deram conta de que podem fazer história no clube ganhando 1 ou mais títulos importantes.

    Prova disso é o Bolaños pedindo mais tempo pra treinar antes de voltar, e o Maicon praticamente implorando para o Renato deixar ele no banco depois do jogo.

    Quem tá de fora tá vendo o mesmo que nós que o time tá voando e não quer ser o responsável por “estragar” o time em razão de falta de ritmo de jogo/condicionamento físico, ou mesmo pela alteração do esquema.

    Estão pensando no coletivo acima do individual. Com um grupo com a qualidade que o Grêmio tem e com os jogadores comprometidos com a causa o céu é o limite….

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Deny, a forte declaração do Maicon após o jogo falando em ir pra reserva sem problemas deu sinal de que Renato ontem usou a artimanha de lhe dar uma função que não possa cumprir colocando ele mais à frente pra não mexer errado na posição tática de Michel e Arthur.

      Assim, caso desse certo e ele tivesse uma atuação nota 8 ou 9, teria mais uma boa dor de cabeça na formação do time no futuro, porém, o Renato sabia que ali ele seria nota 5, aí, resolveu o problema e Maicon até já admitiu a saída do time por também ver o que você, eu & Cia Gremista estamos vendo que é o time voando e encaixado. Acho que em 2017 também teremos Taças, amigo, e com Renato. Bah.

    • Ilgo Wink

      O maior mérito de um técnico, pra mim, é ter o grupo na mão. O resto é consequencia. Se o boleiro não quiser, não comprar a tua ideia, não sobra pedra sobre pedra

      • Deny Camargo

        Concordo. Isso e leitura de jogo em meio ao jogo. Eu não lembro de ver o Renato fazer substituições absurdas ou demorar demais para mexer no time o que acontecia direto na era Roger.

        Sei que você gosta do Roger, mas para mim o Grêmio ganhava apesar dele e não por causa dele. Tenho a nítida impressão que poderíamos ter saído da seca uns meses mais cedo…

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          É verdade, Deny, por isso que acho Roger Machado uma excelente opção para o futuro da nova geração de técnicos.
          Mas ainda vejo que é muito cedo para ele pegar dois time grandes e de ponta em sequência, pois ele deveria ”calejar” mais um pouquinho nos times medianos do Brasil e com certeza, terá um futuro promissor e vai voltar para o Grêmio, acredito nisso.

          • Deny Camargo

            O grande problema dele é o ego gigantesco. Treinador mais teimoso que já vi. E que demonstra não aprender com os erros…

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            De acordo, e isso vai fazer ele tropeçar no grande ego do vestiário do Galo, é só uma questão de tempo.

        • Francisco Lanferdini Serafini

          Renato não tem feito substituições absurdas porque quem tem entrado tem correspondido. Fernandinho, há um tempo atrás, não poderia ser opção. Hoje, vem entrando bem.

          E, pra mim, ele demora sim para mexer em alguns jogos, como contra o Bahia, que o Everton deveria ter entrado antes.

    • Francisco Lanferdini Serafini

      Tomara que isso seja realmente verdade. Vejo o Grêmio fechado, com foco, mas fico com um pé atrás sobre esse esquema de “querer ficar fora”.

      Mas acho sim que isso pode ser possível, até porque o Grêmio tende poupar em jogos e todos tem, assim, chance de jogar, o que não ficaria naquela pressão de o cara querer entrar de qualquer jeito.

  • Robson Cembranel

    Bom dia Senhores.

    Ilgo, praticamente vou copiar e colar meu comentário no post anterior.

    48 do segundo tempo, ganhando de 2 x 0, e escanteio a nosso favor, outra vez.

    Fosse em épocas passadas, estariamos tomando um sufoco desde os 15 do segundo tempo.

    Só digo uma coisa, o time que já estava bom, melhorou ainda mais com a saída do Maicon.
    Os passes passaram a ter mais objetividade e direção do gol.

    • Ilgo Wink

      Bem observado esse lance de escanteio.
      E outra, não lembro de um juiz recuar de uma decisão, no gol anulado do Flu, a favor do Grêmio e ainda por cima no campo do adversário
      Tá tudo muito estranho…

      • Fernando

        Mas se não recuasse naquela decisão o gol irregular seria a pauta da semana. Não ver impedimento ali era o mesmo que ter, bem diante dos olhos, a (já supracitada) Luma de Oliveira peladinha e, ainda assim, fingir que não vê.

        Além disso, mérito também para os jogadores em campo, que encheram o saco do bandeirinha até o cidadão voltar à Terra e perceber a cagada que cometeu.

  • Pedro de Lara

    Apesar de não concordar com a escalação dos 4 volantes com o retorno forçado do Maicon, gostei do que vi. A manutenção da bola no chão e a consequente espera pela melhor oportunidade é, e está sendo, o trunfo desse time, mesmo que ontem os gols tenham vindo da bola parada.

    Temos jogadores inteligentes e ambiciosos. Isso é o melhor sinal de que as coisas podem ir bem.

    • Fernando

      Exato, mesmo nos momentos em que o Fluminense se encolheu para defender, o Grêmio não apelou para balões.

      • Pedro de Lara

        Passamos 15 anos procurando um novo Jardel, um novo Paulo Nunes e um novo Arce (uma feliz e sortuda combinação, diga-se). Tudo para contentar uma parcela significativa de dirigentes e torcedores que insistiam com a alma castelhana, com os guerreiros e com os imortais. Enquanto isso o futebol estava mudando…
        Essa foi, decididamente, a mais importante contribuição do Romildo: romper com essa tradição funesta e arquivar os Cacalos da vida.
        Mas não nos enganemos. Eles (os Cacalos da vida) estão aí, ocupando generosos espaços, e no primeiro tropeço voltam a dar as cartas.

        • Deny Camargo

          A grande diferença do Romildo para os outros é manter uma base de time e ir agregando jogadores. Nesses 15 anos em quase todos o Grêmio todo início de ano montava um novo grupo praticamente do zero. Adorava um empréstimo.. E daí até entrosar meio ano já tinha se passado.

          Graças ao Romildo acabamos com esse círculo vicioso.

          • Ilgo Wink

            Roger, contratado porque Doriva optou pelo Vasco, fez a base. Renato aperfeiçoou

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            Pois é, Amigo Ilgo Wink (bah, tem gente que não aceita isso), graças ao empresário do Doriva que ”ofereceu” ele ao Romildo e fez o nosso gorduxo ligar pro Eurico pra saber se podia ”iniciar” uma conversa, que o Grêmio está neste bom momento agora com Renato PENTAluppi ”no comando” com o elenco na mão.

            Renato aperfeiçoou e muito a base existente, é verdade, pois o Roger não tinha vários jogadores que estão aí porque o Renato trouxe Léo Moura e Cortêz, fixou o ótimo Kannemann na 4ª zaga, trouxe o Michel, descobriu o Arthur, fez Ramiro jogar 100% dos 30% de antes, recuperou o Bolaños à partir de outubro/2016, firmou o Lucas Barrios, fez Luan crescer e jogar mais, arrumou os defeitos das bolas aéreas na defesa, sai de casa para buscar a vitória e não pensa no SIMPOF.

            Aí, ganhamos um título nacional após 15 anos e estamos em 2017 no rumo certo com ótimas chances de mais Taças com o time numa ótima sequência de atuações e bons resultados. Como não ser ”oficialista & andorinha”, e não gostar de ser Gremista com este momento ?????

          • Francisco Lanferdini Serafini

            A base é do Felipão.

        • Rezende

          Renato está acabando com a LOOONGA fase da idolatria gremista da IMORTALIDADE e a sofrência para ganhar os jogos. Acho que nunca os gremistas ainda vivos viram algo parecido com que vivemos hoje, nem nos melhores tempos do Espinosa ou do Felipão
          O Grêmio está deixando de ser IMORTAL na defesa para se tornar um MORTAL no ataque e contra-ataque…
          E o MELHOR com bola no pé e deixando os narradores e comentaristas do CENTRO do país sem a velhíssima bengala de que o Grêmio é um time só de marcação e que só sabe bater contra os times bailarinos e de técnica do Eixo-do-Mal-SP-RJ…

          • Fernando

            Com o toque de bola (eficiente, diga-se) estamos sepultando também aquela ideia de que o sul do Brasil só produz time brucutu, pegador, catimbeiro e demais predicados.

          • José

            Bem isso mesmo. Esse time está me enchendo de orgulho. Outra, quem está batendo são os adversários, as entradas criminosa que deram no Luan e no Ramiro saíram baratas, os caram eram pra saírem presos do estádio.

          • Ilgo Wink

            Fato.

          • Francisco Lanferdini Serafini

            E o que o choraram os caras do Fluminense? Bah, coisa mais linda surrar aqueles caras!

          • Ilgo Wink

            Perfeita análise.
            Quem apelou pro chutão e bateu foi o Flu
            O juiz poderia ter expulsado dois do Flu fácil, fácil

          • Francisco Lanferdini Serafini

            Tá matando o SINPOF. Isso é a maioria alegria que um torcedor que ver seu time campeão pode ter. É quase como contratar o Messi e o Cristiano Ronaldo.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Concordo contigo nesse ângulo de visão, é perfeito. Só acho que fazem mais de 15 anos, pois já passavam de 20 e também não gosto da visão ”aipim” do Cacalo do passado, embora o respeite como dirigente vencedor em ”sua época”.

    • Ilgo Wink

      Aleluia!!!!
      um elogio ao treinador ‘Joel’, mas ainda sem citar o nome de Renato.
      Já é um avanço, rsrsrs

      • Pedro de Lara

        Joel é uma pecinha quase insignificante neste mecanismo, caro Ilgo. Nem merece menção.
        Acho que até o Rotho faria igual.
        Ou melhor, sei lá.

  • Walter Luis Borba

    Também não concordo com esse
    esquema com 4 (quatro) “volantes”.

    Por outro lado, entendo que, além
    daquele esquema tático que Renato vinha jogando, é necessário termos outras
    opções.

    No período Roger, uma de nossas reclamações
    aqui nesse espaço do Ilgo era que Roger não tinha “esquema” alternativo.

    A equipe jogava com a Chape, Criciúma,
    Coritiba …e o time não fluía, por conta da falta alternativas táticas do Pep.

    Certo ou errado, Renato com o
    grupo que tem, dá mostras que é possível o time pelo menos ter dois “esquemas”
    confiáveis para quando precisar.

    Faço um projeção possível daqui
    uns meses:

    Final de Libertadores 2017, são
    35 minutos do segundo tempo, o Grêmio vai ganhando de 2 x 1 do River, o River
    vem alucinado para cima do tricolor…

    O que fazer? Soltar o time e
    correr risco do resultado? Ou segurar um pouco a bola e fazer ela passar de pé
    em pé para manter o resultado e ser Tri da Libertadores?

    Ah…imaginem essa mesma situação
    para o FINAL DO ANO NO JAPÃO CONTRA O REAL MADRID…

    Assim, repito: Sou contra esquema
    de 4 volantes.

    Todavia, reconheço que é
    necessário que tenhamos mais opções de esquema tático, sob pena de logo
    …logo.. os times manjarem o esquema do Grêmio…

    • Querubini

      Cristiano Ronaldo pedindo para sair do Real Madrid…

      • Nilton Oliveira

        Medo de ser anulado pelo Kannemann de novo 😛

    • gremiocampeaomundial

      Sobre esse cenário hipotético final de LA, creio que faríamos o que já fizemos ano passado por exemplo na Copa do Brasil.

      Tínhamos a vantagem desde as quartas, e só precisamos correr atrás contra os porcos lá.

      Na semifinal e final fizemos o placar e administramos a vantagem. Exploramos bem os contra-ataques mas isso pra mim não chega a ser “soltar o time”.

      Esse negócio de “tocar bola de pé em pé” não existe. Pra mim é totalmente circunstancial. Pega um time “mordendo” como o CARC eles não te deixam ficar com a bola. Tem onze de cada lado.

      Olha o time do Grêmio hoje. A coisa flui naturalmente. Tem alguns jogos que acontece de tocar mais a bola. Em outros jogos nos postamos de outra maneira, mas fazemos o resultado. Eficiência, não essa tara de jogar do jeito X ou Y.

      Na final da CL, um time do gabarito do Real Madrid, com caras de qualidade técnica incontestável, já com a vida feita. Ganhando a partida (depois do gol do Casemiro). Ficaram de sacanagem? Não! Foram pra cima. Tiveram equilíbrio. Teve o passe, que não lembro quem deu. O Modric correu como se fosse tirar o pai da forca pra botar a bola na área. Tinha alguém já entrando pelo meio, acho que o Modric nao quis tocar aquela bola ali, mas ao invés de ficar olhando estático o CR7 – sim, o CR7 – se antecipou e meteu pra dentro.

      Isso é futebol. Teve passe, sim, o que iniciou a jogada. Teve entrega, teve técnica, teve improvisação. Se o CR7 fosse um acomodado da vida – o que ele podia ser porque bola ele tem sobrando – tinha ficado olhando a bola não chegar no centro, da entrada da área, ao invés de VOAR rasgando e enfiar o pé mesmo sem muito ângulo.

      Mas eu estou tranquilo porque o Grêmio hoje não tem nada a ver com isso. Inclusive ano passado tivemos a vantagem nos jogos finais da Copa do Brasil e soubemos administrar de forma inteligente.

  • Alexandre

    Bom, vamos lá. Grande resultado e boa atuação. Como citasse na crônica, fantástica partida da dupla de zaga, os laterais foram muito bem e os volantes também (todos os 4). Luan teve altos e baixos, mas pra mim ficou claro que faltou companhia na frente para ele. Pedro Rocha não conseguiu jogar. Everton e, principalmente, Fernandinho entraram bem.
    Claramente o time ganha em toque de bola com a essa formação, embora perca muito de velocidade na transição e penetração na área. Basta ver que os 3 gols marcados nos 2 últimos jogos saíram de bola parada e, somente com Dinho em campo, o time chegou a entrar na área do Flu (jogo já decidido e eles completamente abertos). Elogio Renato e os jogadores que lutaram e conseguiram os 6 pontos, mas não posso deixar de questionar que, caso tivesse jogado com um atacante ao invés de mais um meio-campo, não teríamos tido mais facilidade.

    • gremiocampeaomundial

      E não estaríamos teoricamente mais expostos também? Acho que seria uma opção porque já jogamos assim esse ano e fomos bem, mas se pegar só a lógica ofensivista de que teria marcado mais gols/com mais facilidade, não poderiamos ter levado um também?

      Um jogo fora em que marcamos o gol com menos de dez minutos. O Fluminense não fez absolutamente nada. Nao teve um lance em que tememos levar o empate, pelo contrário. Se o Artur tiver mais dez chances iguais àquela, oito é caixa. No mínimo. Ontem não deu, faz parte. Por outro lado, marcamos de falta. A banca paga e recebe.

      A meu ver hoje o Grêmio é uma equipe que pode ser competitiva e escalada com três atacantes, como com quatro volantes, sem mudar a proposta. Tanto que o Renato afirmou na coletiva que joga do mesmo jeito em casa e fora.

      • Alexandre

        Claro que é competitiva e concordo com o Renato sobre jogar do mesmo jeito fora e em casa, o Grêmio faz isso. Como comentei acima, esse esquema prioriza a cadência e posse de bola, ao passo que o time perde em velocidade e chegada na área.
        Agora lembra contra o Bahia. Jogamos dentro do campo deles, mas não criamos nada. Somente chutes de fora. Vencemos na bola parada no finalzinho. Tivessem eles mais qualidade na frente e poderiam ter marcado no contra-ataque.
        Enfim, não acho que está tudo errado, muito pelo contrário. O time está no caminho certo e estou confiante em título esse ano. Só acho que dá pra melhorar. Os melhores jogos esse ano foram com 3 atacantes, por isso não entendo a mudança repentina de esquema.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Alexandre, olhe o que nós apanhamos ”só” do Fluminense nos dois últimos jogos.
          Também acho que podemos melhorar mais, é evidente, mas imagine se isso acontecer rapidamente ????? Aí, teremos lesões por pancadas, pois ontem foi demais.

          Amigo, nem em todos os jogos teremos atuações ”de gala” como a mídia do centro do país anda bajulando por aí, e haverá oscilações normais. É o preço de uma sequência vitoriosa, porém, derrotas vão acontecer, é natural.

          O meu ataque preferido sempre foi com Luan, Bolaños e Lucas Barrios, pois é o melhor trio que nós temos na frente, e Renato sabe disso, pois eles eram os titulares.

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Mas tu não acha que com esses 4 volantes o time ficou mais preso, Alexandre ?????

      • Alexandre

        Eu acho que falta velocidade pro time com essa escalação. Nem digo jogadores velozes e sim na transição com a bola. Ontem, o time raramente contra-atacou o Flu. Sempre saía jogando com toque de bola cadenciado. Somente quando o Abel abriu o meio-campo deles e entraram Everton e Fernandinho que o Grêmio contra-atacou e podia ter feito muitos gols. Tem que levar em conta que o gol do Edilson saiu cedo, por isso tivemos a possibilidade de cadenciar o jogo. Contra o Bahia, foi um parto para a bola entrar.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Sim, por isso também acho que Maicon é banco e não devemos mexer no trio Michel, Ramiro e Arthur, pois mais à frente os titulares são Luan, Bolaños e Barrios quando curarem as lesões. O que achas ?????

          • Alexandre

            Concordo com o meio, mas não tiraria o Pedro Rocha do time. Eu sei que a fase dele tá danada, mas o acho importante defensiva e ofensivamente. Nenhum dos citados faz o mesmo “trabalho sujo” que ele. O mais importante é que temos grupo e com várias competições importantes ao mesmo tempo, Renato pode poupar jogadores sem que o nível caia muito.

  • Daniel Scherer

    Eu não estou nem um pouco triste por estar tendo essa minha “teoria” sendo colocada por terra pelo Renato, pelo time. Quero mais é que as minhas teorias vão para o espaço.
    Sobre o jogo, há quantos anos não vencíamos uma partida com dois gols de falta? Qual foi o último time a vencer 3 vezes seguidas em um intervalo de pouco mais de 1 mês o mesmo adversário, (sendo este um clube grande e de tradição) e três vitórias com autoridade e sem sustos? E duas delas na casa do adversário e sendo o Maracanã esta casa?
    Mantivemos os 90 min de jogo sob controle, ora dando a posse para o Fluminense para podermos explorar o contra-ataque, ora ficando com a posse de bola para mostrar ao Flu quem estava dando as cartas. Isso requer muita inteligência tática e técnica.
    Sobre a zaga, melhor nem falar para tirar o olho gordo.
    Logo ali na frente teremos que optar, na minha visão a ordem de prioridade seria LA2017, Brasileiro 2017 e por último Copa do Brasil 2017.
    Meus amigos colorados estão apavorados.

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      A tua ”teoria” é boa, Daniel, e ontem fez 29 dias nesses 3 confrontos sendo que no 1º deles foi na Copa do Brasil (17/05), tomamos o gol cedo, dentro de casa e viramos jogando um ótimo futebol, lembras disso ?????

      Quanto ”logo ali na frente teremos que optar”, eu acho que é possível levantar as duas Taças nas duas Copas se manter este nível de atuações, comportamento, entrega, obediência e vontade, pois a fase está muito boa desde setembro 2016.

  • Andre Peixoto – Sarandi/RS

    Quando todos estiverem em condições, meu time segue sendo: Grohe, Edilson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Arthur, Ramiro, Luan, Miller; Barrios.
    Com esse time a gente leva os 2 canecos que me interessam: Libertadores e Brasileiro. Copa do Brasil eu já tô enfarado…

    • Fabio Scheffer

      Com a bola que tá jogando eu acho que o Luan não vai estar nesse time não.
      Tomara que o Bolzan consiga além de uma grana alta, alguma forma de manter ele até o final do ano pq hoje ele tem sido o centro criativo do time.
      Mas se não for possível, Miller no lugar dele e P.Rocha no time seja a solução no atual grupo.

      • Andre Peixoto – Sarandi/RS

        Prefiro o Gaston no lugar dele! Pedro Rocha não justifica a titularidade…

        • Fabio Scheffer

          Eu tb gosto do La Gata, mas não acho que ele tenha tanque pra ser titular pq tá sempre com um probleminha ou outro. Acho que ele vai ser importantíssimo para o restante do ano, mas como um suplente de luxo.
          Já quanto ao P.Rocha me rendi, o guri tem potencial e um participação absurda ajudando a marcar e criando espaços. Pra mim, mesmo que não tenha ido bem contra o Flu, hoje ele é titular.

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            Fabio, o Andre Peixoto tem razão na escalação do melhor time que temos hoje no elenco e combina com minha visão e de vários Gremistas de 30 dias atrás citada aqui:

            Marcelo Grohe, Edilson, Geromel, Kanneman e Cortêz.
            Michel, Arthur e Ramiro. Luan, Bolaños e Lucas Bárrios
            .

            Pedro Rocha é reserva ”natural” de Miller Bolaños por três razões: talento, capacidade e conclusão nas finalizações, mas é uma ótima bengala de lateral que agora com o Cortêz está perdendo a função.

          • Francisco Lanferdini Serafini

            Mas com uma hipotética saída do Luan, jogaria com o Miller nessa posição e com Pedro Rocha pela esquerda.

  • Pedro de Lara

    Preciso confessar: eu escuto o Sala. Eu sei, eu sei, é uma fraqueza. É que é preciso conhecer o “inimigo”.
    …gostaria de destacar como o Cacalo é ridículo. Xaropão, o tempo todo tirando sarro da coloradage com piadinhas infantis, falando demais, em cima do que os outros estão dizendo…e, o que é pior para mim, fica enaltecendo qualquer pum do Joel com aquele típico comentario merchan, visivelmente comprado (com dinheiro e/ou amizade).
    Argh!

    • Diego Stein

      Agora tu assinou a tua inutilidade. Corneteiro Justino. Vai pra cama com o Viriato Castiel. Pra mim gremista que vem com papinho “sou gremista mas esse Cacalo…” é lixo. Vai te afumentar, bunda mole.

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        kkkkk, Diego, acho que o Cacalo ”só irrita” os bobalhões vermelhos no Sala de Redação.

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Parabéns ao Cacalo, é exatamente para isso que ele está lá para flautear, irritar e combater os BBolorados da ”IVI” que também fazem isso, e quem disse isso foi o Nelson Sirotsky no programa A Vóz do Rio Grande em outubro de 2013 quando numa entrevista falou que decidiu apimentar ainda mais o programa para ”equilibrar” as flautas com o inútil Kenny Braga trazendo o Cacalo em dezembro de 1999 à pedido do querido Paulo Sant’Ana.

      À partir daí, o Rui Carlos Ostermann criou a famosa fase do: ”Ok, ok, vamos avançar” para brecar os embates provocados pelas flautas dos ”dois lados” nas 2ª e nas 5ª feiras.

      Parece que Nelson Sirotsky conseguiu, pois Cacalo provocou, inclusive, a saída do Kenny Braga, um caudilho barato e radical metido a macho da fronteira que acabou demitido e saiu pianinho com o rabo entre as pernas por perder o equilíbrio após uma flauta quando ele respondeu com palavras de baixo calão ao Sant’Ana, aí, foi pro olho da Rua merecidamente.

    • Caçador de LongHorn

      Eu também escutei. Piadista sem graça nenhuma.

  • Fabio Scheffer

    Baita vitória, mas nem tão ao mar, nem tão a terra…

    Se o Grêmio com essa escalação “Rothiana” tivesse perdido atuando com seus 3 volantes (não incluindo o Ramiro que já não é mais volante, é winger pela direita) o pau estaria comendo em cima do Renato.

    Sem duvida o golaço do Edilson no inicio do jogo ajudou, e muito, esse esquema pq deixou o Flu afobado e o meio campo pode tocar a bola com mais facilidade.

    Dito isso, o mais importante é que o venceu e segue forte no Brasileirão.

    Esperando agora mais um bom resultado em Minas, e que com a volta ali adiante do Barrios o time possa voltar a jogar no seu esquema mais equilibrado, com dois volantes (entre Michel, Arthur e Maicon), um winger pela direita (Ramiro), um pela esquerda (P.Rocha ou Miller que tá voltando), um meia-atacante (Luan) e um matador (Barrios).

  • Francisco Coelho

    O Mano terá o retorno do zagueiro Kunty Caicedo que estava servindo à seleção equatoriana o do meia Robinho para encorpar o time.

    Provavelmente teremos uma boa partida de futebol. O campo com 105m x 68m será de muita disputa e quem tiver o melhor preparo leva vantagem.

    Amanhã provavelmente já se tenha uma ideia das escalações.

    • Guaracy Trindade Guara

      Tenho muito medo deste cruzeiro.

      • Caçador de LongHorn

        Não vai ser fácil não. Jogo de altíssimo risco!

  • GremioSempre

    Espero que o Grêmio continue derrubando as teses da “urubuzada” da torcida do Grêmio e aos poucos se descontaminem do veneno impregnado da IVI…