Fernandinho deslancha nas mãos de Renato

Fernandinho é a prova (mais uma) de que os deuses do futebol, reunidos em algum conclave celeste, decidiram abençoar e proteger o Professor Renato Portaluppi, concedendo-lhe, entre outras coisas, o poder de transformar água do Dmae (ou da Corsan) em vinho, e do bom.

O escanteado Fernandinho, que só entrava no time pra ver se aparecia algum clube pretendente, sob orientação do mestre Renato cresceu e, por seus méritos e insistência do treinador – contrariando a vontade de 9 entre 10 gremistas – se transformou num jogador importante. Por vezes, decisivo.

Foi assim contra o Vitória, em Salvador. Um time ferido, cambaleante, pode ser muito perigoso. Mas o Grêmio, mesmo sem sua estrela maior, Luan, se impôs na casa do adversário e voltou de lá com uma coruscante (de novo imitando o David) vitória.

Fernandinho sofreu falta na entrada da área. Ele mesmo cobrou, ao estilo Luan, e balançou a rede. Depois, numa jogada marca registrada do Grêmio – ninguém faz igual -, ele recebeu de Pedro Rocha, viu a chegada de Arthur e encostou para o guri com delicadeza, como quem diz ‘faz’. E Arthur, que não é bobo nem nada, fez.

No começo da jogada, a visão e a categoria de Maicon, que enfiou uma bola sob medida para Pedro Rocha.

No segundo tempo, o Vitória descontou e até deu um susto. Na torcida. Porque o time já não se assusta com nada. Thiery entrou tão bem que ninguém sentiu a falta do grande Geromel, que sentiu lesão no vestiário, no aquecimento.

Éverton, que havia substituído Lucas Barrios, lesionado, vislumbrou Ramiro chegando de trás e mandou-lhe a bola. Na risca da grande área, o Pequeno Grande Volante dominou e mandou um torpedo: 3 a 1.

Foi mais um momento mágico do Professor Renato e seus pupilos. O Grêmio segue na cola do Corinthians, bafo na nuca.

É o único time que ainda tem condições de preservar um pouco de emoção na briga pelo título com os paulistas, talvez até as últimas rodadas.

A CBF e a rede Globo devem isso ao Grêmio.

Se gostou, compartilhe!

  • Juliano Flores

    q emoção primeiro comentario!

    é mais um otimo jogo de quem quer ser campeao, tem q atropelar esses mais fracos mesmo!
    grupo qualificado sem luan geromito e michel, ganha e com uma certa tranquilidade
    acho q é o melhor gremio q vi na vida! alguns bons nao vi, cresci fora do estado e antigamente pelos anos 1997 e 2007 vi poucos jogos!

    parabens a presidencia!

    e isso ai vamo gremio porra!!!!!!

    • Ilgo Wink

      Seja bem-vindo, Juliano
      E viva o Grêmio, porra!!!

  • Igor Klein

    Rapaz, não é que o Renatão tava certo mesmo!
    Os gambás já tão despencando.

    • gremiocampeaomundial

      Pode crer que muito em parte graças ao próprio Renato.

      O Cássio saiu de campo ontem dizendo “com todo respeito não pensa nas outras equipes”…

  • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

    * * * * *

    MORREU PAULO SANT’ANA …..
    ….. O MAIOR GREMISTA COM QUEM CONVERSEI NA MINHA VIDA.

    QUANTAS HISTÓRIAS EU OUVI NA VIAGEM À TÓKIO EM 1983 NO MUNDIAL ….. GRANDE CRONISTA.

    DEUS O RECEBA NA LUZ DE SUA FACE, O FUTEBOL GAÚCHO PERDEU MUITO SEM ELE.
    O RS ESTÁ DE LUTO ….. OREMOS !!!!!

    * * * * *

  • Ricardo

    Arthur deslocado para a posição do Luan… Ramiro deslocado pra posição do Arthur… Fernandinho no lugar onde mais rende, a posição do Ramiro. Os três fizeram gol. E tem uns “gênios” que criticam o Renato!

    • Juliano Flores

      belo comentario!, abri aqui li o seu post, abaixei os olhos e li o do copiao de tudo, fiquei triste…

      apesar de só saber quem ele era apos 2012 por crescer fora do estado, pesquisei sobre ele, e o q eu mais gostei dele foi o video em q ele entra no jornal do almoço e elmbra q disse q o falcao ia cair apos x meses e o cara caiu apos x meses e sei la 2 semanas, acho um momento épico!

    • Juliano Flores

      belo comentario!, abri aqui li o seu post, abaixei os olhos e li o do copiao de tudo, fiquei triste…

      apesar de só saber quem ele era apos 2012 por crescer fora do estado, pesquisei sobre ele, e o q eu mais gostei dele foi o video em q ele entra no jornal do almoço e elmbra q disse q o falcao ia cair apos x meses e o cara caiu apos x meses e sei la 2 semanas,e ele pede ao vivo pra ser demitido por ter errado, (posso ter romanceado) mas achei foda! acho um momento épico!

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Grande Ricardo, agora os ”gênios” tem um Blog próprio só deles para falar dos ”rachões” que o ”Pardal” dá para o elenco, pois eles teimam em dizer que o Treinador só faz isso desde que chegou em setembro/2016 e mais nada no Grêmio. ”Pode isso, Arnaldo …..” ?????

      Fico imaginando aqui com minha memória seletiva o porque será que um grupo e um time de futebol que nunca treinaram e só fazem ”rachões” respeitam tanto e jogam essa bola redondinha a quase um ano com o Renato estando com uma faixa de título nacional no peito e muito bem em 3 competições.

      É, tens razão, os caras são ”gênios” mesmo. Oremos ….. !!!!!

      • Juliano Flores

        quando eu entrei pra comentar no blog eu falei, q o q me irrita sao os futurologistas, q ttem certeza q o renato vai estragar o time, sendo q ta fazendo um ano de comando em breve e porra é o melhor tecico disparado em 16 anos, mas blz, ai hj em dia ainda criticam, larguei de mao

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Larga não, Juliano, você e teus bons pensamentos fazem parte da imensa maioria de uma torcida ”do” Grêmio, e não de ”teses”, continue assim. Parabéns.

          Futebol sempre foi e sempre será ”momento”, e quem perde os momentos bons da vida de seu time defendendo ”teses”, merece ficar mais 15 anos no ostracismo. Fato.

          Abraço, e continue feliz.

      • Querubini

        O Resenha Tricolor te machucou fundo.Engraçado ver que tu acuou o golpe, grande Copião dos fakes.

        • Querubini

          Acusou

        • FePoa

          Só o fato de não ter fakes e as pessoas darem a cara pra bater e não ficarem se escondendo atrás de quem pseudônimos já garante credibilidade. O fato dos “gênios” criarem um espaço é pra não ficarem carimbando respostas o dia inteiro…Ninguém tem críticas e elogios pra vida toda, e nem Jesus foi unanimidade na terra. Parece que 100% de unanimidade, só o Renato e a direção pro copião sem nome. Só temos elogios ao momento do time, porém, nao estamos a serviço de nenhuma “persona” ou “CNPJ” ligado ao grêmio, apenas, cada um responsável por sua opinião. Se não te apresenta, não tem moral pra criticar ninguém.

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            kkkkk, mas eu não critiquei nem você e nem o Querubini, porque acusaram esse golpe assim, tão fácil ????? Vocês são hilários em vários momentos, isso é fato.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Parece que não fui quem acusou ”algum” golpe por aqui, não sou eu quem ficou incomodado, só os urubus de sempre, Querubini …..
          Nem sabia que tu é um deles, seja feliz, o momento é propício e esquece a IVI com esse papo burro de fakes, não te deixe levar tão fácil assim por esses imbecís vermelhos, aqui é só um debate sobre futebol do Grêmio, só isso, relaxe e viva a vida sem mágoas.

          • Lucas Eduardo Pavão

            Eles te amam kkk.

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            Sim, Lucas, mas ainda não perceberam e eu nem me esforço (kkkkk).

      • Thiago

        Não diz asneira Copião.
        Não fala sobre o que tu não sabes e ou não conhece.
        Coisa mais feia taxar as pessoas e julgá-las de acordo com as tuas convicções sem conhecer do que estás falando.
        O Resenha é um espaço para discussão de amigos gremistas que começaram a discussão em um grupo de whatsapp e acharam por bem criar um espaço próprio.
        Somos pessoas com pensamentos mais diversos e nos respeitamos, mesmo que tenhamos opiniões completamente opostas em diversas questões.
        Deverias fazer o mesmo, ter um pouco mais de respeito e, ao menos, conhecer os que estão falando e suas idéias para opinar.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Thiago, cada um na sua turma. Nunca esqueça que urubu não é gênio e vice-versa.
          Seja feliz, vibre com o Grêmio, o momento é ótimo, só isso.

    • Fernando

      E pensar que eu, aqui mesmo, afirmei que Fernandinho não é jogador para iniciar no primeiro tempo. É gratificante ver um atleta esfregando nas minhas fuças que eu estou equivocado.

      Em tempo: Levamos um gol e, logo depois, fizemos um para deixa bem claro que o adversário não iria entrar no jogo. Eis aí um Grêmio maduro e confiante.

      • Ricardo

        Pois é, o jeito que o Grêmio “matou” o Vitória ontem foi impressionante… quando todo mundo pensou que os caras acordaram e iam nos fazer sofrer… gol “balde de água fria”!

    • Ilgo Wink

      é verdade
      mas eles estão aí de tocaia

  • gremiocampeaomundial

    Verdade, justo reconhecimento. Eu estava entre esses nove a cada dez gremistas “reticente” sobre o Fernandinho. Hoje foi decisivo e, se continuar no time, talvez possamos dar um voto de confiança. Afinal, a comissão técnica SABE o que faz. Falei “comissão” pra ser justo, mas o protagonista dela é nosso TREINADOR, Renato Portaluppi.

    Renato “Gaúcho”, Campeão do Mundo pelo Grêmio como jogador, o cara marrento, malandro, do futevôlei, da Luma de Oliveira, pai da Carol. Renato, que não foi estudar na Europa (se é que assistir treino é “estudar”), não fez o curso da CBF como Eduardo Baptista, chutado em sequência de Fluminense, Palmeiras e até do CAP. Renato que não é devoto de São Guardiola como o ESTUDIOSO alardeado no CAM (que, a propósito, perdeu de novo no Horto, dessa vez pro Bahia).

    Renato que alguns insistiam em falar que “não é treinador”. Quem é treinador então? Esses que citei aí em cima? O tal de “bola-bola” ídolo do rival que patina, patina e nunca sai do lugar? O Chorão que nos rebaixou e colecionou fracassos até dar sorte de achar o Bernard no CAM e o G. Jesus no Palmeiras (e agora já voltou ao seu normal)?

    Deixa falar.. deixa falar que tá bom. Eu ainda estou de sangue muito doce, a peteca está em Itaquera. Será que o até ontem interino Carille tem experiência pra aguentar a pressão? A vantagem é dele… não me custa ter os pés no chão mas que ainda tem muita água pra passar debaixo dessa ponte, isso tem…

    • Ilgo Wink

      Pra mim não tem ninguém melhor que o Renato no campeonato

      • gremiocampeaomundial

        Tu diz treinador? Não.

        Nem a pau, o queridinho da mídia inclusive acabou de levar um pé na bunda no Galo. Eu queria que ele ficasse até a gente jogar pra facilitar mas por azar o jogo contra o CAM é na última rodada!

        A melhor coisa que aconteceu foi o Preis ter “sacado” o Renato junto com o Espinosa. Ele tem “cancha”, e amorteceu um pouco aquela parte da torcida que ainda não confiava no Renato como “estrategista”.

        E até por ter vivido, estar vivendo esse processo, e aprendendo com ele, o Renato, hoje, é o melhor treinador do BR disparado.

        O Abel vai viver pro resto da vida daquele aborto da natureza que ele herdou do Muricy. Da cabeça dele mesmo só sai aquele 4-3-3 porra louca.

        O Cuca pra mim sempre foi um treinador medíocre com umas jogadas manjadas (mas efetivas) e umas porra-louquices que quase nunca dão certo. Pegou duas exceções na vida: o CAM do Bernard (e mesmo assim ganhou praticamente todas nos pênaltis revertendo no Horto) e o Palmeiras do Gabriel Jesus. Lê as notícias, ele tá enchendo o saco pra ver se arruma outro guri igual ao que saiu. E obviamente os “candidatos” não estão aprovando.

        O Levir deve ser o melhorzinho depois do Renato. O Levir Culpi ainda me remete àquele Cruzeiro que nos venceu desfalcados do Paulo Nunes que o Zagallo convocou pra não jogar. Ele até dá um caldo, parece estar ajeitando o Santos, mas sempre que eu olho pra ele me lembro de figuras como Candinho e Antônio Lopes.

        Acho que os “medalhões” acabaram aí. Tem o M.O. que pra mim nunca prestou, deu liga de azeitar aquele time das Marias e só. E tem o Luxemburgo que em algum ponto entre 1992 e 2012 foi raptado por um OVNI e trocado por um clone que fala em pojéto mas não consegue fazer dar xéto (apesar de estar indo bem no Sport).

        O Carille tá surfando na onda do Tite, os jogadores botaram na cabeça que tem que correr e tá dando certo. O Zé Ricardo do Flamengo, hoje, é o Roger de ontem, que é o Silas de anteontem, e por aí vai. Se bobear a gente chega de volta no Jair Picerni.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          ….. Jair Picerni, Péricles Chamusca, Ney Franco, PC Gusmão, Wagner Mancini, o falecido Caio Junior ….. o que aconteceu com essas grandes promessas ?????

          É, amigo, sempre achei cedo demais o Roger Machado iniciar num clube cascudo e a demissão no Galo prova que ele foi ”engolido” por mais um vestiário, mas tem futuro, ainda acredito nele, pois daqui uns 10 anos ele inicia a fase madura de Treinador.

          Fico imaginando o quão frustrante deve ser aos vermelhos terem tentado fazer um Treinador na história e nunca conseguir à partir dos fracassados Carpegiani, Falcão, Dunga, Argel, Fernandão, Clêmer, Guto Ferreira …..

          Mas o Renato segue a sua sina e continua sendo o Big Boy dos boleiros, ou então porque será que ele faz campanha com um aproveitamento de Campeão e o elenco o respeita e acata tanto ????? Deve ter algum mérito.

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Os ”gênios de tocaia” não vão gostar de ler isso aí (kkkkk).

  • nelsongz2

    Quero prestar minhas homenagens ao Paulo Sant’Ana, torcedor e defensor intransigente do Grêmio durante várias décadas, com muito humor, principalmente na época boa do programa Sala de Redação.
    Obrigado Paulo Sant’Ana!

  • Alexandrebg

    Perdemos um dos símbolos da torcida tricolor… Com certeza Paulo Santana continuará olhando para o nosso Grêmio e, talvez, interferindo, junto aos deuses do futebol.
    “Preteou o olho da gateada”

  • Deny Camargo

    Paulo Sant’Ana foi o Silvio Santos do Rio Grande do Sul.

    Quando alguém pensa no RS não tem como não pensar em chimarrão, churrasco, Grêmio, Inter, Gramado, reclamar do frio, e em Paulo Sant’Ana.

    Ontem ele não morreu, mas se libertou. A prova é que tivemos o Grêmio campeão, o Inter rebaixado, um impeachment, a tragédia da Chapecoense e não se leu ou ouviu uma palavra do Sant’Ana sobre esses fatos relevantes.

    E enquanto esses fatos se desenrolavam eu não podia deixar de pensar: “o que o Sant’Ana diria sobre isso”. #RIP

  • Robert Plant

    Se foi o Santana. Não quero me aprofundar nos últimos tempos dele até o afastamento, parte pela doença, parte porque por vezes ia além da conta mesmo para os padrões de um gênio um tanto genioso. Admito que me irritei muitas vezes com ele, como por se opor tanto ao Grohe em 2012. Contudo, sempre foi brilhante, sagaz, folclórico e engraçado. Com ele se vai uma parte da minha infância. Uma imagem marcante para mim da Tv Gaúcha e brasileira é a dele chorando no nosso primeiro título brasileiro em 1981 que repetiria muitas e muitas vezes nos anos seguintes. Ele tinha 41 anos na ocasião. Quando penso que hoje eu tenho 40, vejo que o tempo é implacável. Porém pessoas assim, que marcam sua passagem na Terra, permanecem nas imagens e memórias de tantos que o admiravam. Que na medida de seus méritos ele faça uma boa passagem para o outro lado da vida!

    • Fabiano SC

      Minha maior lembrança do Sant’Ana é o desmaio que ele teve, ao vivo no Jornal do Almoço, depois da primeira vitória sobre o São Paulo, 2 a 1 de virada, no Olímpico, na decisão do título de 1981.
      A partir de então passei dias esperando o que viria no comentário de segunda-feira pós título, quando, para minha surpresa, ele apareceu lúcido e tranquilo. Já tinha extravasado tudo depois da primeira vitória.
      Foi um dos maiores tricolores da história, merece todas as homenagens da torcida gremista.
      Quanto ao jogo, demonstrou que nosso elenco sabe a força que tem e que este é o momento de conquistarmos o campeonato brasileiro e o que mais vier pela frente! Time maduro, competente, joga sempre em busca da vitória.
      Para honrar a alma imortal do Sant’Ana, que seu passamento receba como homenagem todos os títulos possíveis neste ano!

  • Alexandre

    Não foi uma boa atuação, mas vencemos fora de casa sem jogadores importantes, e ainda diminuímos a diferença do Corinthians.
    Fernandinho, com todas as suas dificuldades, vem jogando bem, é inegável. Assim como contra o Coritiba, quando iniciou o jogo também, ontem foi o melhor em campo. Tem se esforçado bastante para fazer o papel de marcador quando o time não tem a bola, peca, porém, pelo excesso de individualismo. Mas vem sendo útil e uma opção muito interessante que o Renato fez ressurgir. Não gostei do Thyere, acho limitadíssimo (a ponto de não ver diferença entre ele e o Bressan), mas pelo menos não comprometeu.
    Aqueles pênaltis perdidos estão fazendo muita faltando agora, poderíamos ser líderes nesse momento.
    Grêmio precisa jogar com os titulares contra o SPFC. Poupar, somente se o jogador estiver estourando mesmo. Corinthians pega o Flu no Rio, jogo complicado, é o momento de manter a pressão neles.

    • Francisco Lanferdini Serafini

      É complicado avaliar a atuação do Grêmio num jogo desses. Faz o gol e puxa o freio. Tomou o gol, acelerou e voltou a marcar gol. Sei lá… Vai ver, o jogo foi bem como o Grêmio queria.

      • Alexandre

        Sim, após o primeiro gol, o Grêmio deixou eles ficarem com a bola. Achei a atuação ruim pelo alto número de passes errados, principalmente. O Grêmio fez o suficiente para ganhar e fica a impressão que se forçasse um pouco mais, faria uma goleada.

        • Francisco Lanferdini Serafini

          Pois é, hehehe. E mesmo assim fez três gols, hehehe. É complicado. De repente, o que deixou a desejar foi atrás, onde o Kannemann não tava muito seguro ontem e o Geromel faz falta. Além disso, o Maicon não é o Michel para proteger a zaga tão bem quanto. Os passes errados pode ser por não ter tanta gente correndo, não se criar espaços que facilitariam o passe e impediria que eles fossem forçados. E, além disso tudo, o time não estar no melhor dos dias.

    • gremiocampeaomundial

      Nosso jogo não é nenhuma barbadinha também. Aliás, isso nem existe mais no futebol. Jogo é jogado e lambari é pescado.

      Vamos pegar o SPFW babando pra sair da zona. Está em 17º lugar com 15 pontos, só um a menos que o CAP, 16º. Também pode ultrapassar Chapecoense e Ponte Preta, ambas com 18 pontos. Como CAP e AAPP jogam entre si na rodada, os bambis podem jogar a vida contra nós pra sair do Z4 sem depender de resultados paralelos. Em pleno Morumbi.

      O Dorival não é nenhuma Brastemp mas pelo menos é treinador, coisa que o M1nto nunca foi. Por isso o SPFW está onde está. Não tem moleza, e a gente decide duas copas daqui a pouco, enquanto o SPFW não tem nada a perder, portanto vou entender se jogarmos com time misto.

      O “individualismo” do Fernandinho normalmente não dá em nada, por isso incomoda. Ontem ele fez o primeiro gol de falta e participou do segundo. E zagueiro pra mim pode ser limitado desde que, além de não comprometer, exerça com eficácia sua função defensiva. Nossos times multicampeões tiveram Baidek e Rivarola, não custa lembrar. Claro, falta “só” o Thyere me convencer que é desse nível… mas não foi mal.

      O Renato encaixou nosso sistema defensivo daí já ajuda o reserva quando entrar. Funciona o coletivo. Contra o Corinthians por exemplo o Grohe falhou. Contra o Avaí o primeiro gol quebrou a banca, e o segundo nos pegou fora do lugar justamente correndo atrás do prejuízo causado pelo primeiro. Mas no geral o time se defende bem coletivamente. E em geral quando vaza consegue reagir, como no jogo contra a Chape.

      • Ricardo

        O São Paulo em casa faz campanha decente, joga bem, está na zona pela campanha ridícula fora, vai ser um jogo difícil.

        O gol do Vitória foi em cima do Thyere, ele confia na impulsão que não tem (deve pular uns 10 centímetros) e não encosta no adversário quando marca a bola aérea, daí o cara pega a bola meio metro acima dele. Já é o segundo gol que tomamos assim, o outro foi contra o Sport.

      • Alexandre

        “Nosso jogo não é nenhuma barbadinha também” – Longe disso. Por isso, peço os titulares. Um time todo reserva é derrota certa.
        Thyere não tem nível para jogar no Grêmio. Quando não entrega, já é passível de elogios.

  • HENRIQUE MARTINS

    Bom dia Ilgo.
    Perdemos um símbolo de ‘defesa’ ao nosso querido Grêmio.
    Neste momento em que o jornalismo gaúcho esportivo percorre a UTI, com ISENTOS vestindo a camisa e maltratando a ética moral.
    Nunca me esqueço do dia em que Pablo demitiu a “criançola”, ou melhor, o machão da fronteira Kenny Braga, que vivia debochando do Grêmio e nossa torcida.
    É o mundo dá voltas………….
    Pablo vá torcer no Céu por nós todos.

  • Serrano

    Comecei a escrever uma homenagem ao Santana umas três vezes, mas hoje a cabeça não ajuda.
    Então digo o seguinte: obrigado por tudo, Santana.

  • Deny Camargo

    Sobre o jogo: impressionante a diferença que um treinador de verdade faz para certos jogadores. Me refiro a Ramiro e Fernandinho que com o “estudioso,/moderno” Roger não passavam de peladeiros, mas com Renato passaram a ter funções bem definidas dentro de campo e com isso apareceu o futebol desses jogadores.

    Tem jogadores que precisam ter uma função determinada dentro de campo senão se dispersam. É o caso do Fernandinho e do Ramiro. Renato soube como encaixar esses jogadores no time e explorar as virtudes deles. Fico feliz em morder a minha língua porque cheguei a desejar que ambos estivessem bem longe do Grêmio…

    Com Roger o Fernandinho jogava de costas pro gol, quando a sua virtude é vir um pouco mais de trás com a bola dominada (aliás o Roger cometeu o mesmo erro com o Bolaños chegando ao ponto de deixá-lo enfiado no meio de zagueiros com o dobro do tamanho dele).

    Outra ótima novidade e surpresa foi o Maicon voltando a jogar em alto nível. Primeira boa atuação dele em 2017. E pela entrevista dele pós jogo se viu o comando que o Renato tem do grupo tamanha a reverência do Maicon quando se refere ao seu treinador o “professor Renato”.

    • Fernando

      E o nosso segundo se originou de um passe que o Maicon largou na medida para Fernandinho e Pedro Rocha tabelarem, conferindo para o Arthur o único esforço de empurrar a bola para as redes.

      Eu assisti ao jogo anterior do Vitória contra o Palmeiras. O Palmeiras patrolou o pobre Vitória por causa de lambança do árbitro e porque achou gols puxando contra-ataque naquela velha filosofia do “seja o que Deus quiser”.

      Já os gols do Grêmio (com exceção do primeiro) vieram de bolas trabalhadas e jogadas elaboradas.

  • Daniel Scherer

    Vitória sobre o Vitória com autoridade e sem sustos. Nem foi necessária uma atuação de luxo. O golaço de Fernandinho no ínicio do jogo facilitou sobremaneira. Mérito exclusivo do Little Nando, roubou a bola no meio e recebeu a falta, que cobrou com maestria. Sobre ele, me tapou a boca ontem, foi o melhor disparado no jogo (seguido pelo Maicon e Arthur), mas não muda minha opinião, para mim ele não pode ser o 12º jogador, ainda precisa de mais partidas neste nível de ontem para quitar a dívida de tantas e tantas jornadas que me fizeram quase quebrar a TV.
    O time se mostra maduro e que sabe o que precisa fazer, a hora de apertar o acelerador e quando pode se “poupar”. Bastou o Vitória se assanhar e o ^time foi lá e mostrou quem estava no controle do jogo.
    Não foi uma partida de alto nível, talvez porque o adversário nem exigia que assim fosse.
    Minha observação para os rebotes que invariavelmente eram do Vitória e esse fato fez com que a todo instante o time baiano ficasse com a bola rondando a área do Grêmio, mas sem qualquer efetividade.
    A cada rodada que passa os resultados vão mostrando o tamanho da cagada que foi poupar o time contra o Sport na 3ª rodada. Espero que a lição esteja sendo bem absorvida. Poupar quem deve ser poupado, mas não o time inteiro. Como Geromel foi ontem,
    Paulo Santana era nossa trincheira, a última defesa contra os ataques da IVI.

    • Francisco Lanferdini Serafini

      Sabe, não sei se foi bem sem sustos, mas de qualquer forma, o Grêmio foi superior. Fez o gol cedo e tirou o pé do acelerador. Grêmio tem feito muito disso, principalmente fora de casa. Assim, não foi aquele jogo maestral, mas, aparentemente, quanto apertou, o Grêmio cresceu.

      Concordo bastante sobre o Fernandinho. Deve muito ainda, mesmo tendo jogado a melhor partida dele no Grêmio. Sobre o gol de falta, a cobrança seria no meio da barreira se o único jogador que não pulou tivesse pulado. Bastante sorte no lance, mas o que vale é a bola entrar. Quem sabe, o Fernandinho seja um sortudo, hahah (não creio nisso, mas…).

      Sobre os pontos perdidos contra o Sport, bom, nem tem muito o que falar. Não se sabe se vinha uma vitória de lá, mas o provável era. Agora, achei pior perder contra Corinthians, Avai e Cruzeiro. Os dois primeiros por ser em casa e o último por tá ganhando o jogo por dois gols de diferença.

      É uma pena não estarmos na liderança. Nos resta torcer que o Grêmio consiga ganhar uma das Copas para não jogar o ano fora.

      • gremiocampeaomundial

        Se ganharmos a Libertadores faço questão de entregar pessoalmente o troféu de campeão brasileiro ao Corinthians.

        Além do título da LA ter maior expressão por ser continental, temos a chance de disputar o Mundial Interclubes.

        Obvio que o pensamento tem que ser de “ganhar tudo”, mas dentro dos limtes da realidade traçar alguns planos… uns vão dar certo, outros nem tanto (espero que o da LA dê certo…)

        • Francisco Lanferdini Serafini

          Com certeza planejar é algo sensato a se fazer. O que me assusta é a certeza por parte de alguns que esse planejamento levará o Grêmio com certeza ao título. Que esse pensamento não esteja dentro da Arena.

          E se vier a Libertadores, bah, ficarei muito feliz e também não me importarei muito com o Campeonato Brasileiro, embora quero muito comemorar esse título.

    • gremiocampeaomundial

      Mas desde o ano passado temos partidas assim. O Grêmio sabe jogar sem a bola se preferir ou se precisar.

      O Fernandinho talvez não vá ser decisivo como foi ontem, mas se for minimamente produtivo já ajuda. Só não pode ser aquela coisa improdutiva e burocrática que me acostumei a ver ele sendo. Pode até não ser “O 12º Titular”, mas tem que, no mínimo, produzir um reserva à altura do clube.

      Se tem um 12º jogador nesse time pra mim é o Éverton.

      Eu lamentei muito mais a derrota na LA no jogo para o qual poupamos os titulares do que o resultado na Ilha. Menos mal que não comprometeu.

    • Ilgo Wink

      nos anos 70 ele lutava sozinho contra as arbitragem, a FGF e a imprensa vermelha do Cid , do Ibsen, etc

  • Francisco Lanferdini Serafini

    Boa coluna, Ilgo. Bastante voltada para o supersticioso e misticismo, mas tá bacana, hehehe.

  • gremiocampeaomundial

    O SPFW tem um zagueiro de condomínio (Rodrigo Caio) e goleiro de pebolim mas daí pra frente não é tão morto. Jucilei, Cueva e Pratto.

    Se eu tivesse que apostar ia no mesmo 3×1 de ontem. Jogaremos contra uma peneira mas também acho que acabaremos tomando um.

    Apesar disso depender muito do time que vai a campo também…

  • Fábio Rübenich

    Praticamente certo que o Corinthians, na descendente, terá sua primeira derrota contra o Flu no Maracanã, domingo.
    Ao contrário do que dizem, o Grêmio não precisa de três rodadas para ultrapassá-los, mas sim de duas, pois se ficarem encostados o Grêmio vai ficar com vantagem no número de vitórias. Eles não perdem, mas empatam demais.

    Meu Pai disse ontem que está perdendo a graça torcer pro Grêmio…
    De fato, não lembro a última derrota que enfrentamos quando assistimos aos jogos juntos, principalmente os das 19h30 no meio da semana.

    • Francisco Lanferdini Serafini

      Queria entender essa certeza de derrota corinthiana contra o Fluminense, hehehe.