Arrancada final rumo ao Hexa da CB

O Grêmio está a quatro jogos do título da Copa do Brasil. Mesmo assim, ainda hoje há quem defenda que o clube tomou a decisão errada, deveria ter privilegiado o Brasileirão. Argumento: não ganha essa competição há duas décadas. Grande coisa!

Mesmo que fosse um século, ainda assim a decisão mais sensata, equilibrada, seria a Copa do Brasil. Comemorar o HEXA, consolidar a fama de copeiro e garantir vaga na Libertadores de 2018.

A campanha absurda do Corinthians indica que o Grêmio fez a opção certa.

Claro, tem aquele jogo contra o Sport, na terceira rodada. Tem gente que não se conforma, chora pelos cantos e tem pesadelos.

Ora, o jogo foi no dia 28, em Recife. Grêmio foi de time reserva. Por que? Ora, três dias depois teria confronto decisivo, no Rio, contra o Fluminense de um Abel mordido pra vencer o Grêmio de qualquer jeito.

A direção agiu acertadamente. Até acho que poderia ter deixado uns titulares para entrar no segundo tempo em caso de necessidade. Foi uma decisão radical demais, mas aconteceu, jogo jogado, e chega de lamúrias.

Ficar lamentando o leite derramado é fazer o jogo dos setores vermelhos da imprensa, que não param de bater nessa tecla.

Vamos ao que interessa, o jogo desta noite contra o Cruzeiro, outro que está mordido e louco para bater o Grêmio.

Gremista que é gremista se abraça ao clube, à direção e ao time. Deixa de lado suas teses e simplesmente faz o que sabe fazer de melhor: torcer.

Todos na Arena. O Cruzeiro é um adversário forte. Precisamos vencer e não levar gol. Nesse sentido, torcendo para que Marcelo Grohe volte a ser o grande goleiro de outros tempos. Se isso acontecer, será meio caminho andado para ir à final.

Se gostou, compartilhe!

  • Ricardo

    Me preparando pra enfrentar a retranca da EPTC. O que farão hoje para complicar o trânsito?

    • Ricardo Gomes

      Aguarde dia 31 quando a seleção jogar. Vai ter até transporte aéreo gratuito. Gremista é inimigo público no Texas dominado pelos vermelhos.

      • Ilgo Wink

        pensando em alugar um helicóptero

    • Alexandre

      Mais preocupado com a retranca da EPTC do que a do Cruzeiro.

  • Alexandre

    – Eu preferia ganhar o Brasileirão à Copa do Brasil, mas com a distância que o Corinthians colocou seria loucura seguir apostando no brasileiro. Agora foco total nas Copas.

    – Alguma novidade sobre o Luan no Dortmund? Possível que hoje seja sua última partida pelo Grêmio.

    – Jogo tem tudo para ser dificílimo, acredito em uma retranca monstra do Cruzeiro (o Mano adora). Fundamental conseguir a vitória e ir pra BH com a vantagem. Grêmio vem jogando bem fora de casa, fazendo gols, então nem me importo TANTO em sofrer gol hoje, desde que vençamos, óbvio.

    • Alexandrebg

      Se não levarmos gol hoje, estaremos classificados.
      O Tricolor joga muito bem fora de casa, quando o adversário ataca e deixa espaços para nossos meias e atacantes utilizarem a velocidade.
      Nossos gols tem saído naturalmente, hoje precisamos de paciência, jogar com “erro zero”. O desespero está do lado de lá.

      • Ilgo Wink

        Briga de cachorro grande. Mas estou muito confiante numa boa vitória

    • Ilgo Wink

      Continuo desconfiado que o Luan vai ficar

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Idem, com contrato renovado.

  • Francisco Lanferdini Serafini

    Eu acho sim uma grande coisa ganhar o Brasileirão após 21 anos. Além disso, o Brasileirão é um título muito mais expressivo que a Copa do Brasil, pela sua dimensão (mídia, adversários, pontos corridos). Ademais, seria muito bom ser o primeiro clube do RS a ganhar o Brasileirão na era dos pontos corridos. E para finalizar, ganhar o Brasileirão afirmaria categoricamente a boa fase do Grêmio, coisa que aconteceu com duas Copas do Brasil, uma Libertadores e um Campeonato Brasileiro entre 94 e 97.

    Concordo que é sensato no ponto de vista de “logística”. Copa do Brasil e Libertadores são conquistadas após 22 jogos (8 + 14, respectivamente). O Brasileirão sozinho precisa 38. Então, não acho de todo errado, esse ano, buscarem esses dois títulos. Mas que ano que vem, se conquistados, que o Grêmio vise o Campeonato Brasileiro.

    Nesses moldes, não me incomodo muito pelo Brasileirão não ser prioridade. O importante é levantar títulos e por isso a Copa do Brasil por si só me agradaria e muito (olha como essa competição é visto como algo de compesação devido ao bom futebol do Grêmio esse ano).

    Agora, sobre esse negócio de “gremista que é gremista”, bah, lamentável. Se cabe ao torcedor somente torcer, permita que ele seja considerado gremista tanto no apoio incondicional, quanto na corneta desfreada.

    Não é porque tu grita “fica, Luxa!” ou se delicia em gastar meia Arena na contratação de um Kleber Gladiador que tu é mais gremista daqueles que acham que o Arroyo não é jogador e que o Léo Moura não deveria ser contratado.

    O apoio incondicional faz achar “certo” priorizar Gauchão (o qual nem conseguiu conquistar!!!!) diante uma Libertadores. Isso tá muito errado e não pode ser apoiado nunca.

    Sobre o “lamentando o leite derramado” e “o jogo dos setores vermelhos a imprensa” não tem muito o que dizer além de ser um argumento vazio, que tenta desviar o foco em uma discussão que há opiniões contrárias fortes batendo de frente.

    Quando acontece alguma coisa que alguém vê como correta e incorreta, um debate é de fundamental importância para que o futuro seja melhor. É pegar a ideia dos dois lados e fazer uma ideia única mais forte.

    Aqui no caso, muitos gremistas queriam prioridade ao Brasileirão. Por isso, eles debatem coisas feitas no passado (ou vamos debater futuro?) para alcançar seus desejos numa próxima oportunidade. Ser contrário a direção, ao treinador ou ao time não é ser vermelho ou fomentador da IVI (chega ser triste saber que alguém pensa assim).

    Sobre o Cruzeiro, realmente ele é forte, mas o Grêmio é mais. Portanto, não seria errado cravar o Grêmio na final, mas com os nana-nenem que volta e meia acontecem no lado tricolor, seria um grande equívoco.

    Já que é prioridade, que seja conquistada! Será uma festa linda comemorar o bi-campeonato.

    • Ricardo Gomes

      Espero que ganhemos as Copas. E o Mundial. Que Porto Alegre pare por termos derrotado o Real Madrid. E que depois disso, tendo a opção sido feita neste ano, que ganhe o Brasileiro ano que vem. Que coloquem no plano do discurso e da meta desde o início, mantendo esta base e reforçando o time para focar no Tri brasileiro.

    • Ilgo Wink

      Ocorre que tem gremista que é muito mais corneteiro que gremista

      • Ricardo Gomes

        Ilgo, eu detectei que no nosso melhor ano em duas décadas (pelo menos até aqui) a corneta parece ainda maior que nos terríveis anos de seca. Curioso, para não dizer bizarro!

        • Francisco Lanferdini Serafini

          Todo mundo tá eufórico por dentro. Fazia muito tempo que não viam um Grêmio tão bom. Aí, por insegurança, o que é compreensível em termos de Grêmio, ficam na corneta para não se frustarem tanto em uma eventual eliminação, tal como aconteceu no ruralito priorizado. Aí, acabam se passando na corneta.

          • Ricardo Gomes

            É uma boa explicação Francisco. Talvez os anos seguidos de frustrações ainda nos deixem na defensiva!

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            Concordo plenamente, mas acho que é muito cômodo para não dizer desinteligente as pessoas ficarem em cima do muro para se defender mais adiante com algum fracasso.

        • Ilgo Wink

          Ricardo, eu desisti de entender

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            É realmente difícil entender certas posturas burras por aqui de tão insistentes que são.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Ricardo, é que apareceram alguns defensores ”de teses burras”, absurdas, e quando eles não aceitam uma opinião ou comentário, se transformam em os justiceiros das redes sociais que ficam se curtindo entre si, pode notar.

          Se você curte ou concorda com alguém, SERÁS taxado de fake daquela pessoa e só eu aqui fui acusado por uns burros, idiotas, lorpas e urubus por aí de ter, PASME, 12 fakes desde o Penta da Copa do Brasil em dezembro de 2016 porque apoio e gosto desta gestão administrativa do Romildo e técnica do Renato.
          Tens razão, isso é bizarro, curioso, ridículo e muito infantil de tão imbecil que se torna uma atitude dessas.

          Eu sinceramente, me divirto muito por aqui todos os dias acompanhando todas essas atitudes, pois é muito fácil filtrar urubus de pavões. Os 15 anos para eles foram pouco.

      • Francisco Lanferdini Serafini

        Mesmo assim, não deixa de ser gremista.

        Agora, tem muita gente que só fala besteira e, pior, quer ser o dono da razão acima de tudo. Corneteia por cornetear; apoia incondicionalmente por apoiar incondicionalmente.

        E Ilgo, aprova meu comentário, hehe. Ele tá pendente de sua aprovação, como pode ser visto pela mensagem: “Espere, isso está aguardando ser aprovado por Blog do Ilgo Wink.”

        • Ilgo Wink

          Eu não tranco nenhum comentário, até porque tenho mais o que fazer.
          Ocorre que de vez em quando aparece um caso assim
          e nem sempre eu percebo logo

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Francisco, os bloqueios que acontecem no Disqus não tem nada à ver com atitudes ou ações do Blogueiro, pois é o aplicativo que define quando coloca uma situação em ”moderação”, e isso acontece quando alguma palavra que usamos possa ter alguma conotação abusiva como homofobia, racismo, palavrões, etc.

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Ilgo, acho que tu estás confundindo Gremista corneteiro com Urubus e suas burras teses.

  • Fabiano SC

    Ilgo,
    Brasileirão é maior do que Copa do Brasil, que tem entre seus vencedores Criciúma, Paulista e Santo André.
    Os grandes da Europa sempre privilegiam o campeonato nacional e apenas no fim da temporada se dedicam às copas, seja para salvar o ano ou para completar tríplice coroa.
    Mesmo aqui o reconhecimento é diferente. Vejo seguidamente programas comemorando aniversários de títulos brasileiros, de copas quase nenhum. Quantos programas já comemoraram o título brasileiro de 1996 e quantos a Copa do Brasil de 1994?

    • Ilgo Wink

      Suponho, então, que tu não irás comemorar o hexa se ele acontecer, nem vai tirar sarro dos colorados.
      Tudo bem, cada um com seu pensamento.
      Bom é o Corinthians, que só tem o Brasileiro, não precisa fazer opções

      • José

        Então pelo teu raciocinio tu não irias comemorar o brasileiro. E outra, se tu so pensa em ganhar título para tirar sarro de colorado, me desculpa existe vida lá fora. Quem defende que poderíamos tentar vencer o brasileiro não quer dizer que se desdenha a CdoB, uma coisa não exclui a outra. E tu usaste a palavra certa, ESCOLHA, preferir se dedicar a está última do que o campeonato mais importante é que muitos ou se não a maioria não concorda.

    • Ricardo Gomes

      Cara, respeito teu pensamento, mas aqui no Texas, os únicos que vejo desmerecerem a Copa do Brasil são colorados, que casualmente tem apenas uma Copa.

      • Ilgo Wink

        É isso aí

  • Lucio

    Duas coisas que se desenham para o jogo de hoje a noite:

    1- O Cruzeiro vai vir com uma retranca de invejar até o Celso Roth, nada que não possa ser superado pelo toque de bola e qualidade do Grêmio;

    2- Muitos chutes de fora da área na direção do nosso goleiro mão de Alface, esse sim um problema sério e difícil de ser superado, principalmente porque do outro lado terá dois jogadores que gostam de chutar de fora:Thiago Neves e Sobis;Oremos!

    • Felipe Glotz Mostardeiro

      Naquele lance no fim do jogo foi igual ao gol do bostafogo domingo, a diferença foi só a grande qualidade do Goleiro.

  • Walter Luis Borba

    Diria Celso Roth :
    Cautela, temos que ter cautela!

    Se o Grêmio repetir as atuações de gala que teve no decorrer do ano, ganhará.

    Não pode se afobar. O Mano Menezes vai tentar desestabilizar o Grêmio na força. Anotem aí!!

  • Serrano

    Eu, pessoalmente, gostaria de ver o Grêmio campeão brasileiro. Mas pra esse ano já vi que ficou difícil – se eu vi direito, o Grêmio tem a exata mesma campanha do Palmeiras, campeão do ano passado. O que fazer se alguém contraria as probabilidades e faz 47 pontos em 57 disputados? Fica pro ano que vem – e eu acho que é isso mesmo: o momento do Grêmio não é uma coisa passageira. Acho que viveremos alguns bons anos indo direto pras cabeças.

    Já nas Copas: o Grêmio está a um bocejante zero a zero ou um dramático cinco a cinco de ir pra mais uma final de Copa do Brasil, contra o… olha, sei lá porquê, mas acho que contra o Flamengo.

  • Felipe Glotz Mostardeiro

    Naquele lance no fim do jogo foi igual ao gol do bostafogo domingo, a diferença foi só a qualidade do Goleiro.