Agora vamos ao que interessa: o Gre-Nal

O Grêmio jogou como costuma jogar fora de casa: mal. Pois mesmo jogando mal durante a maior parte do tempo, o objetivo foi alcançado, e isso sim merece ser festejado.

A Copa do Brasil se joga assim, degrau por degrau.

O Grêmio pegou o adversário mais poderoso entre todos que estão em atividade hoje no futebol brasileiro. Fez uma partida brilhante na Arena, onde costuma jogar bem, venceu por 2 a 1.

No segundo jogo, em território inimigo, conseguiu galgar mais um degrau, com as pernas vacilantes, é verdade, mas atingiu o objetivo.

O primeiro tempo do Grêmio foi assustador. Mesmo assim, o Palmeiras não conseguiu marcar.

Teve duas ou três boas oportunidades, mas nenhuma tão clara quanto a do Grêmio, desperdiçada pelo Pedro Rocha. Naquele lance em que ele ficou cara a cara com o goleiro, com a bola à feição, o Grêmio perdeu a chance de causar tanto sofrimento e raiva à sua torcida.

O Grêmio teve uma postura digna nos minutos iniciais, marcando a saída de bola do Palmeiras na intermediária. O problema é que ao recuperar a bola errou passes demais – Douglas e Maicon foram os que mais erraram -, prejudicando a jogada ofensiva. Diante disso, o Palmeiras foi empurrando o Grêmio para o campo defensivo. Não era essa a proposta de jogo do time, que começou pensando em fazer o recomendável: marcar um gol e depois sim se resguardar e jogar no desespero do Palmeiras.

O gol palmeirense no começo do segundo tempo foi um golpe. O time de Renato havia começado bem, ameaçando o gol. Houve falha no sistema defensivo e Thiago Martins cabeceou para a rede.

O Grêmio não se intimidou. Foi para cima e passou a criar algumas situações. Tudo melhorou com a entrada de Éverton no lugar de Pedro Rocha, que estava realmente muito mal.

Em um de seus primeiros lances, Éverton foi agredido com um carrinho maldoso de Allione no guri gremista, que havia entrado com grande disposição. Allione acreditava, por certo, que a arbitragem seria conivente, como tem sido ao longo do Brasileiro em favor do Palmeiras. Foi expulso. Era tudo que o Grêmio precisava.

O mesmo Éverton tratou de fazer justiça ao que acontecia em campo, marcando um belo gol em sua jogada tradicional, manjada, mas que ainda causa estragos.

Depois, o Grêmio, nos contra-ataques, poderia ter liquidado o jogo, mas faltou objetividade e mais concentração no acabamento das jogadas.

Agora, o Grêmio pega o Cruzeiro, que eliminou o Corinthians com autoridade.

Primeiro joga, fora. Decisão na Arena.

INTER

No outro jogo da fase semifinal, Inter x Atlético Mineiro. É um torneio Sul-Minas revivido.

O Inter superou o Santos mesmo jogando com um time misto. O time paulista tinha a vantagem do empate, mas jogou mal. O Inter tirou proveito e fez 2 a 0, resultado que não deixa dúvidas.

Já o Atlético, que não tem jogado bem contra o Inter, penou para superar o Juventude.

Apontado como candidatíssimo ao título em função de seu elenco cheio de estrelas – decadentes, a meu ver -, o Atlético será eliminado pelo Inter.

DOUGLAS

Se o Grêmio jogar sem Douglas no confronto fora de casa contra o Cruzeiro, as chances de sucesso são maiores.

Conforme já escrevi muitas vezes, Douglas só joga bem na Arena.

Então, minha sugestão é que Renato comece com Bolanos para articular com Luan, deixando Douglas para entrar no decorrer do jogo se for necessário.

GRE-NAL: FORÇA MÁXIMA

Agora, vamos ao que interessa.

Não, não me refiro à eleição em POA.

Hoje, nada é mais importante que o clássico de domingo.

O torcedor gremista quer o título da CB, é evidente, mas se tiver que optar fica com a vitória no Gre-Nal.

O grande título da torcida neste final de ano seria o rebaixamento colorado. Sonho de dez entre dez gremistas.

É bom que a direção e a comissão técnica do Grêmio tenham plena consciência disso.

E não ousem escalar time misto no clássico, boato estimulado por setores vermelhos da imprensa.

Um resultado negativo – derrota e até empate – seria péssimo, mas somente será suportável se o Grêmio jogar com sua força máxima.

Meu conselho é que não desafiem essa torcida…

 

Se gostou, compartilhe!

  • HENRIQUE MARTINS

    Ilgo, classificamos….
    Na verdade, o Grêmio teve mais sorte do que juízo.
    A expulsão do jogador do Palmeiras acabou “facilitando” as coisas.
    Se não fosse isso, pelo futebol que estava apresentando, dificilmente passaríamos, mas faz parte do jogo, e isso nos favoreceu.
    Mérito pra Everton.
    Agora teremos a vingança contra o Cruzeiro, que nos venceu 1 copa do Brasil e nos eliminou na LA2009 na semifinal.

    • Ilgo Wink

      Duas lembranças amargas mesmo.
      Mas CB é isso, jogo a jogo, degraus após degrau
      tudo pode acontecer.
      O importante é manter o foco. Mirar a CB e arriscar no Brasileirão sem maiores pretensões

    • ari

      Não esqueça da LA 97, que fomos eliminados por eles pois o decrépito do Zagallo convocou o Paulo Nunes pra banco, e não o Dida.

      • HENRIQUE MARTINS

        Bem lembrado…….são 2 eliminações e uma perda de título contra o Cruzeiro.
        Tá na hora da vingança.

  • Serrano

    Gostaria de discordar em dois pontos.

    Primeiro, não sei porquê ou como o Inter passaria pelo Atlético, que é muito mais time.

    Segundo, eu não vejo Douglas jogando nem na Arena. Ontem, então, foi inqualificável.

    • ari

      Não passam e caem. Mas tá difícil pra esses gremistas amedrontados entenderem. Adoram se vacinar achando que aquele arremedo de time da beira do lago vai se dar bem sempre.

      • Fernando

        Exato. Ontem nem mesmo com litros de café era possível espantar o sono só de ver o Santos jogando no remendão em ritmo de treino.

    • Ilgo Wink

      – o melhor jogo do Inter no ano foi contra o Atlético no BR. O Atlético é um time faceiro e tem alguns jogadores definidores, mas decadentes como Robinho e Fred.
      por isso, acho que o Inter passa, se jogar com força máxima.
      – Douglas fez grandes partidas na Arena. Fora, foi um desastre

  • Gabriel

    Ilgo, esqueceu de citar o estado lamentável do gramado do Alianz Arena. Vergonhoso um clube do tamanho do Palmeiras jogar num gramado desses. Passes simples eram errados por ambas equipes, o que prejudicou muito o espetáculo.

    Foi um jogo emocionante e dramático até o final e novamente passamos em uma decisão. Lembram quanto tempo não vemciamos assim???

    No mais nunca vi um Grêmio X Palmeiras barbada, ainda mais valendo uma vaga na Copa do Brasil

    • Fábio Viana

      Achei que o Walace também foi muito mal. Acho até que não está justificando a titularidade. Jaílson tá pedindo passagem.

      Meu medo é o SINPOF vir em peso no jogo de Minas.

      • A fila anda

        O Grêmio tem jogado de forma inteligente. Acho que não corremos mais o risco de ficar entrincheirados jogando por uma bola. O que tinha que corrigir é a nossa finalização. Chances perdidas como as de ontem podem liquidar o sonho do título.
        No jogo do segundo turno contra o Cruzeiro, Pedro Rocha e Luan perderam gols feitos quando estava zero a zero e tomamos o castigo.
        Agora tem que ser diferentes, se tiver chance tem que matar.

        • Ilgo Wink

          outra preocupação é com a bola aérea. ontem, bateu o pavor

          • A fila anda

            Perfeito. Ontem vazou o jogo inteiro, filme de terror o tempo todo.

      • Ilgo Wink

        Também quero o Jailson

      • Gabriel

        Nenhum do volantes foi bem ontem. Estou deixando livre porque nenhum jogador técnico foi bem . Dessa forma não tem como não culpar o gramado

    • Ilgo Wink

      Foi mesmo emocionante, mas também irritante pela bolinha do primeiro tempo

  • Fábio

    Olha, ainda acreditar em rebaixamento colorado é pedir para se decepcionar. Ganharam três em quatro e depois do Grenal terão o morto Sta Cruz, em casa. O foco do Grêmio agora deve ser o título tão sonhado que está a quatro jogos de distância.

  • Arthur J

    O primeiro tempo do Grêmio foi ruim, mas no segundo tempo o time dominava o jogo quando tomou o gol. Aí ‘sentiu o golpe’.

    A entrada do Everton foi fundamental, mudou o jogo pro Grêmio.
    Bolaños entrou mais ligado, com mais ritmo, será muito importante pro Grêmio.

    Douglas acertou 2 bons passes, mas o resto jogo foi terrível. Matou vários ataques.

    Pedro Rocha foi outro que até começou bem, mas depois que perdeu um gol feito (mais 1 pra conta) foi afundando.

    Marcelo Oliveira fazia uma de suas melhores partidas no ano (em comparação a ele mesmo), mas mesmo assim conseguiu a proeza de entregar a rapadura. Tomara que ao menos ele seja poupado no Gre-nal… por mim, poupava até o final do ano.

    • Ilgo Wink

      Não sei se o Iago está pronto pra encarar esse desafio

      • Arthur J

        O problema é que o MO dá ao menos 1 entregada por jogo. Se o Iago não comprometer durante os 90 minutos já vai ser um grande avanço.

  • A fila anda

    O Grêmio jogou muito mal o primeiro tempo. Foi assustador.

    Alguns jogadores foram muito bem Kaneman, Geromel, Marcelo Oliveira (não é proibido reconhecer que ele melhorou muito) e Éverton. Bolanhos entrou bem também.

    Agora outros estiveram muito abaixo do mínimo necessário: Wallace, que tem uns dois metros de altura, não sabe cabecear ou se posicionar em lances aéreos defensivos. Vazou o jogo inteiro. Uma das piores partidas dele que eu assisti. Errou tudo. Douglas foi terrível, eu só pedia para tirarem ele de campo. Parece que já entrou cansado, mesmo tendo dado “dois” bons passes e Pedro Rocha que, definitivamente, parece que vai repetir o jovem Leandro e terminar a carreira em algum Coritiba da vida.

    Ah! Acho que o goleiro reserva, o Léo, tem futuro. Ele não ficou plantando embaixo das traves, saiu em todas que pode. Quem sabe está surgindo um grande goleiro novamente.

    • Fábio Viana

      Bah!
      Verdade, o Walace não ganha uma de cabeça. Está muito mal.

      • A fila anda

        O estranho é que contra o Atlético Paranaense ele jogou bem. Mas percebo que em jogos em que o outro time faz correria e da bola aérea, ele não vai bem. É jogador com futuro, mas tem que ser trabalhado nesse sentido.

      • Ilgo Wink

        Walace melhorou muito no segundo tempo. No primeiro foi mal, como todo o time

    • Ilgo Wink

      Douglas nunca joga bem fora de casa. então, foi o normal dele

      • Daniel Scherer

        Douglas ontem foi anormal, nunca vi ele jogar tão mal, não acertou nada, a não ser o passe para o pedro rocha errar o gol no primeiro tempo. Eu sei que tem gente que com esse passe já considera a presença dele em campo justificada, mas eu quero muito mais de um cara que é dito como maestro.

    • Gabriel

      O Grêmio tem um grave problema: somente os zagueiros cabeceiam. Pelos nossos volantes não passa uma Gillette por baixo de seus pés e nossos goleiros não saem do gol, por isso bate um pavor na bola aérea.

      Sobre o Marcelo Oliveira falhou no gol e não acertou um passe. Dá para elogiar a vontade e a entrega durante a partida. Por ele a bola não passava colocava até o rosto para defender a goleira

      • A fila anda

        Concordo. Maicon e Wallace não se sobressaem nas bolas aéreas, por isso eu quero o Jailson domingo. Marca melhor esses lances. Sobre o Oliveira, está se esforçando muito e marcou bem ontem (claro que jogar com o Kannemann na cobertura ajuda) achei que no gol quem falhou foi o Wallace, mas posso estar enganado.

        • Fábio Viana

          Já digo isso há um tempinho.
          Walace e Maicon tem características de 1ª funçao no meio campo.
          Hoje é um deles e o Jaílson.

  • A fila anda

    A minha escalação para domingo:

    Léo (se o Bruno estiver machucado), Edilson, Geromel (Thierri), Kaneman, M. Oliveira, Jailson, Maicon, Ramiro, Bolanhos, Luan, Éverton.

    O Doulgas e o Wallace caminhavam em campo ontem. Saíram mortos, por isso não coloquei na lista.

    Grenal sempre é um jogo muito físico, esse vai ser ainda mais. Vamos precisar de muita perna e força para vencer.

    • Ilgo Wink

      Eu começaria com Jailson, não Maicon

      • A fila anda

        Jailson e Wallace ? Pode ser. Só não dá para ser Wallace e Maicon, acho que os dois não se completam.

  • Fabio Scheffer

    O Grêmio conseguiu fazer ontem o que quase sempre é fundamental em uma competição mata-mata com gol qualificado que é MARCAR UM GOL FORA DE CASA !!!

    Agora contra o Cruzeiro, clube que nutrimos uma certa touca, é importante que o Grêmio faça o seu golzinho no Mineirão se quiser retornar em uma condição sem desespero para o jogo da Arena.

    Quanto ao Grenal é na minha opinião o último jogo em que o Grêmio deve colocar força máxima, poupando apenas aqueles que tiverem as melhores condições e tenha reservas a altura ou melhor, tipo Douglas descansando pra quarta e Miller jogando o Grenal na posição que mais gosta e rende.

    Se o co-irmão irá cair eu não sei, e até acho que não vai, mas se pudermos dar um tempero a mais pra eles ter um final de ano tenso e sem um foco maior na CdB não podemos perder a oportunidade.

    Além disso como o Cruzeiro tem o Vitória na Bahia é bem provável que o desgaste dos mineiros seja bem maior do que o nosso, então é fazer o “sacrifício” de jogar a morrer esses dois próximos jogos e depois focar apenas na Copa do Brasil.

    Co-irmão rebaixado seria ótimo, mas eu quero é TITULO !!!

    • A fila anda

      Concordo. Ser campeão é encerrar essa conversa mole de fila e mostrar aos novos torcedores o que é o Grêmio de verdade.
      A queda deles, o que não é impossível, seria o fim de anos e anos de flauta e o time tem que fazer a sua parte ganhando o Grenal.
      Depois, time sub-20 até o fim do campeonato.

    • Ilgo Wink

      O ideal é o título da CB, mas não podemos deixar de contribuir para o rebaixamento fazendo o que está ao nosso alcance

  • Ilgo Wink
  • Daniel Scherer

    O principal é ser campeão da copa do Brasil:
    1 – Acaba o jejum;
    2 – Sendo campeão o Inter não será (que é um grande risco hoje);
    3 – Vaga direta na LA.
    Então, Grenal com os titulares a morrer (e colocar uma pazinha pequena de terra na cova deles) e depois somente Copa do Brasil, foco total.

  • Ilgo Wink