Ascensão tricolor e o ataque a um grande gremista

O Grêmio está a quatro jogos de interromper esses amargos 15 anos de jejum de grandes títulos.

O principal desafio é recuperar a aura de campeão do mata-mata, imagem alicerçada mesmo nos gloriosos anos 90.

Foi nesse período que o clube incorporou a expressão ‘imortal’, que tanta inveja causou nas imediações.

Hoje, o ‘imortal’ é ironizado. A fama de imbatível em mata-mata se esfarelou.

Cabe ao maior ídolo da história gremista a difícil missão de resgatar esses conceitos que tanto orgulham a nação tricolor.

Para isso, é preciso sair do Mineirão com um resultado positivo nesta quarta-feira. Quem bateu o Palmeiras, virtual campeão brasileiro, pode repetir a dose em cima dos mineiros.

Não espero que o Grêmio repita aquela atuação alentadora que teve diante do Palmeiras na Arena. Ainda mais que em jogos fora de casa o Grêmio não tem sido muito feliz, acumulando resultados negativos – se bem que com Renato a situação melhorou nesse aspecto. Com Roger o Grêmio apanhava fora de casa sem esboçar reação, indignação, revolta. Apanhava como uma ovelhinha.

O importante, e Renato já alertou para isso na entrevista coletiva, é fazer gol no jogo de ida, para ter um pouco mais de tranquilidade em casa, no jogo da volta.

Se o ataque calibrar melhor a mira penso que até a vitória é possível.

O Cruzeiro melhorou muito com Mano Menezes, mas é inferior ao Palmeiras. 

Em relação ao time gremista, eu gostaria de ver Jailson no lugar de Maicon. Ele formou uma dupla mais combativa e eficiente com Wallace. 

No mais, resta esperar que Douglas desminta seu histórico negativo nos jogos fora da Arena.

De qualquer modo, sua presença já qualifica o time em relação ao que jogou o Gre-Nal.

INTER

No outro jogo, vejo um Atlético Mineiro com muitas estrelas que estão perdendo o brilho. Sua defesa é vulnerável e a marcação no meio de campo ineficiente. Agora, o ataque se estiver numa noite iluminada pode desequilibrar em favor dos mineiros.

LAMENTÁVEL

Lamentável. Esta palavra define de maneira educada o comentário feito pelo colunista WC, em ZH desta terça. Atacou asperamente um dirigente de longa bagagem no futebol, um gremista abnegado, de enormes serviços prestados ao clube. Um cidadão que merece o maior respeito: Adalberto Preis.

Penso que a instituição Grêmio deveria se posicionar firmemente sobre essa agressão. Aliás, sobrou também para o presidente na mesma coluna, o que escancara um ódio latente aflorando. 

O cornetadorw não deixou barato: 

http://cornetadorw.blogspot.com.br/2016/10/dia-de-furia-de-wc-contra-dirigentes-do.html

 

Se gostou, compartilhe!

  • FePoa

    A questão é que a direção sempre apanha dos isentos e nunca reagem a altura.nem pra mandar o vianey “plantar batatas”. Tenho respeito pelo Sr. Preis. Não merece o escárnio de uma imprensa tão ruim. Eles não atacam só o preiss mas a instituição. O Grêmio que comece a responder na mesma moeda do caquético wialey

    • Ilgo Wink

      Não dá pra aceitar tudo sem reagir

  • HENRIQUE MARTINS

    Ilgo,
    Veja só o exemplo do Atlético-PR, que rompeu relações com a imprensa local lá no PR.
    Não sei se esta seria a melhor solução, mas está passando dos limites, o que esta imprensa barata e isenta vem fazendo contra a instituição Grêmio.
    Estes autênticos jornalistas não fazem questão de esconder sua torcida neste momento, onde a prioridade é avacalhar o Tricolor e amansar pro lado de lá.
    E o pior de tudo é ver os donos da RBS, que dizem ser Gremistas, compactuando com comentários contra a instituição.
    Afirmam por aí que: Zine Pires, Pedro Ernesto e David Coimbra são Gremistas.
    Mas é como o RW fala, eles tem uma queda pelo mundo vermelho, por que será hein ???
    Tá na hora da torcida e o clube se unir e acabar com isso.

    • Fábio Viana

      Não gostaria que ocorresse esse rompimento, como o Atl.-PR.
      Pois como disse no meu comentário, nem todos tem acesso aos meios de comunicação que o clube pode utilizar para sua divulgação e não gostaria de ver aquele gremistão, mais humilde, lá do interiorzão do Rio Grande alijado das notícias do tricolor, por mais distorcidas que estas possam ser.
      Mas se continuar assim, não me espantaria se isso ocorresse.

  • Rafael – Jack

    Num mundo hipotético ideal, o Grêmio criaria o Departamento de Esclarecimentos ao Torcedor, conhecido informalmente entre a torcida como Departamento de Combate à ivi. Nada ficaria sem resposta, esses ratos não teriam vida fácil. Todos os comunicados começariam com “Diferentemente do que foi veiculado pela emissora X/jornalista Y…”

    O responsável pelo departamento seria Nestor Hein, é óbvio.

    No mundo real, eu me contentaria com um setor responsável por monitorar as movimentações da nossa imprensa e responder diretamente a cada veículo via redes sociais e “erratas”, de preferência ao vivo qdo se tratar de rádios.

    Sugiro tb q todo torcedor q falar ao vivo nos microfones de cada uma das 4 rádios q cobrem “a dupla” diga somente “90.3, gurizadaaaaaa”, pq o repórter vai tirar o microfone da tua boca rapidinho mas a mensagem já terá sido dada, rs

    • Ilgo Wink

      tática de guerrilha, boa

  • Giovani Montagner

    sempre que forem dar importância a esse senhor, ao menos lembrem dele assim:

    https://uploads.disquscdn.com/images/a67c29d9e6b902a0b9ad3011c80916aee337721fe2d47813dff39e13dc676615.jpg

    • FePoa

      HAHAHAHA, o problema não é quando ele dorme…e sim quando esta acordado e com microfone,

      • Ilgo Wink

        ehehehehe

  • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

    AMIGOS GREMISTAS !!!!!

    Eu venho combatendo esses ataques ao Grêmio pela RBS a mais de 3 anos por aqui em todos os Blogs, e confesso que ultimamente eles passaram de todos os limites. A ZONA do Binter mexeu demais com todos eles.

    Já ouvi ”em off” de gente de dentro dessa rede que tem jornalistas na folha do Binter e isso não pode acontecer, pois é de uma canalhice tremenda com a ética, moralidade e conduta de caráter de um jornalista.

    Nelson Sirotsky falou aos 02m20seg numa entrevista ao Programa do Jô em outubro de 2007 que lhe falou que deveria haver ”isenção” por causa disso, https://globoplay.globo.com/v/4253218/, aí, Nelson disse que os donos da rede são Gremistas, mas o quadro funcional era colorado, era vermelho e repetiu isso duas vezes afirmando não poder dar os nomes, pois no RS isso não pode, e apenas confirmou o que já se sabe, que o chargista Marco Aurélio e o Luiz Fernando Veríssimo são colorados, Paulo Sant’Ana e Cacalo gremistas e que haveria isenção por parte da Diretoria.

    Na posse de Duda Melzer em 2012, vazou no microfone de lapela de Nelson um recado a Duda :” NÃO SE ACADELE, DUDA, NÃO SE ACADELE” conforme link abaixo com todo o histórico da crise na rede:

    https://jornalggn.com.br/noticia/crise-no-grupo-rbs-provoca-saida-do-presidente-duda-melzer

    O fato é que de lá pra cá com a introdução do CEO Claudio Toígo Filho na RBS/Mídias, um colorado, as ronhas contra o Grêmio NEGATIVANDO qualquer informação ou notícia é diária e pertinente em demasia e isso, não é ético e correto.

    • Ilgo Wink

      Bem lembrado.
      Lembro dessa entrevista no Jô.

  • Lemmy

    Ilgo e amigos, não foi facil, mas consegui deixar de consumir todo e qualquer produto da RedBS. Jogo só na Gremio FM. Nao acesso o click nao leio o jornal, nao escuto as radios, eles nao passam nem perto do meu twitter etc…. e querem saber??? sou mais feliz assim.

    • Ilgo Wink

      aos poucos estou seguindo esse caminho

  • Fábio Viana

    Se já não bastasse a direção do clube ter que se preocupar com a administração do clube, imbróglio Arena, com o futebol, eleição, tendo sido necessário criar um depto da torcida para lidar com os mandos e desmandos do MP e BM, agora ter que se preocupar em defender seus membros e a instituição da imprensa desqualificada.
    O clube deve agir, pois não pode deixar um “canhão” como o grupo RBS falar o que bem entende, desrespeitando membros do clube e deixar por isso mesmo.

    A maioria de nós aqui do blog, tem capacidade para identificar invencionices, barrigadas e mentiras da IVI, mas infelizmente nosso país é muito atrasado e nem todos tem acesso as várias fontes de informação disponíveis hoje em dia, além de educação e cultura não ser muito o nosso forte.
    Para muitos, o Grêmio só chega até eles através da Zero Hora, do Globo Esporte e das rádios Gaúcha, Guaíba, Band e Grenal. Se for pela internet é o Clic.
    Boa parte da gremistada ainda desconhece a existência da IVI, e sua intenção. Acham tudo normal no que leem, ouvem ou assistem. Não “pensam fora da casinha”.

    Não podemos nos abater, nossa resistência deve seguir.

    Abraços.

  • Pablo Retamoso Valim

    Proíbam a entrada desse verme na Arena.

  • Serrano

    Eu não me surpreenderia se os Sirotksy são na verdade colorados. Sério mesmo.

    Seria o caso do Dr. Preis manda um “e quem liga praquele gagá?”. Claro, a RBS viria com tudo – Túlio Milmann espumando, o David Coimbra lamentando, editorial na ZH. Mas pelo menos seria uma das poucas coisas divertidas a se ver nesse triste final de ano.

    Sobre o jogo: não cultivo expectativas positivas. Perdoem-me a franqueza.

    • Serrano

      *FOSSEM colorados*

  • Fábio

    Hoje é dia de Grêmio. FOCO

  • A fila anda

    A imprensa esportiva trabalha em cima da ansiedade do torcedor. Então as manchetes e os comentários, em sua maioria, trabalham sobre temas relacionados a uma grande dificuldade (vencer um adversário poderoso, interromper um sequência de derrotas, quebrar um tabu, etc…), a uma crise, mesmo que suposta, ou oferecer a possibilidade de alguma conquista.

    A medida do retorno nos patrocínios online é feita, também, por número de visualizações (cliques) e engajamento. A torcida do Grêmio é muito engajada, logo noticiar algo sobre o Grêmio ou associar uma notícia com o Grêmio irá gerar mais cliques. Por isso, em muitos casos, sempre é um ex-jogador do Grêmio que fez ou deixou de fazer algo.

    Quanto mais visualizações um colunista gera, melhor ele é. Qualidade do conteúdo vem em segundo ou terceiro lugar.

    O tom exagerado que muitos “jornalistas” passaram usar para chamar a atenção e gerar visualizações, vide Baldasso e WC. E, acreditem, se eles fazem isso e continuam fazendo é porquê, lamentavelmente, tem público.

    Isso é parte da coisa.

    A outra parte, essa mais complicada, é o relacionamento incestuoso entre integrantes da imprensa e seus amigos dentro dos clubes. Os amigos dos colorados não tem pudor em fechar ou abrir os olhos conforme o interesse dos amigos. O caso william e edílson mostra bem como a coisa funciona.

    E, finalmente, os azuis fascinados pelo vermelho. Muito ouvi, não sei se é verdade, que o Pedro Ernesto critica ou elogia conforme o patrocínio… E, sim, ele é Gremista, mas, antes disso, é dinheirista. A grana fala muito mais alto. Outro desses é o tudólogo David Coimbra. Amigão do Rui Costa. Basta ver a sapatadas no Grêmio após a saída do RC. Esses caras, até torcem ou torceram para o Grêmio, mas estão muito comprometidos com outras coisas do do que com o clube.

    Por fim, fernandinho beira-rio fez parte do falecido programa sala de redação. Acham que é de graça todo o apoio que a imprensa do alento vem dando a ele?

    A solução, para um mortal como eu, é não ouvir os programas e não clicar em matérias caça cliques.

    Para o clube, bem o clube deveria entender os mecanismos que levam a opiniões mais ou menos favoráveis e, se forem caminhos dentro da ética e legalidade trilhá-los, sendo fora desses caminhos, denunciá-los.

    • Fábio Viana

      Esquecestes do famoso churrasco da segunda-feira, o salmão assado e etc…

      • A fila anda

        Bem lembrado. Sempre pode rolar uma remuneração, mesmo que indireta…

    • Ilgo Wink

      Perfeito

    • Daniel Scherer

      Parabéns, é isso mesmo.

  • Arthur J

    Só espero hoje que o Renato jogue pelo gol fora de casa…

    Se jogarmos pelo 0x0 já estaremos eliminados.