A mais bonita das reuniões dançantes e a Libertadores

Desde os meus velhos tempos da reuniões dançantes, em Lajeado, onde vivi minha adolescência espinhenta, é que sou assim: busco sempre o melhor. No caso, a melhor.

É claro que nunca consegui a mais bonita da festa. Mas eu era insistente: outra reunião, nova frustração. No máximo eu conseguia uma menina da zona da sul-americana, não mais que isso.

É preciso explicar aos que não tiveram a felicidade de curtir esses momentos bailantes que as reuniões dançantes – a maioria delas – era um evento simples, som de baixa qualidade, tudo vinil do Roberto Carlos, Renato e seus Blue Caps, The Fever, etc.

Conseguir um beijo na boca era coisa para comemorar, fechar a Goethe. Melhor ainda era contar – sempre exagerando – aos amigos, principalmente aos que saiam no zero a zero da festa. Empate fora de casa é vitória, a gente se conformava.

Entre uma Grapette (esclarecendo: bebida sem álcool à base de uva)  e outra, rolava um beijinho de leve na orelha, no rosto, no canto dos lábios, mãos inquietas em trabalho de reconhecimento do território oposto.

Tudo muito discreto. Nos encontros seguintes – normalmente não aconteciam porque aí já envolvia um certo compromisso, namoro no portão, no sofá, essas coisas da pré-história. Mas era divertido.

Na época confesso que sofri por causa de alguns casos de “amor da minha vida”, um caso em especial foi marcante: meu amor platônico pela Stela, uma alemoazinha linda que, na verdade, nunca deu me bola.

Era minha vizinha. Cuidava pra ver quando ela chegava ou saía. Stela não caminhava. Acreditem, ela flutuava, deslizava, desfilava… E cantava. Tinha uma voz linda, que eu ouvia à distância.

Então, nesse aspecto Stela era o meu objetivo maior.

Como é hoje a Libertadores. Aliás, esse objetivo ficou muito bem definido e delineado pra mim e a maioria dos gremistas desde que o Grêmio conquistou a Copa do Brasil do ano passado, garantindo vaga na Libertadores/2017.

A partir dali Gauchão, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro passaram a ser secundários. Nunca houve exatamente uma desistência, mas sim todo um planejamento visando pegar a mais bonita da festa.

Se pegasse alguma “miss simpatia” no meio do trajeto, tudo bem, mas nada capaz de nos tirar o foco do troféu maior: a Libertadores.

Portanto, antes do jogo contra o Barcelona, nesta quarta-feira, quero reafirmar, para deixar muito claro e não deixar dúvidas, que sempre apoiei essa opção do comando gremista.

O Grêmio está muito perto de conseguir o troféu maior da temporada, concretizar o sonho de todos os gremistas, e, embora por vezes não pareça, até daqueles que não param de condenar o planejamento do clube, numa cantilena sebosa e irritante.

É possível, porém, que o Grêmio termine o ano sem faixa no peito, sem nada a comemorar.

Mais ou menos como eu naqueles tempos em que a minha maior preocupação era pegar a mais bonita da festa.

Perdia, mas ficava com a sensação de dever cumprido: pelo menos eu buscava o topo, a minha Libertadores particular.

 

Se gostou, compartilhe!

  • Roberto Naime

    Lindo texto…

    • Ilgo Wink

      Obrigado

  • GremioSempre

    Muito boa análise Ilgo ,vivi as reuniões dançantes também digamos que eu to naquelas de dor nos culhão de tanto arretar gauchinhas , copa e brasileirona em 2017 esperando o grande momento da Libertadores a minha grande amada vai ser TRI bom !!! Grêmio Sempre !!!

    • Ilgo Wink

      veio tirotear nossas gurias?
      Eu casei com uma catarina

      • gremiocampeaomundial

        Ilgo…. meu sonho de consumo velho… as catarinenses sao…
        Só queria um emprego estável e uma vaga de mestrando na federal de SC

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Idem ….. de Criciúma e conheci minha ”Stela” na UFRGS. Show.

      • GremioSempre

        dois.

  • Marcos Lena

    Mas que saudade da Stela hein…

    • Ilgo Wink

      Hoje quem não quer sou, ehehehe

  • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

    Ilgo, você tem a incrível capacidade de desenhar ”o desenho do momento” e esta tua Stela é possível de conquistar este ano sim, pois embora perdemos o gaúcho e a Copa do Brasil, o planejamento é um beijo de língua nesta linda e maravilhosa Stela Argentina mais uma vez, pois a brasileirinha ficou para 2018 (kkkkk).

    Para quarta-feira em Guayaquil, um passarinho verde me disse agora à pouco que o time pode ser este:

    Marcelo Grohe, Edilson, Geromel, Kannemann e Cortêz.
    Michel, Arthur, Ramiro, Luan, Cícero e Bárrios

    Tenho dois palpites para este jogo. Segura essa:

    Barcelona 1 x 3 Grêmio
    Barcelona 0 x 2 Grêmio

    Que fase ….. que gangorra ….. que ano ….. Oremos ….. !!!!!

    • Ilgo Wink

      Gostei dessa do Cícero no lugar do Fernandinho

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Eu queria o Éverton, mas confio no Renato desde a final do Brasileirão de 1982.

        • Rodrigo Mello

          1982? Tu é das antigas heim. Nesta época nem imaginava o que era Grêmio. Comecei a torcer mesmo depois da final de do Gauchão de 86, 1 a 0 para nós com gol de Osvaldo. Renato em seu último ano no Grêmio.

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            Amigo Tenente, estive em Tókio com a delegação e alguns conselheiros em 1983 por ter conseguido em sorteio um acesso ao vôo da delegação, e assisti AO VIVO a epopéia do Renato naquele jogo histórico.

            Tenho muitas histórias hilariantes contadas pelo saudoso Paulo Sant’Ana naqueles dias históricos que não saem de minha retina e minha memória, pois lembro de tudo a quase 34 anos. Foi show de bola. Demais.

      • wilson santos

        Sei não hein, na prática ficaria com quatro volantes, tendo somente o Luan de drible e sem nenhum velocista de lado. O contra ataque ficaria muito afetado.
        Talvez até dê certo, mas acho difícil.

        • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

          Wilson, também queria um velocista de lado (Éverton), porém, analisando as atuações de Arthur, Ramiro e Cícero (nos últimos anos), vejo que são volantes que chegam bem à frente e sabem o que fazer com a bola diferente daqueles brucutus que sujam o calção só na frente da área.

          Ainda duvido que Renato não entre teimosamente com Fernandinho, mas Cícero foi contratado para ”a Libertadores”, e não o vejo apenas como volante porque tem um ótimo passe, cabeceio e chuta muito bem com as duas pernas, pense nisso.

          • wilson santos

            Seria um time mais habilidoso, de posse e toque de bola, todos os volantes sabem jogar, um time talhado para propor o jogo.
            Entretanto, não me agrada um time sem dribladores, Luan ficaria muito sobrecarregado, ele teria que carregar o time quase sozinho.
            Ainda pesa o fato dos laterais não serem exímios apoiadores, mas como disse, talvez dê certo.

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            Perfeito, Wilson, é justamente pelo fato de os laterais não serem bons e exímios apoiadores que concordo com Ilgo quando disse que as saídas de Wallace, Maicon e Douglas travaram a sequência do toque de bola que muitas vezes iniciava pelos lados do campo, e vejo que assim diante dessas dificuldades o treinador teve que se virar nos 30 remontando o time várias vezes à partir da saída do Wallace em janeiro acrescentando as saídas de Douglas, Maicon, Pedro Rocha, lesões, etc.

  • Diogo S

    Ilgo, concordo com o texto, se vier a Stela/Libertadores tudo terá valido a pena, é o topo. Agora, falando exclusivamente de festas, tu esquecia da velha tática da confiança, que uso até hoje: Pega uma mais ou menos no início da noite…então, na hora de ir para a top, a confiança e motivação são totais! As danadas (e os adversários) só respeitam quando observam a competência e a conquista do cara;
    Mas talvez uma conquista, no futebol, diferente da noite, cause mais desmobilização de “dever cumprido” do que motivação para o prato principal.

    • Ilgo Wink

      Diogo, vou testar essa tua tática no primeiro baile da melhor idade que aparecer, eheheh

      • gremiocampeaomundial

        Diogo grande presença. Queria ter entrado nas malandragens antes, mas perdi tempo na vida. Hoje sei que tu tem razão. Motivação, status.. tudo ajuda

        No futebol só aumenta chance de lesão e desgaste

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Bem poético e perfeita tática de pegação de início de noite.

  • Daniel Scherer

    Eu concordo em parte, acho que tu pode na festa querer a Paola Oliveira (LA 2017), mas não pode desdenhar da Marquezine (BR2017) que ta te chamando no canto e tu não quer. Tudo bem que a Cléo Pires (CB) tu já enjoou um pouco, já pegou 5x. Agora a Terezinha Morango (Gauchão), essa tu tem que largar pra sempre…

    • Ilgo Wink

      Bah, Terezinha morango numa hora dessa…

      • ATÉAPÉ

        É tão antiga q nem é do teu tempo, né, Ilgo? Kkkkkk.

    • gremiocampeaomundial

      E se tentear a marquezine arriscar queimar teu filme com a top? Como é analogo ao desgaste de arriscar titulares? Ainda mantem essa opinião?
      Não é “esnobar o que tá caindo de maduro”. Não tá caindo de maduro, é força de expressão e exageros argumentativos. Se fosse a mesma coisa é óbvio que o Grêmio ia sério

      PS.: LA: Juliana Lohmann
      BR: aquela gordinha macabra que é gente fina. Muito fina.
      CB: Beleza exótica e umas gatas de quando em vez. às vezes supera o BR. Mais qualidade, menos regularidade (sinônimo de mediocridade)

      Gauchão: homem.

      • Daniel Scherer

        Mantenho, ficar com a Marquezine é ruim????? Mas na boa, não entro nessa de criticar aquilo que não tem volta. Pouparam e não há o que fazer, se eu acho certo ou errado é irrelevante, já está feito. Não vou ficar nessa de ficar batendo na tecla da poupação. Minha opinião não vai mudar nada, ali na frente vai ser uma choradeira só, seja pelo tri da LA, seja porque não vamos ganhar nada.

    • ATÉAPÉ

      Prá mim a LA é a Nanda Costa e o BR2017 é a Débora Nascimento. Já CB é a Marquezine. Acontece que a Nanda tá me dando mole, e tenho só 2 concorrentes. Já a Débora também parece afim, só q tá mais interessada num gambá, num porco e num peixe. Ou seja, eu sou a 4a opção dela. E ainda tem nego atrás tentando me tirar da fila. Com quem eu fico? Tem jeito, não. A Nanda está perto demais. Vou ter q apostar tudo nela.

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Muito boa, e tem gente que após a invenção do Viagra ”pensa” que consegue comer as três ao mesmo tempo, amigo ….. como diz o Demian Diniz: ”é dose” e o RW: ”haja Bardahl no Texas”.

  • gilberto

    Que bela crônica. Show de bola.

    • Ilgo Wink

      Valeu, Gilberto

  • gremiocampeaomundial

    A analogia é legal e tem licença poética mas não só as situações não são realmente análogas como vejo ironicamente neste fato uma parte da razão pela qual o torcedor chia.

    Na vida real a maneira mais simples de chegar à rainha do baile – sobretudo pra quem não é nenhuma maravilha (meu caso) – é rodar o que tiver em volta. Observação empírica. Já no futebol não dá pra correr o mesmo em duas partidas (de campeonatos diferentes). Até dá mas não é mais só chegar, querer e fazer. É uma questão física que já não é tão especulativa. “Rodar o que tem em volta” é fácil de um lado da analogia – basta esticar os braços, puxar e partir pra outra se der errado. O que, aliás, é divertido. Os primeiros empurrões sempre doem mais mas quando você pega o jeito é igual andar de bicicleta. Compare a um clube de futebol profissional. Eles não fazem aquilo porque gostam mas porque são profissionais. Mesmo que gostem, não dá pra cobrar deles o mesmo que nós. E no meu planeta são poucos os privilegiados capazes de manter a mesma motivação e concentração em tudo que fazem. Como são poucos os que tem comprometimento real com ética e, mesmo esses, entrariam sem vontade (correriam pelo compromisso).

    Trocando em miúdos, é descabido. Rodar micareta é legal e não rola comparar com o futebol dos caras só porque A GENTE QUER que seja assim. Eu também quero uma Ferrari mas tenho que ser realista. Entre a Ferrari e o título da América, CONSCIENTE DE COMO FUNCIONA O SER HUMANO NA VIDA REAL e não imaginando que são onze superheróis abnegados como os Cavaleiros do Zodíaco ou a Liga da Justiça, sei que posso ter esperança no título continental mesmo com derrotas colaterais em torneios menores, quais são apenas reflexo da realidade que descrevi acima.

    Agora pra quem acredita que “perdeu, perdeu”, “é o Grêmio que tá em campo”, que nada mais presta, o Grêmio tá eliminado e que a privada vai entupir, não tem saída. Esses já estão convencidos disso mesmo e nenhuma analogia vai convencer eles do contrário nem fazê-los conscientes de que estão só se comportando como o cara que pegou 10 mas queria ter pegado 11, 11 mas queria ter pegado 12, …, “k” mas queria ter pegado “k+1” (e “que se dane” o fato de não ser fácil, mesmo não precisando correr). Pelo Princípio da Indução Matemática…

    Outra coisa: esse “argumento-da-troca” precisa funcionar na ida E na volta, ou nao funcionar nas duas. “Argumento-da-troca” é quando o torcedor chia porque o clube trocou o troféu A pelo B, no estilo “não ganhou A porque privilegiou B”. Não funciona. Porque não é uma troca de fato: não existe GARANTIA nenhuma de que seríamos campeões do BR sem poupar/poupando menos. “Ah mas as chances…” – isso mesmo, as CHANCES! As mesmas CHANCES que na hora da volta, pro mesmo argumento, são convenientemente ignoradas. Quer dizer que escalar titulares aumenta as chances mas poupar não ajuda a diminuir o risco? Quem chia por algo tão elusivo como CHANCE deveria abraçar o conceito, ou seja, o Grêmio aumentou as suas CHANCES na competição que valia MAIS. Mas se cair, quando cair, vão reclamar. É fácil ser engenheiro de obra pronta e mais fácil ainda é de obra que estava pronta e caiu. Aí vira festa, todo mundo é “engenheiro” e consegue dizer que “provavelmente tinha algo errado”.

    Nunca vi cornetagem RETROATIVA, PQP! Se o Grêmio cair na LA vão chorar mais o poupamento do BR do que a própria eliminaçao, essa é a impressão que dá. Ou então querem cornetar mesmo e não estão a fim de esperar a eliminação que pode nunca acontecer.

    Obviamente, se o Grêmio jogar MAL e for eliminado, o senso crítico não pode ser obstruído. Uma direção que tem crédito e muito, mas pode cometer erros. Isso é pra fazer crítica SENSATA e não pra criar desordem antes do tempo. Eu sinceramente fico meio perdido como torcedor. Se nao incentivo a crítica tenho medo que facilitem a volta dos maus tempos. Se incentivo, incentivo cornetagem por tabela. É chato isso, porque não dá pra deixar a peteca cair e ao mesmo tempo não alimentar vacuidades ou amenidades.

    Saudades do tempo em que os gremistas se entendiam e bradavam em coro numa só voz gritos como “Fica, Koff!” mas esse tempo já passou tanto, mas infelizmente TANTO, que neguinho ainda vai me acusar de interesse político por ter citado o ex-Presidente na hora de dar o exemplo anterior.

    • Rezende

      Se jogar mal em QUALQUER lugar o senso crítico baixa o pau…
      Sobre a poupação do seu Renato deixe-me fazer uma pequena citação…

      ATÉ A PÉ NOS IREMOS, PARA O QUE DER E VIER, MAIS É CERTO QUE NÓS ESTAREMOS…
      COM O GRÊMIO ONDE O GRÊMIO ESTIVER…

      Dá para notar que o hino do Grêmio do imortal Lupicínio Rodrigues exalta a determinação a SUPERAÇÃO de obstáculos EM QUALQUER LUGAR, SOBRE QUALQUER OBSTÁCULO visando a VITÓRIA do Grêmio…
      E está falando da TORCIDA, o que se exige do time

      Será que não dá para se MANCAR que esta política de POUPAÇÃO do Renato é a coisa mais anti-gremista que PODE existir???

      Dá para entender ou quer desenho…

      Os defensores e alentadores automáticos do Renato sempre esquecem que não se EXIGE dele que escale o time titular em todas as partidas por ser humanamente impossível, o que se quer é que o treinador do time profissional FAÇA SEU TRABALHO com seu elenco… TODO seu elenco.
      Estruture um time reserva ou misto SEMPRE procurando um time SUFICIENTE para vencer o adversário da oportunidade.

      Coisa que o TREINADOR Renato não fez costumeiramente nesta temporada (com o aval da diretoria e da presidência do Grêmio) colocando várias vezes o transição para jogar INTEIRO…
      Desde a terceira rodada do brasileiro…

      Faz décadas que o Grêmio não tinha um elenco tão amplo e forte e o técnico simplesmente NÃO SOUBE, ou PIOR, NÃO QUIS utilizá-lo…

      Renato teve múltiplas chances ao longo da temporada para utilizar seus BONS reservas e NÃO USOU.

      Miller e Gata Fernandez foram embora com pouca ou nenhuma utilização…

      Enquanto Fernandinho, o impoupável, nos enche de preocupação EM CAMPO.

      Se o fanfarrão não ganhar a Libertadores desta vez não vai ter perdão.

      Renato já nos deve o Gauchão do Felipe Bastos, a Libertadores de 2014 que ele pulou da barca ANTES pela FLUNIMED e já incluo ESTE Brasileiro de 2017 o da Poupação…

      Ele que trate de ganhar a Libertadores para o bem do GRÊMIO e de si próprio…

      • gremiocampeaomundial

        “Os defensores e alentadores automáticos do Renato sempre esquecem que
        não se EXIGE dele que escale o time titular em todas as partidas por ser
        humanamente impossível, o que se quer é que o treinador do time
        profissional FAÇA SEU TRABALHO com seu elenco… TODO seu elenco.
        Estruture um time reserva ou misto SEMPRE procurando um time SUFICIENTE para vencer o adversário da oportunidade.”

        O trabalho dele é fazer jogar de tarde o time que se conheceu de manhã?

        Na boa, é laboratório. Concordar ou nao é prerrogativa sua mas estamos de pé no freio e poupando. Não é fazer jogar os reservas, é TREINÁ-LOS e fazer testes, preocupação prioritária ao resultado final

        Só concordo cm o Fernandinho e mesmo assim ele fez boas partidas. Quanto ao resto, por favor, se escalação de pereba compensa título nacional (todo técnico tem dessas, e às vezes até motivo) entao nao entendo mais nada

        • gremiocampeaomundial

          O cara tem crédito, velho, motivos pra que confiemos nele
          Pode dar errado? Pode. Mas ainda nao deu e opinião que poupar tá errado nao é argumento definitivo. Aceito como opinião válida, respeito e segue o baile. Discordo democraticamente

          • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

            Amigo, não é toa que um grupo de corneteiros 100% pessimistas que vinham aqui (diminuiu bastante, não é o teu caso cuja ”ausência” foi sentida), foram batizados de ”urubulinos”, e não gostam nada disso porque os ofendidos chamam os otimistas de chapas brancas & oficialistas. Normal. Siga os debates.

      • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

        Gilberto e seu eterno blá blá blá surrado …..

        ….. vire o disco, Rezende, teu time está num ótimo momento, acredite, isso é verdade, nenhum outro time do Brasil conseguiu o que teu time está fazendo …..

        ….. e o treinador ainda é ídolo da imensa torcida, e você & Cia Urubulina jamais verão uma vaia a esse cidadão tão Gremista quanto todos os outros 92,9% que acreditam, aceitam e confiam nele. FATO.

        Grande abraço, Gilberto, teu time é um sucesso nas mãos de um ídolo da torcida.
        Verdade, é o que temos.

      • GremioSempre

        Bah que azedume “Rezendume” …

      • gilberto

        Acho que o gauchão foi de 2013, Felipe Bastos jogou com o Felipão e não com o Renato.

        • Rezende

          Tens razão XARÁ, confundi as tragédias estaduais o primeiro Gauchão que Renato nos deve foi o de 2011 e o peixe da hora era o Júnior Viçosa e perdemos nos pênaltis pros vermelhinhos.
          E faltou incluir o Gauchito deste ano…
          Como TREINADOR do Grêmio, o que Renato REALMENTE tem DE CRÉDITO é a CB 2016 e duas “LA VAGA” nos Brasileiros de 2010 e 2013.

    • Ilgo Wink

      Muito boa tua reflexão. Excelente a expressão ‘crítica SENSATA”

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Impecável ….. parabéns ….. !!!!!

    • GremioSempre

      Parabéns !!

  • Deny Camargo

    Independente de ser campeão eu gosto dessa mentalidade nova de buscar títulos em vez de se comemorar vagas. Muitos desses 15 anos de seca foi em função dos dirigentes quererem garantir vaga na Libertadores pelo Brasileirão em vez de jogar todas as fichas na Copa do Brasil por exemplo.

    Prefiro jogar todas as fichas no título da Libertadores do que me contentar com vaga para disputá-la em 2018 via Brasileiro. Para vencer no esporte (e na vida) tem que sempre mirar o alto…

    • Ilgo Wink

      é isso aí, todos os clubes entraram com tudo na Libertadores, só o Grêmio sobreviveu
      Tem gente que acha pouco

      • gremiocampeaomundial

        Ilgo tu nao entendeste a crítica do colega, ele quer “premiar a mediocr… digo, regularidade….”

    • wilson santos

      O maior campeonato do país virou um mero trampolim para a Libertadores, não gosto dessa mentalidade.

  • Rezende

    Belo, saudosista e poético, uma baita texto…
    Seguindo a analogia proposta…

    Exprime com PERFEIÇÃO a lógica preferida do Professor Garanhão que fazia mais ou menos como tu lá em Bento Gonçalves…
    Sorte nossa que a taxa de SUCESSO do Portaluppi é maior que a tua… HE HE…

    Pelo menos ele sempre botou a maior banca disso seja com seus os amigos à época e seja mais tarde em qualquer entrevista que dê já famoso…

    As chances do Grêmio de Portaluppi ganhar a mais bonita da festa (Libertadores) é ainda bem alta…

    Pena que na “reunião dançante de 2008”, o Edgardo Bauza passou o seu “Patón” na mais bela da festa debaixo das barbas do Garanhão e foi com ele para a casa da LDU…

    Será que ele APRENDEU alguma coisa lá no seu íntimo nesta reunião dançante passada ou ainda acha acha que fez TUDO CERTO como continua dizendo nas entrevistas até hoje e certamente faz o mesmo com seus amigos com suas costumeiras bravatas…

    Me parece que o técnico gremista parou neste tempo…
    Precisa ganhar a mais bela da festa em 2017 para finalmente seguir em frente…
    Talvez isso explique a poupação extrema do treinador este ano…
    Tomara que consiga…

    SEGUE O BAILE…

    OREMOS…

    • Ilgo Wink

      Se não levar a mais bela, vai ficar com a baranga

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Gostei do Oremos ….. já vi ”alguém” escrever isso por aqui algumas vezes, mas sem tanto pessimismo.

  • Fabiano SC

    Ilgo, essa coluna tem cheiro e jeito de vacina prévia…

  • Fabio Victoria

    Os caras da nossa torcida tocam mais flauta e discutem entre si do que com os colorados hahahaha…meu Deus. O Rezende tem suas razões, não está de todo errado, é preocupação de ver um time mais entrosado. O Copião e o Campeão mundial também tem seus pontos, vamos agora é acolher e torcer pelo campeonato da America. A coisa ficou extremada demais. O assunto é bom, mas virou centelha que se espalhou em capim seco.

    • José da Silva – COPIÃO DE TUDO

      Fabio, seja bem-vindo ao grupo dos chapas brancas & oficialistas que gostam de apoiar o clube, o time e a boa gestão do momento onde alguns urubulinos ainda resistem bravamente com suas cornetas …..

      ….. mas todos somos e seremos sempre grandes Gremistas e é por isso que o futebol é um assunto de debate em todas as redes sociais onde não existe nada extremado. Abraço.

    • Rodrigo Mello

      Não estou vendo discussão nenhuma aqui. Pra tocar flauta em Colorado tem que ir em Blogs deles ou da IVI, aqui só tem Gremista. E tocar flauta em Colorado é o que eles fazem conosco. VC viu alguma discussão neste Assunto? Não.

      • Fabio Victoria

        Acho que vc não entendeu o sentido da coisa. Ou talvez eu mesmo não tenha me feito entender bem. Enfim…

        • Rodrigo Mello

          Beleza, vou treinar mais leitura, pode ser que eu melhore.

    • Diogo S

      Esse rezende é uma mala mor. Já foi defenestrado do blog Imortal Tricolor porque ninguém suporta suas teses estapafúrdias espalhadas em textões insuportáveis. Ninguém lê.

  • Ancião Imortal

    O Ilgo é gremista mesmo. Mira a TOP e fica15 anos na fila. kkkkk

    Gostei muito do texto.

    Sobre as prioridades do Grêmio em 2017: 1) Ruralito (eliminado pelo Neu Hanburger em cobranças na marca penal); 2) Copa do B (eliminado pelas raposas em cobranças na marca penal); 3) LA … Estou torcendo como louco para que não aconteça decisão por cobranças na marca penal.