Joseph Blatter pediu desculpas pelos erros que prejudicaram Inglaterra e México. O presidente da Fifa não fez qualquer referência a uma punição aos árbitros.

Jorge Larrionda, que cometeu o maior erro que já vi em Copa do Mundo, não será sequer advertido. Não tenho dúvida de que ele irá representar o Uruguai na próxima Copa, prevista para ser disputada no Brasil.

A Fifa não desampara seus amigos, seus parceiros, seus operadores.

Vale a pena ler entrevista com um jornalista inglês sobre a Fifa publicada no blog do Juca Kfouri, ontem.

EM TEMPO

Conforme escrevi anteontem, o Brasil pegou uma galinha morta e fez a sua parte, venceu com facilidade.

Mas continua sem convencer. Jogou um futebolzinho de doer. No segundo tempo, o Chile entrou na área brasileira umas dez vezes pelo menos. Ficou ali tocando bola sem saber o que fazer, concluindo duas ou três vezes. Ridículo aquele joguinho de tico-tico dentro da área.

O argentino Bielsa achou que poderia enfrentar o Brasil de igual para igual. Muita pretensão. Aliás, pretensão é o que não falta para os argentinos.

Agora, a Holanda, seleção que apontei como favorita ao título. O Brasil sempre penou para derrotar o time holandês.

A Holanda passou com muita dificuldade pela Eslováquia, que é superior ao Chile, sem qualquer dúvida.

Aposto na Holanda. Se a arbitragem não interferir…

No único jogo em que pegou um adversário melhorzinho, contra Portugal, o Brasil só empatou.

EM TEMPO II

Sobre Argentina x Alemanha: sou mais a Alemanha. O time do Nelson Ned foi beneficiado pela arbitragem em todos os jogos. A Alemanha só contra a Inglaterra. Se a Argentina der espaço para contra-ataques, com aquela sua defesa peneira, vai levar goleada da Alemanha.

Aliás, se o Brasil tivesse o contra-ataque alemão no jogo contra o time do cabernet sauvignon, do carmenere e dos terremotos teria feito uns 10.

SAIDEIRA – O PODER DE POSSAS

O colega Alfredo Possas é conhecido por suas posições radicais e, muitas delas, sem qualquer explicação lógica. Ele tem ódio mortal por algumas pessoas famosas ou quase, as quais nem conhece pessoalmente.

Por exemplo, ele odeia Neimar, um ‘gurizinho petulante e exibido’, segundo ele. Odeia o piloto inglês de F-1, o Hamilton (se diz RRRÉMILTON, segundo Mariana, a Bela).

O Bragantino, no seu auge, foi alvo da ira de Possas. Sumiu o Bragantino.

O mesmo em relação ao São Caetano, não poupando sequer os jogadores do São Caetano.

Um deles morreu dentro de campo, esqueci o nome dele.

O goleador Fabrício Carvalho surgiu como um fenômeno de atacante tempos atrás. Bastou para despertar a fúria secadora de Possas.

Descobriram um problema cardíaco no rapaz.

A lista é enorme.

O goleiro Bruno é o exemplo mais recente do poder do olho grande do Possas. Antes da Copa, ele dizia, cuspindo fogo, que Bruno seria convocado pelo Dunga no lugar do Victor e que acabaria titular.

Possas odeia tudo o que é relacionado ao Flamengo. Sobrou para o Bruno, acusado agora de assassinato. Em breve, tudo indica, irá reforçar o time do presídio.

Eu sei que o Possas vai tomar conhecimento que estou escrevendo. Por precaução, quero deixar muito claro que gosto do Possas, meu amigão, grande jornalista, polêmico, excelente ser humano, gente fina barbaridade…

Possas, por favor, considere isso uma homenagem.

Possas, tu é o cara!!!!