O caso RG

O caso RG

Depois de tudo acertado, segundo minha fonte altamente confiável, parece que houve um recuo nas negociações envolvendo RG.

Assis passou uma ideia que tudo seria fácil, que o Milan não colocaria obstáculo para liberar
Ronaldinho. A direção do Grêmio acreditou.

Passam dirigentes, entram dirigentes, e eles continuam acreditando no Assis.

Eu ainda acho que Assis está bem intencionado. Ainda.

Minha fonte garante que está tudo certo. Mantém sua posição.

Só que agora já não sei se sua convicção é mais desejo do que realidade.

Sigo apostando minhas poucas fichas que tudo realmente dará certo.

SAIDEIRA

Estou de férias de alguns dias no litoral. Portanto, vou escrever pouco nesse período.
A todos os botequeiros desejo um belíssimo 2011.
Até mais.

Mais uma lista de final de ano

Dez coisas difíceis de entender e\ou aceitar no futebol gaúcho em 2010:

1-o excessivo tempo de permanência de Silas e do Meira no Grêmio
2-a derrota do Inter pro Mazembe, vexame histórico
3-a renovação de contrato de Celso Roth depois do fracasso no Mundial
4-a dança da bunda do goleiro Kidiaba após os gols sobre o Inter
5-a liberação de Sandro e Taison antes do mundial de clubes
6-a displicência no Inter no Brasileirão
7-O pênalti que Héber R. Lopes não marcou no jogo Flu x Grêmio
8-a luta de determinados setores contra a volta de Ronaldinho
9-o crescente endividamento da dupla Gre-Nal
10-a decadência do Juventude
Minha memória não é lá essas coisas. Podemos aumentar a lista.
SAIDEIRA
A direção colorada não sabe mais como explicar a renovação com Roth.
Agora, é o novo homem do futebol, Siegmann, que tenta justificar
o injustificável. ‘Seria arriscado trocar de técnico antes da Libertadores’, disse ele.
Mas o Inter fez isso com o torneio em andamento…
É forte a influência do Jorge Machado no Beira-Rio…
GORJETA
O Inter contratou Rodrigo, dispensado no Grêmio.
Agora, o Grêmio pode trazer Ilan, dispensado no Inter.
A volta iminente de RG causa pânico


A famosa gremistona da foto acima, que veio passar o Natal em Porto Alegre com familiares, conheceu a 1983 e não largou mais o copo. Ela volta para o Rio com a 1983 na bagagem.

É a 1983 globalizada.

A Cerveja Campeã é mesmo irresistível…

PENDURA

O Natal me comove. O Ano Novo mais ainda. Sou emotivo demais. Choro em comédia romântica, comédia dos Trapalhões no cinema. Até em novela, facilitar, eu choro.

Chorei de alegria quando o Grêmio foi campeão do Mundo em 1983, abrindo a porteira para a gauchada e provando que a Terra é mesmo Azul.

Sou muito emotivo.

Por isso, não pude conter uma lágrima quando vi o CP, edição de Natal, e li a matéria sobre uma proposta do Grêmio que RG e o mano Assis recusaram. E só tinham mesmo que recusar, embora fosse uma grana formidável. É que naquele momento, meados de janeiro de 2001, a traição já estava consumada e RG já era do PSG.

A proposta foi uma tentativa desesperada da direção gremista de ainda segurar RG, mesmo sabendo que a saída era irreversível.

Agora, retomar essa questão (mais do que superada) justo neste momento em que o Grêmio está trazendo de volta sua cria mais famosa? Tenham a santa paciência.

É comovente o esforço para melar a contratação de RG.

Por isso, a lágrima. Como já disse, sou muito emotivo.

GORJETA

Vamos esperar o que mais vem por aí.

FECHANDO A CONTA

Eu era contra a volta do RG, a quem muitas vezes chamei de Traíra, chegando a criar o COR (Clube do Ódio ao Ronaldinho) lá no CP, com muitas adesões, diga-se.

Mas diante do desespero que percebo do outro lado sou cada vez mais a favor
da volta de RG ao seu antigo lar.

Volta RG, a casa é tua!

Feliz Natal a todos os botequeiros e botequeiras.


Quem não comprou a 1983 que brinde com espumante, mas não deixe de brindar pela paz, pela saúde e pelo Grêmio campeão do mundo de 2011.
Os colorados podem brindar, por exemplo, por uma revanche com o Mazembe em outro Mundial.
SAIDEIRA
O Inter dispensou Ilan. Outra contratação desastrada do Fernando Carvalho, que teve um ano de mais sorte que juizo. Além do Ilan, outros erros que custaram caro ao Inter em grana e em resposta: Kléber Pereira e o ‘espetacular’ Mathias.
Olha, ele já está ganhando do Meira no quesito contratações desastradas.

Os títulos nacionais e RG

A CBF confirmou nesta quarta-feira que os campeões das Copa do Brasil e do torneio Roberto Gomes Pedrosa disputados de 1959 e 1970 serão reconhecidos como títulos brasileiros.

A CBF está certa. São as competições nacionais que existiam.

Com isso, o Santos passar a contar com oito títulos, ao lado Palmeiras. Pelé, que conquistou seis títulos nesse período, passa a ser o jogador com mais títulos nacionais.

A CBF age corretamente.

Dentro do mesmo critério, a Fifa em breve irá ‘oficializar’ os títulos conquistados antes que ela assumisse os torneios mundiais de clubes.

A entidade dos velhinhos malandros da Suíça vai fazer um charme, um doce, mas vai acabar confirmando que todos as disputas anteriores conterão o seu aval.

Isso significa que o Santos de Pelé será um campeão Fifa. E o Grêmio, de 1983, também.

Só vejo um problema: é vantagem ser campeão ‘mundial Fifa’ ao lado de um Corinthians, que, segundo a Fifa, é campeão do mundo, embora não tenha sido campeão sequer da América do Sul?

SAIDEIRA

RG está contratado. Assinou contrato nesta quarta-feira. É claro que tudo é feito discretamente. Conforme saiu aqui no boteco, a ideia é anunciar tudo no dia do Natal.

Por falta de assunto, ou para tumultuar, pipocam aqui e ali notícias sobre o interesse de uns e outros.

Se algum gremista tem dúvida sobre se é positiva ou não a contratação de RG, basta ver como estão reagindo os colorados da mídia.

É como mexer num ninho de marimbondo. Estão enlouquecidos.

A ideia de RG vestir de novo a camisa do Grêmio os apavora.